Agora são: horas e minutos - Agradeço sua presença e volte sempre

Veja quais são as chances de um filho herdar problemas psicológicos dos pais

Por , em 21.05.2018
Pais ou mães que enfrentam a depressão, transtorno bipolar e outros problemas psiquiátricos frequentemente se perguntam se seus filhos herdaram esse problema geneticamente.
“Sentimentos de falta de esperança, culpa, falta de valor e pânico são alguns sentimentos que eu sinto todos os dias. Pensar que meus filhos, atualmente com sete e doze anos, possam sentir isso um dia me enche de pavor”, relata a escritora britânica Lucy Dimbylow, ao Metro UK.
A chance de um pai ou mãe passarem geneticamente um problema psicológico para o filhos depende do tipo do problema. Pesquisas do Centro para Educação Genética mostra que se um dos pais tiver transtorno bipolar, o filho tem 15% de chance de desenvolver o mesmo problema, comparado com 2 a 3% da população geral. Se os dois pais têm transtorno bipolar, o fator de risco sobe para 50%.
Essa proporção é semelhante para a esquizofrenia, com 13% de chance de desenvolver a doença se um dos pais a tem e 45% de chance se os dois têm.
Não é possível estimar qual é a chance de um filho herdar outros problemas psicológicos como depressão e transtorno obsessivo-compulsivo, mas estudos variados mostram que essa herança é possível.
Um estudo de 2011 da King’s College (Inglaterra) encontrou um elemento cromossômico relacionado à depressão profunda que sugere que esse tipo de depressão pode ser herdado geneticamente, mas não sabemos qual é a probabilidade de um filho herdar esta característica.
Em 2010, pesquisadores da Clínica Psiquiátrica da América do Norte (EUA) também encontrou um padrão genético em pessoas com transtorno obsessivo-compulsivo, apesar de sabermos que fatores ambientais também contribuem para o desenvolvimento do transtorno.

Ter filhos ou não ter?

Laura Peters, da entidade filantrópica Rethink Mental Illness, alerta que ter acesso a esses dados sobre as chances de passar genes de doenças mentais para os filhos não significa que pessoas com esses problemas não devam ter filhos.
“Pesquisa recente da Time to Change mostrou que algumas pessoas ainda pensam que pessoas com problemas psiquiátricos não deveriam ter filhos, mas esta é uma visão estigmatizada antiquada, e não há evidências para apoiá-la”, diz Peters.
“Ter transtorno mental não significa que seus filhos automaticamente vão ficar doentes também. Pode ser útil olhar para os números de forma inversa: uma criança com um dos pais com transtorno bipolar tem 85% de não ter este problema”, diz ela.
Mesmo assim, não são apenas os genes que determinam se alguém desenvolverá um problema, mas também o ambiente em que esta criança cresce e se desenvolve.
“Se você oferecer um lar com amor e estabilidade, então as chances de uma criança crescer de forma saudável são muito maiores. Saúde mental e física estão ligadas firmemente, então encorajamos crianças a comer bem, se exercitar e evitar estresse, dormir bem e conversar com alguém sobre suas preocupações ou problemas”.
Outro fator que está a favor da nova geração é que transtornos psicológicos são cada vez menos vistos como tabus, então falar sobre esse assunto e procurar ajuda está cada vez mais fácil. [Metro.uk]

Postagens mais visitadas deste blog

Porquê tomar o Cloreto de Magnésio P.A.?

ÍNDIA - Cientistas Criam Cruza de Humano com Gorila, Nascendo Bebê Híbrido!!

Homem constrói rádio chamado ''espírito de Tesla'' adivinha o que acontece quando ele é ligado? Assustador...

Governo japonês está preocupado com os efeitos da vacina contra HPV, como infertilidade e paralisia

Você já percebeu seu olho pulsando? Saiba o motivo disso acontecer

PAUL PANTONE: ELE CRIOU UMA MOTOR QUE FUNCIONA COM 80% DE ÁGUA E DIMINUI MAIS DE 50% A EMISSÃO DE GASES NOCIVOS...

Inacreditavel descoberta : Desenhos antigos encontrados na Índia parecem representar naves extraterrestres (Vimana)

Radiação Cósmica De Sistema Estelar Gigante Ruma Em Direção À Terra Alerta NASA

Máfia que desviava bilhões com fraudes em julgamentos tributários espõe "gestapo fiscal" contra contribuintes