Translate

Trabalhamos para divulgar notícias SOBRE: POLITICA, CURIOSIDADES, SAÚDE, ASTRONOMIA, UFOLOGIA, GUERRA, MISTÉRIOS E MUITO MAIS.Precisamos de sua ajuda, clique nas propagandas expostas no Blog, para manter nosso site no ar.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Alienígenas Envolvidos? Mapa do Século XV Descreve o Mundo e a Antártida em Detalhes?

Um antigo mapa datado do século XV que foi descoberto no ano de 1929 deixa ainda mais questões em seu rastro. Então o que é de tão interessante sobre este mapa que é tão intrigante? Simples apesar de estar determinado a data de por volta  do séculos XV é bastante preciso em detalhes. Vamos lembrar que no século 15 muitas áreas da terra ainda não tinham sido exploradas e havia muito poucas maneiras de mapear as coisas perfeitamente. Mas de algum modo lá estava neste mapa antigo era a terra inteira em grandes detalhes. 
Talvez uma das maiores estranhezas encontradas neste mapa é o fato de que há o topo do que era o continente congelado da Antártida, então o que é tão estranho sobre isso, não é onde este continente é geralmente encontrado? Bem, sim mas lembre-se que historicamente o continente não tinha sido descoberto até 1773 pelo capitão James Cook, que foi bem depois deste mapa, aparentemente veio à existência. 
Então seria possível que o criador ou criadores deste mapa não fossem realmente deste planeta? Há aqueles que suspeitam que este poderia realmente ser o caso, mas há também aqueles que se perguntam se o território no mapa que se acredita ser a Antártida é de fato o continente de gelo ou algo mais. A razão para a dúvida neste mapa o continente parece mais próximo do leste do que é  agora. Mas muitos pesquisadores acreditam que isso poderia ter a ver com mudanças ambientais na própria terra. Ao longo dos anos o mapa tem sido objeto de muito estudo juntamente com livros, incluindo um escrito por um professor de história no Keene State College pelo nome de Charles Hapgood, que foi citado a respeito deste mapa e sua origem como dizendo: "Parece que as cartas devem ter se originado com pessoas desconhecidas e foram repassadas talvez por minoenses e fenícios, que estiveram durante mil anos e mais, os maiores marinheiros do mundo antigo". Quanto ao criador do mapa é possível que os visitantes alienígenas antigos o criassem, pois naquela época a humanidade simplesmente não era capaz de produzir algo tão detalhado.
Fontes:
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                 Veja o Vídeo Abaixo:

                                           Fonte:Bill Cote


                                               Fonte:Ancient-Astronaut Arguments

E se a Coreia do Norte Atacasse os Estados Unidos com Bombas Nucleares?


Depois da visita do vice-presidente norte-americano à área desmilitarizada do país, um especialista explica o que pode acontecer no caso de uma ofensiva norte-coreana.

Esta matéria foi originalmente publicada na VICE US .

Se você não estava prestando atenção na Coreia do Norte em 2016 — um ano no qual grandes potências mundiais como Rússia, EUA, Reino Unido e China competiram pelo holofote geopolítico fazendo merdas — era fácil esquecer que o reino ermitão continua ameaçando tacar bombas nucleares em seus inimigos. Não à toa, nesta segunda-feira (17) o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, em visita à Coreia do Norte, informou que seu país não irá mais tolerar novos testes nucleares e de mísseis do regime norte-coreano.

Sobre a possibilidade de um ataque nuclear por parte da Coreia do Norte, já ouvimos essa história tantas vezes que parece blefe, mas a Coreia do Norte deu duro em 2016 para fabricar e testar tecnologias relacionadas que provam que suas ameaças são sérias, especialmente o impressionante míssil balístico intercontinental Kwangmyongsong. Um míssil que, em fevereiro retrasado, descobrimos ser capaz de atingir Los Angeles.


Análises recentes sugerem que em 2020, a Coreia do Norte terá um míssil nuclear "confiável" que pode atingir solo norte-americano. Ainda assim, segundo Rodger Baker, analista da Coreia do Norte da firma de inteligência militar Stratfor de Austin, Texas, nos EUA, não é uma questão de quando os mísseis se tornarão confiáveis. "Agora eles provavelmente já são capazes de atingir os EUA", disse ele, acrescentando que analistas dentro do exército norte-americano já operam "sob o pressuposto de que a Coreia do Norte tem a capacidade [ofensiva], mesmo se ainda não tenha demonstrado isso completamente".



Em outras palavras, a Coreia do Norte está pronta para uma guerra nuclear, do mesmo jeito que seu amigo que fica insistindo para você ouvir a mixtape dele está pronto para se apresentar no VMA: Todo mundo acha que não vai dar muito certo, mas e se der?

No começo de 2016, a equipe de Baker da Stratfor escreveu uma análise detalhada de como os EUA pode tentar acabar com o arsenal da Coreia do Norte, e qual seria a estratégia de retaliação de Pyongyang. "Esses são cenários importantes para se imaginar", me disse Baker.

E sendo assim, Baker me ajudou a analisar o que aconteceria no dia de um ataque da Coreia do Norte aos EUA — da resposta imediata ao início de uma guerra. Algumas partes das previsões dele me surpreenderam. Por exemplo, Baker disse que se você acha que os EUA vão apertar todos os botões vermelhos à sua disposição, e transformar a Coreia do Norte numa cratera, você provavelmente não é um estrategista militar muito bom.

Passo 1: Os EUA provavelmente notariam alguma coisa muito antes do lançamento

Considerando a tecnologia que sabemos que a Coreia do Norte tem atualmente, é seguro dizer que um míssil nuclear não emergiria do nada de um silo subterrâneo. A Coreia do Norte tem alguns métodos de lançamento em potencial, mas os mais confiáveis são as antigas — e bem óbvias — torres de lançamento estacionárias. Mas Baker me disse que essa opção é a pior porque oficiais da inteligência de países inimigos teriam tempo de notar [a ofensiva]. "Leva vários dias ou até semanas para erguer uma torre dessas e preparar o míssil", disse ele.

A Coreia do Norte já testou com sucesso mísseis lançados por submarinos em dezembro último, mas esse tipo de lançamento só permite que a Coreia ataque a poucos quilômetros da costa, e os submarinos toscos norte-coreanos teriam dificuldade para chegar tão longe.

Uma opção melhor seria usar um lançador transportador eretor, ou TEL [em inglês]. "Você já viu isso em filmes, basicamente um caminhão grande com um trailer em cima", ele me disse. "Em uma hora você consegue mover o míssil para fora do túnel, armar e disparar." E para deixar registrado, a Coreia do Norte tem alguns TELs, já que comprou alguns da China em 2012 e desfila seus mísseis neles em Pyongyang.
Baker, no entanto, disse ter certeza de que mesmo o espaço de uma hora para montar seria tempo suficiente para o mundo notar que a Coreia do Norte tem um míssil pronto para ser lançado, citando escrutínio intenso sobre a região de uma rede de radares internacional, contando com satélites e equipamentos de rastreamento de calor. "Logo depois que a Coreia do Norte faz um teste, há declarações dos EUA e Japão sobre se o teste teve sucesso ou não, e isso porque eles estavam monitorando a coisa toda, mesmo quando os norte-coreanos fazem um teste surpresa com sistemas móveis", explicou Baker.

Resumindo, ele diz que não poderia haver realmente um ataque surpresa. "Primeiro, todos os sistemas de defesa de míssil são colocados em alerta máximo", me disse Baker. Depois disso, ele explicou que os navios de defesa japoneses seriam movimentados.

Hora de se defender.

Passo 2: EUA e Japão ponderam sobre um ataque preventivo

Mas claro, a melhor defesa é uma boa ofensiva. Segundo analistas de política estrangeira da Escola de Direito da George Washington University, se espiões tiverem certeza que a Coreia do Norte está armando um míssil com ogiva nuclear e mirando para os EUA, os norte-americanos podem lançar um ataque preventivo, e terem certeza que podem justificar isso mais tarde para a ONU como resposta a um "ataque iminente".

Essa decisão pode até não envolver um telefonema do presidente Trump, segundo Baker. "Acho que essa será uma decisão dos militares", ele me disse. Ele também explicou que os militares preferem ações preventivas. Esperar por um ataque, e que ele seja desviado, é um risco. Por outro lado, se atacar preventivamente, "você tem uma chance de 100% de acabar com o ataque, então é o método preferível".

Mas justificar ataques aéreos preventivos pode ser um negócio complicado, e esses ataques podem desencadear respostas indignadas da China, Rússia e até Coreia do Sul. "De uma perspectiva política", disse Baker, "seria melhor deixar a Coreia do Norte lançar o míssil, depois derrubá-lo, do que acertá-lo ainda na plataforma".

Então não está fora de questão — ainda que pareça improvável — que os EUA deixariam um míssil norte-coreano sair do chão.

Passo 3: Um míssil é lançado

Mesmo se o lançamento der certo, está longe de ser certeza que um míssil norte-coreano chegaria perto do solo americano. Mísseis balísticos intercontinentais são basicamente espaçonaves suicidas que começam sua viagem saindo da atmosfera da Terra. "Agora os norte-coreanos demonstraram que podem, pelo menos em um teste, lançar a frente de um míssil que parece ter ido além da atmosfera, e depois caído", me disse Baker. Mas cair não é o suficiente se a bomba a bordo do míssil for danificada no processo. "Eles fizeram alguns testes no solo que mostraram que suas ogivas podem sobreviver à reentrada", ele disse.

Aí, claro, temos a questão em aberto de onde hipoteticamente esse míssil seria mirado. Baker disse que não existe uma certeza real de onde a Coreia do Norte atacaria os EUA, e que áreas mais próximas como Havaí e Los Angeles não são as únicas que Kim Jong-un ameaçou. "Lembro de um mapa que eles publicaram alguns anos atrás, onde há linhas que podem ou não seguir até Austin", ele disse.

Passo 4: EUA e Japão tentariam explodir o míssil antes que ele caísse


"Há sistemas de radar em terra observando, além de sistemas de satélite sempre procurando pela menor sinal de lançamento", disse Baker. Há tempos os EUA vêm planejando instalar um sistema de defesa de mísseis chamado THAAD dentro da Coreia do Sul, mas considerando a instabilidade política no país agora, não há certeza de que o sistema THAAD será instalado algum dia.

Se o THAAD existir no momento do lançamento e o míssil conseguir passar por ele, a bomba pode não passar pelo Japão. Navios militares Aegis japoneses estariam por perto, prontos para atirar seus próprios mísseis defensivos.

Se ainda assim o míssil cruzar o Oceano Pacífico, a responsabilidade de derrubá-lo cai sobre o sistema de defesa de mísseis norte-americano no Alasca. Mas esse sistema tem seus furos. "Não é perfeito, e nunca será perfeito", disse Baker.

Então, se a Coreia do Norte tiver muita sorte, podemos ver uma nuvem de cogumelo sobre uma cidade norte-americana.

Ainda assim, na opinião profissional de Baker: "é altamente provável que, se os norte-coreanos são capazes de disparar apenas um ou dois mísseis, eles provavelmente nunca atingirão seu alvo".

Mas é provável que a Coreia do Norte tenha mais capacidade para fazer isso em breve.

Baker apontou mísseis de múltiplas ogivas — alguns sendo armas assustadoras de sofisticação quase inimaginável — como algo que poderia passar pelo sistema de defesa de mísseis norte-americano. "Você pode ter várias ogivas no mesmo míssil indo para direções diferentes, e você pode mirá-las enquanto elas caem", disse Baker. Quando a Coreia do Norte colocar suas mãos nessa tecnologia (e é só uma questão de tempo) suas ameaças de atacar os EUA serão mais críveis.

Passo 5: A China responde

Tem uma boa razão para o presidente Trump pegar leve com a China: segundo Baker, é muito possível que se a Coreia do Norte realizar um ataque não provocado, a China vai se mobilizar para evitar uma segunda Guerra da Coreia.


"A China insinuou que se os norte-coreanos desencadearem um conflito militar, a China pode intervir em Pyongyang, e não dar mais apoio militar para o regime norte-coreano", disse Baker. "Acho que os chineses não têm expectativas de que estão em pé de igualdade com os EUA nesse tipo de confronto."

Mas nem todos os analistas acham que a China vai se voltar contra seu aliado, a Coreia do Norte. Joel S. Wit, do Instituto EUA-Coreia da Johns Hopkins School of Advanced International Studies escreveu para o New York Times que, mesmo que a China venha pressionado a Coreia do Norte para acabar com seu programa nuclear, sua atitude geral para com o país não mudou. "Uma Coreia unida aliada de Washington na fronteira com a China seria má notícia para Pequim, considerando sua rivalidade com os EUA na Ásia", ele escreveu.

Passo 6: Os EUA vão retaliar, mas provavelmente não com armas nucleares

Trump insinuou que poderia usar armas nucleares contra o ISIS, então parece óbvio que ele também bombardearia a Coreia do Norte em retaliação, certo? Baker acha que não.

"Acho isso altamente improvável porque o número de armas que os norte-coreanos têm é extremamente limitado, e a Península Coreana é pequena, e as implicações de lançar armas nucleares na península são grandes demais há longo prazo para os esforços de reconstrução, e também poderiam afetar a Coreia do Sul."

Em vez disso, Baker antecipa "um grande míssil de cruzeiro, seguindo por uma campanha aérea contra todas as linhas de frente da artilharia norte-coreana". A ideia, ele disse, seria desarmar a artilharia da Coreia do Norte em suas linhas de frente, assim como seu sistema de mísseis. Eles fariam isso enquanto também "mobilizam tropas para a região", ele disse.

Passo 7: Uma guerra que a Coreia do Norte provavelmente não vai vencer

Agora que os dois lados usaram armas, importa muito menos quem começou a briga, e é aqui que um relatório anterior da Stratfor sobre um conflito entre Coreia do Norte e a equipe americana e sul-coreana se torna especialmente informativo. Basicamente, "as primeiras horas do conflito são o momento em que a Coreia do Norte precisa utilizar toda ferramenta que tiver", me disse Baker. Ela acha que os norte-coreanos usariam suas "ferramentas tradicionais", o que pode incluir armas biológicas e químicas — "com mais chance de serem químicas" — num esforço para impedir ações no solo dos EUA, e prejudicar seriamente a Coreia do Sul.

Depois disso, é guerra, e Baker não acha que a Coreia do Norte tem muitas chances.

Fora uma mudança política repentina onde os sul-coreanos passem a amar Kim Jong-un, Baker me disse: "ainda é seguro dizer que num conflito que envolva os EUA — e talvez até num conflito que envolva apenas as duas Coreais — é muito difícil que os norte-coreanos terminem por cima".

Siga o Mike Pearl no Twitter .

Tradução: Marina Schnoor
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                             Veja o Vídeo Abaixo:


                                        Fonte:2 Minutos

Os EUA estão usando bombas MOAB contra gigantes Nephilim escondidos no Afeganistão?

Em 12 de abril, a Força Aérea dos EUA lançou a maior bomba convencional no arsenal do Pentágono para, alegadamente, eliminar terroristas do Estado Islâmico (EI-Daesh-ISIS) de acordo com relatórios oficiais do Pentágono. No entanto, testemunhos de iniciados e insiders sugerem outra razão para o uso da super bomba MOAB. O objetivo não revelado é atacar, capturar ou destruir gigantes (Nephilim) escondidos no antigo sistema de cavernas do Afeganistão que possuem segredos tecnológicos que remontam às origens da civilização humana.
Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch
Os EUA estão usando super bombas MOAB contra gigantes NEPHILIM (Anunnaki) escondidos em cavernas no Afeganistão?
Fonte: http://exopolitics.org
A Massive Ordnance Air Blast Bomb (MOAB), aka “mãe de todas as bombas” contém 10 mil quilos de explosivos e tem um raio de uma milha de área afetada pela sua explosão. A Intercept informou que a super bomba MOAB não foi usado pela administração Bush em 2003 devido a temores de danos colaterais.
O presidente Donald Trump parece estar cumprindo sua promessa de “bombardear a “m…” do ISIS. Mas ele está? Os terroristas do ISIS são o alvo real ou apenas uma cobertura para um inimigo não revelado? Uma ameaça sobre a qual Trump pode não ter sido informado, mas alguém ligado às artimanhas do “Deep State” (Governo Oculto) sabe o que realmente está acontecendo por trás do ataque do Pentágono.
Um número de denunciantes apresentaram histórias de que foram descobertos gigantes escondidos no Afeganistão e em outros locais da Ásia e Oriente Médio, onde esses gigantes estão atualmente despertando das suas “câmaras de estase” (sarcófagos com tecnologia para mante-los vivos durante milhares de anos) em que estiveram dormindo durante os últimos milhares de anos.
O denunciante do programa espacial secreto, Corey Goode, foi um dos primeiros a divulgar publicamente a existência dessas “câmaras de estase” que mantêm os gigantes perfeitamente preservados há milênios. Em uma entrevista de 4 de agosto de 2015, Goode discutiu como ele tinha acessado informações através do dispositivo do SSP-Secret Space Program, as “Smart Glass Pads” durante seu serviço militar secreto em bases na Lua e em Marte sobre esses gigantes dormindo e a tecnologia das câmaras (sarcófagos) de estase que as preservavam. Goode disse :

“Smart Glass Pads”– (Pastilhas de vidro inteligentes), que é uma tecnologia ET que exibe textos (informações) e imagens no que parece ser um simples pedaço de plexiglass. Eles também são dispositivos pessoais usados para transmitir música, filmes e comunicações.
“Quando eu estava servindo no Programa Espacial Secreto, quando eu tinha tempo livre para sentar e pesquisar no  “Smart Glass Pads”, havia muita informação que eu olhei. E uma delas era que havia seres que eles encontraram debaixo da superfície da Terra, debaixo … geralmente debaixo de montanhas, montanhas de entulho … montes de entulho indianos e que esses seres não estavam mortos, mas não estavam completamente vivos. Eles os chamavam de “seres de estase”. E descobriu-se que usavam uma tecnologia que tinha existido há muito tempo antes, a partir deste grupo que eles chamaram de “raça construtora antiga”(ABR-Ancient Builder Race) … Então, não colocaram os seres em estase da forma que muitos de nós pensaria, como estarem congelados. Mas apenas mudou a forma de como eles experimentaram a passagem do tempo … eles provavelmente iriam dormir por talvez 20 minutos (de acordo com seu nível de consciência), e 30.000 anos dos nossos ou algo assim, se passariam”.
Goode descreveu o tamanho dos seres encontrados nas câmaras de estase:
“E ao descobrir estas cavernas, eles viram esses seres muito altos, ou seres humanos gigantes muito grandes com barbas avermelhadas …. Esses grupos altos de barba vermelha e cabeleira vermelha estavam na Europa e no Sul e Norte da América. E ao que parece, ao mesmo tempo, antes da última Idade do Gelo aparentemente, eles tinham uma área muito grande que eles governavam no planeta”.
De acordo com Stephen Quayle, que escreveu vários livros sobre gigantes , forças militares de elite norte-americanas foram colocadas ao redor do mundo, incluindo o Afeganistão, para localizar os gigantes. Ele cita pessoal militar de elite que falou com ele sobre algumas batalhas contra esses seres gigantes.
Durante uma das entrevistas em rádio de Quayle em Coast to Coast AM, um de seus informantes militares chamou e contou ao público sobre um incidente no Afeganistão envolvendo um encontro mortal entre um gigante de 12 pés (cerca de 2,65 metros de estatura) e as Forças Especiais dos EUA. O informante afirmou que o gigante havia matado nove membros de uma equipe de elite enviada para capturá-lo, e foi preciso uma segunda equipe para chegar e finalmente matar o gigante.
Ouvi histórias semelhantes de outro agente das Forças Especiais estacionado na McDill Air Force Base, que serviu no Afeganistão e tem conhecimento da guerra secreta para capturar ou matar esses gigantes. Estou estimulando o militar a apresentar seu testemunho por meio de um terceiro.

O Exército dos EUA lançou uma enorme bomba no Afeganistão. A maciça super bomba Ordnance Air Blast GBU-43, conhecida como MOAB, foi lançado na quinta-feira (12-04) às 19:00, hora local segundo fontes. A MOAB é conhecida como “a mãe de todas as bombas”, a mais poderosa bomba não – nuclear que os EUA tem desde 2003: É uma bomba de 10 toneladas, a maior existente convencional. Foi usado nesta região no leste do Afeganistão, perto da fronteira com o Paquistão. A alguns dias atrás, teria havido uma batalha entre forças dos EUA e “terroristas do ISIS” nesta área.
Quayle usa fontes bíblicas para apoiar sua análise sobre os gigantes e o que eles significam para a humanidade na era atual. Basicamente, ele os vê como os “Nephilim” bíblicos, que são a prole dos “Anjos Caídos” que cruzaram com a humanidade como mencionado no Livro do Gênesis:
“Os Nefilins estavam na terra naqueles dias, e também depois, quando os filhos de Deus vieram às filhas do homem e lhes deram filhos. Estes eram os homens poderosos que eram de idade, os homens de renome”.[Gênesis 6: 4]
Existem várias passagens bíblicas que se referem a gigantes [Nephilim] e as guerras travadas contra eles pelos antigos israelitas.
“Então eles trouxeram ao povo de Israel um mau relatório da terra que tinham espiado, dizendo: “A terra, pela qual fomos para espioná-la, é uma terra que devora seus habitantes, e todo o povo que nós vimos nela são de grande estatura. E lá vimos os Nephilim (os filhos de Anak, que vêm dos Nephilim), e nós nos parecíamos como gafanhotos, e assim nos parecia em comparação a eles”.  [Números 13: 31-33]
Os Nephilim / gigantes, de acordo com Quayle, foram previstos para ressurgir durante os tempos finais de nosso ciclo, e serem restaurados no poder pela elite corrupta global que governa o planeta e que mantêm conexões de sangue para com os anjos caídos.
Em um artigo anterior, descrevi como os “Anjos Caídos” descritos na Bíblia eram na verdade refugiados extraterrestres que estabeleceram uma colônia na Antártica há aproximadamente 60.000 anos. Os extraterrestres, originalmente de Marte, estabeleceram a sua colônia na Antártica usando a tecnologia da “raça de construtores antigos”, que tem milhões de anos de idade de acordo com Corey Goode .

Os Anjos Caídos / refugiados extraterrestres [Seres “Pre-Adamitas” de acordo com Goode] estabeleceram colônias em todo o mundo, incluindo o Oriente Médio. Eles usaram a engenharia genética para criar seres humanos híbridos, a nossa raça atual, os Nephilim / gigantes, que foram colocados em posições de autoridade para governar como procuradores e representante para os refugiados (“deuses”) extraterrestres na Antártica.
A fonte suprema de poder dos gigantes Nephilim era as tecnologias extraterrestres avançadas possuídas por seus pro-genitores, os Anjos Caídos / Marcianos / Pré-Adamitas. Em uma estranha ironia, talvez intencional, a Bíblia se refere a uma tribo descendente de Moab – filho de Lot, que lutou contra gigantes chamado Emim. O Livro de Deuteronômio diz :
“(Os Emins dantes habitaram nela; um povo grande e numeroso, e alto em estatura como os gigantes. Também estes foram considerados gigantes como os Anaquins; e os Moabitas os chamavam Emins. Outrora os Horeus também habitaram em Seir; porém os filhos de Esaú os lançaram fora, e os destruíram de diante de si, e habitaram no seu lugar, assim como Israel fez à terra da sua herança, que o Senhor lhes tinha dado).  –  Deuteronômio 2:10-12“.
Nessa passagem, os descendentes de Moabe destruíram os gigantes na terra que os moabitas queriam assentar. Agora, o Pentágono apenas usou uma bomba chamada MOAB, supostamente para destruir gigantes escondidos no sistema de cavernas do Afeganistão, se Quayle e outras fontes estão corretas. Isso não parece ser uma mera coincidência.
Além disso, o nome ISIS refere-se a uma antiga deusa egípcia amplamente adorada em todo o antigo Oriente Médio como uma entidade benevolente. Não seria forçoso vê-la como entre os Anjos Caídos / Refugiados Extraterrestres ou Nephilim / gigantes que influenciaram os assuntos humanos através de tecnologias avançadas que os fizeram parecer deuses para a humanidade naquela época.
Em um artigo de abril de 2016, descrevi longamente que as motivações dos gigantes são muito mais complexas do que os relatos bíblicos sugerem. Alguns dos gigantes, de acordo com várias fontes citadas no artigo, eram benevolentes e nem todos os tiranos sedentos de sangue pretendiam subjugar a humanidade.

Seres “Pré-Adamitas” encontrados congelados em ruínas de uma antiga civilização que se estabeleceu na Antártica, segundo Goode.
ÍSIS pode ter sido uma “deusa” gigante benevolente ou extraterrestre refugiada que tinha acesso a tecnologias avançadas e queria ajudar a humanidade a evoluir em uma direção positiva. Isso sugere uma agenda escondida por trás do uso do acrônimo ÍSIS para descrever os pseudo grupos fundamentalistas islâmicos por trás do terrorismo global.
Estamos atualmente repetindo a história onde os seres humanos estão atacando gigantes para ganhar controle sobre o território e conhecimento antigo? Este parece ser o caso no Afeganistão com o uso recente da super bomba MOAB contra os supostos “terroristas” do grupo ISIS-EI-Daesh.
Se a minha análise está correta, então o que estamos testemunhando no Oriente Médio em termos da guerra contra terroristas ÍSIS, é uma cobertura para uma guerra secreta contra gigantes extraterrestres, alguns dos quais são seguidores da antiga deusa ÍSIS.
Os ataques do Pentágono de 6 de abril contra a Síria também podem ser parte desta guerra secreta travada contra os gigantes Nephilim. Na fronteira entre a Síria e o Líbano está o Monte Hermon, que foi descrito como a principal base de operações dos Anjos Caídos / Extraterrestres, assim que eles “desceram” à Terra, conforme relatado no livro de ENOCH:
“E aconteceu que, quando os filhos dos homens se multiplicaram, naqueles dias nasceram para eles belas mulheres como suas filhas. E os Anjos, os filhos do Céu, as viram e as desejaram. E disseram uns aos outros: “Vinde, escolhemos para nós esposas, dos filhos dos homens, e geremos para nós mesmos, filhos.” … E eles eram, em tudo, duzentos e desceram sobre o Ardis, que é o cume do Monte Hermon. E chamaram a montanha de Hermom, porque nela juravam e amarraram-se uns aos outros com maldições”. [ Fonte ]
O Monte Hermon é onde os Nephilim tinham seu centro de poder para o Oriente Médio, e onde presumivelmente grande parte de suas tecnologias avançadas estavam ocultas.
Consequentemente, o impulso renovado para que os EUA entrem na Guerra Civil Síria não é dirigido por preocupações humanitárias, como afirmou o Presidente Trump. Em vez disso, o verdadeiro objetivo é que as forças militares dos EUA entrem na Síria e localizem as antigas bases usadas pelos Anjos Caídos / gigantes, e ganhem controle sobre as tecnologias extraterrestres que estão escondidas lá, a mesma motivação que levou à invasão do Iraque em 2001, o controle sobre antigas tecnologias extraterrestre dos “deuses”.
Claramente, o aumento das atividades militares dos EUA no Afeganistão e Síria é uma questão de grande preocupação global devido à perda de vida inocente. O que acrescenta a tal preocupação é a evidência de que seres gigantes, alguns dos quais podem ser benevolentes, estão sendo secretamente alvo de captura ou destruição.

{Nota de Thoth: Sobre a existência de gigantes na Terra, existe ainda uma passagem bíblica que narra um combate entre um desses gigantes (GOLIAS) e um servo de Deus, Davi:
“Então saiu do arraial dos filisteus um homem guerreiro, cujo nome era GOLIAS, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo (cerca de 3,25 metros de estatura). 1 Samuel 17:4
“E Davi pôs a mão no alforje, e tomou dali uma pedra e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa, e a pedra se lhe encravou na testa, e caiu sobre o seu rosto em terra. Assim Davi prevaleceu contra o filisteu, com uma funda e com uma pedra, e feriu o filisteu, e o matou; sem que Davi tivesse uma espada na mão. Por isso correu Davi, e pôs-se em pé sobre o filisteu, e tomou a sua espada, e tirou-a da bainha, e o matou, e lhe cortou com ela a cabeça; vendo então os filisteus, que o seu herói (gigante) estava morto, fugiram”.1 Samuel 17:49-51}
As informações que os gigantes Nephilim têm sobre as antigas civilizações humanas, tecnologias avançadas e vida extraterrestre merecem ser largamente publicadas o mais rápido possível e não retidas em segredo para promover o interesse das forças armadas dos EUA e das elites globais que controlam o planeta e que buscam monopolizar e controlar as informações possuídas sobre a descoberta dos gigantes Nephilin para suas próprios agendas secretas.
© Michael E. Salla, Ph.D.
Mais informações:
  1. http://thoth3126.com.br/antartica-aberturas-e-base-nazista-neuschwabenland/
  2. http://thoth3126.com.br/nazismo-os-arquivos-secretos-da-waffen-ss/
  3. http://thoth3126.com.br/illuminati-1-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite/
  4. http://thoth3126.com.br/eua-sabiam-sobre-acordo-nazista-com-extraterrestres-de-draco/
  5. http://thoth3126.com.br/o-nazismo-e-o-programa-espacial-secreto-dos-eua/
  6. http://thoth3126.com.br/programa-espacial-secreto-um-assombro/
  7. http://thoth3126.com.br/programa-espacial-secreto-dos-eua-e-mais-complexo/
  8. http://thoth3126.com.br/insider-denuncia-frota-secreta-de-naves-espaciais-dos-eua/
  9. https://thoth3126.com.br/comando-espacial-da-frota-secreta-de-espaconaves-anti-gravidade-dos-eua/
  10. https://thoth3126.com.br/comando-de-operacao-lunar-l-o-c-por-corey-goode/
  11. https://thoth3126.com.br/programa-espacial-secreto-a-vida-numa-nave-de-pesquisa-corey-goode/
  12. https://thoth3126.com.br/as-mudancas-planetarias-serao-profundas-e-inevitaveis-parte-1/
  13. https://thoth3126.com.br/uma-mensagem-alien-para-a-humanidade-corey-goode/
  14. https://thoth3126.com.br/a-ameaca-da-ia-inteligencia-artificial/
  15. https://thoth3126.com.br/ex-soldado-milab-divulga-viagem-no-tempo-manipulacoes-de-linha-temporal/
  16. https://thoth3126.com.br/aliens-brancos-e-altos-tall-whites/
  17. https://thoth3126.com.br/base-subterranea-1-extraterrestre-humana-na-antartica-revelada/
  18. https://thoth3126.com.br/antarctica-iminente-o-anuncio-da-descoberta-de-ruinas-de-uma-antiga-civilizacao/
  19. https://thoth3126.com.br/aliens-tall-white-controlam-os-eua-e-ajudaram-hitler/
  20. https://thoth3126.com.br/as-motivacoes-dos-ets-tall-whites-brancos-altos-e-seu-significado/
  21. https://thoth3126.com.br/dark-fleet-a-frota-negra-aliada-dos-reptilianos-da-draco-alliance/
  22. https://thoth3126.com.br/base-subterranea-1-extraterrestre-humana-na-antartica-revelada/
  23. https://thoth3126.com.br/a-historia-do-acordo-nazista-com-aliens-reptilianos/
  24. https://thoth3126.com.br/web-cosmica-e-portais-stargates/
  25. https://thoth3126.com.br/gigantes-adormecidos-despertando/
  26. https://thoth3126.com.br/portais-estelares-de-navegacao-temporal-viagem-no-tempo/
  27. https://thoth3126.com.br/portais-espaco-temporais-terra-realidade-paralela/
  28. https://thoth3126.com.br/trump-emite-ordem-liberando-novas-tecnologias-para-saude-e-energia-livre-2/
  29. https://thoth3126.com.br/historia-secreta-da-antartida-aliens-criaram-a-elite-governante-da-terra/
  30. https://thoth3126.com.br/anjos-caidos-livro-de-enoch-presos-na-antartica/
  31. https://thoth3126.com.br/refugiados-de-marte-migraram-para-antartica-ha-mais-de-um-milhao-de-anos/
  32. https://thoth3126.com.br/insider-revela-existencia-de-bases-humanas-e-que-o-ar-e-respiravel-em-marte/
Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.
www.thoth3126.com.br

Vidente Americano Afirma Que o Ar e Água Estarão Envenenados em 13 05 2017!



voltar ao topo, inicio