Translate

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Insider revela existência de bases humanas e que o ar é respirável em Marte

Hoje uma transcrição foi lançada de uma entrevista com Randy Cramer (também conhecido como Capitão Kaye), que afirma ter passado 17 anos em Marte na fase inicial de um prazo de 20 anos de serviço, entre os anos de 1987 a 2007 em alistamento para servir a um programa espacial secreto criado pelas grandes corporações do Complexo Industrial Militar, especialmente dos EUA.
Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch
Denunciante Insider do SSP-Secret Space Program revela que o ar é respirável em Marte e a existência de bases (de corporações do Complexo Industrial Militar) corporativas secretas
A transcrição da entrevista realizada em 8 de abril de 2014 permite comparar mais facilmente as alegações de Cramer com a de outro mais recente denunciante, Corey Goode (também conhecido como GoodETxSG), que também diz ter passado alistado em bases secretas estabelecidas em Marte durante o seu próprio tempo de serviço, também de 20 anos de dever durante o mesmo período de tempo com um outro programa secreto espacial, este da Marinha dos EUA.
Uma comparação de seus testemunhos (de Goode e Cramer) mostra consistência em suas respectivas reivindicações da existência de bases secretas (subterrâneas) em Marte construídas e dirigidas pelas grandes corporações do Complexo Industrial Militar. O mais surpreendente é que suas reivindicações são de que o planeta Marte tem uma atmosfera respirável hospitaleira para a vida de animais pequenos e vegetação,{AS DEZ MAIORESEMPRESAS do Complexo Industrial Militar: Lockheed Martin, Boeing, BAE Systems, General Dynamics, Raytheon, Northrop Grumman, EADS-European Aeronautic Defence and Space Company (AIRBUS), Finmeccanica, L-3 Communications, United Technologies}
De acordo com Cramer, o seu primeiro desembarque em Marte ocorreu em meados da década de 1960, e o levou a mais missões exploratórias antes do estabelecimento de uma operação de mineração em torno de 1975 que foi executado pelo que ele descreveu como a “Mars Colony Corporation”:
“A minha compreensão é de que estivemos em Marte na primeira vez em meados dos anos 60, mas realmente não tentei fazer nada sério, ou realmente estava preparado para fazer nada com isso até a década de 1970. Minha compreensão é que nossa primeira missão exploratória que foi enviada lá para permanecer um período de tempo foi em 1970. Então após alguns anos foi decidido que nós estávamos prontos para ir adiante e estabelecer uma posição para a Mars Colony Corporation em Marte, criar algumas instalações e tentar fazer alguma mineração, e extrair alguns recursos para tornar o empreendimento rentável e pagar por si mesmo. Aparentemente, isso aconteceu em 1975, quando a Mars Colony Corporation pôs um pé em Marte e iniciou sua primeira operação de mineração”.
A força militar que Cramer afirma ter servido sob a “Mars Defense Force”, diz ele, é controlada pela Mars Colony Corporation e não por qualquer programa espacial militar regular administrado pelos EUA ou por qualquer aliança multinacional de países.
Se Cramer é preciso, a situação em Marte é, portanto, análoga à cena descrita no filme Avatar – onde um conglomerado corporativo executa operações de mineração em Pandora, uma lua de um planeta distante, usando o pessoal militar (mercenários) contratado como seu próprio exército privado. A maneira como Cramer e sua divisão militar receberam ordens de como tratar os habitantes marcianos nativos, que usaram uma tecnologia avançada mínima, outra vez foram muito similares a Pandora. Os nativos marcianos seriam atacados se interferissem de alguma forma com as operações de mineração da Mars Colony Corporation.
Corey Goode afirma que um dos cinco programas espaciais secretos a que ele foi exposto durante sua turnê de serviço de vinte anos é gerido por um Conglomerado Corporativo Interplanetário (Interplanetary Corporate Conglomerates-ICC). Ele a descreve da seguinte maneira:
“Focada principalmente no desenvolvimento e aquisição de tecnologia por qualquer meio. Desenvolver e Produzir Tecnologia para o Comércio com a Terra e Grupos de (extraterrestres) de fora do Mundo em um Sistema de Troca e que não deixa nada fora da mesa do que eles estejam dispostos a negociar. Muito poderoso, muito secreto, e sempre tinha todas as últimas tecnologias e todo o tipo de “brinquedos (especialmente armas) tecnológicos” à sua disposição”.
O ICC surgiu na mesma época em que Cramer afirma que a Mars Colony Corporation surgiu em meados da década de 1970. Goode explica como o ICC controla as forças militares em Marte assim como Cramer descreveu a situação com a Mars Defense Force e a Mars Colony Corporation. Embora a terminologia usada por Cramer e Goode para descrever a entidade corporativa que está controlando bases e instalações de mineração em Marte difere, a forma como a entidade corporativa funciona é muito semelhante.
O pessoal de segurança que é atribuído a Marte servem sob a liderança corporativa (grupo de grandes empresas) de acordo com Cramer e Goode. Os grupos militares que retornarão às suas organizações anteriores (programas espaciais secretos) são mantidos isolados da população e do pessoal que vive e trabalha nas colônias corporativas, bases e instalações industriais que eles protegem. Em um relatório de 22 de junho de uma visita de inspeção recente de uma instalação corporativa de uma base em Marte, Goode descreve como o Conglomerado Corporativo Interplanetário-ICC tinha seu próprio pessoal de segurança controlando a base de uma maneira semelhante a um estado policial draconiano.
surgimento de empresas privadas para assumir o desenvolvimento de aspectos significativos de programas secretos espaciais é um desenvolvimento lógico do sigilo que envolve esses programas. O financiamento maciço necessário para estabelecer e manter programas espaciais fora do planeta não pode vir do processo de apropriações orçamentárias normais usado pelos EUA e outras forças armadas nacionais e /ou governos nacionais.
Estes últimos têm de responder aos legisladores em seus pedidos de financiamento, e normalmente têm de lidar com o escrutínio público do seu orçamento de “orçamento negro oficial” de programas classificados como secretos através do Departamento de Defesa. Em 2013, Edward Snowden lançou arquivos secretos da NSA revelando que o orçamento negro usado para financiar a comunidade de inteligência e programas classificados foi de US$ 52,16 bilhões para o ano fiscal de 2013.
O financiamento em grande escala necessário para estabelecer bases em Marte, ou outros corpos celestes, ultrapassaria em muito os US$ 52 bilhões de “orçamento negro oficial” e exigem sair do processo normal de financiamento do Congresso para manter o sigilo, pelo menos nos EUA. Um relatório de 2003 revelou um segundo “orçamento negro não oficial” e estimou que era uma média espantosa de US$ 1,7 trilhões por ano de 1998-2000, na época, isso era mais do que cinco vezes o orçamento inteiro para o Departamento de Defesa que em 2001 foi de US$ 291 bilhões. É provável que o “orçamento negro não oficial” seja usado para financiar programas secretos fora do mundo, como Marte, na nossa Lua e outros lugares.
As empresas que assumem vários aspectos dos programas espaciais secretos poderiam fazê-lo sem escrutínio legislativo e supervisão do congresso. Enquanto as empresas que controlam a mineração e outros aspectos dos programas espaciais secretos pudessem lucrar com tais atividades, então os detentores de ações não seriam susceptíveis de representar um problema de longo prazo. Se o testemunho de Corey Goode sobre a existência do Conglomerado Corporativo Interplanetário-ICC é exato, então parece que muitas atividades espaciais e ativos classificados já estão sendo explorados com fins lucrativos por grandes empresas do Complexo Industrial Militar dos EUA.
A semelhança mais significativa entre os testemunhos de Cramer e Goode diz respeito à atmosfera marciana. De acordo com Cramer, quando aterrissou em Marte, ele saiu e experimentou diretamente respirar a atmosfera marciana:
“Foi esse tempo em particular que nós saímos, era, parecia um dia quente, mas havia um vento muito frio que estava soprando e você sentia como se você estivesse em 8000 ou 9000 pés de altitude ou algo assim. O ar era muito fino, mas totalmente respirável. Eu fiquei realmente muito surpreso para ser honesto, pois apenas abrimos a porta e nos disseram para seguirmos em frente por outra porta e nos caminhamos direto para fora, mas nós o fizemos”.
Isto é o que Corey Goode diz sobre sua experiência em Marte:
“Há uma atmosfera fina (como estar em altitudes muito elevadas na Terra), mas a pressão atmosférica é muito baixa, como também é a temperatura. Há clima dependendo da estação de Marte e da condição do tempo que tornam possível um tempo de exposição muito curto na superfície …. Eu imagino que alguns se aclimataram às condições. Eu não gostaria de gastar qualquer quantidade de tempo sem usar as roupas especiais que devemos usar especialmente se você estiver fazendo qualquer esforço físico. Havia alguma vida selvagem e pequena vegetação que eu observei na localização geral de onde a construção (da uma base) estava sendo feita”.
De acordo com a NASA, a atmosfera de Marte é de 95% de dióxido de carbono com apenas uma pequena quantidade de oxigênio 0,13% – não o suficiente para sustentar a vida. Em 14 de outubro de 2014, a nave espacial MAVEN da NASA, divulgou dados sobre o oxigênio sendo liberado da atmosfera superior de Marte para o espaço. De acordo com a NASA, esse oxigênio é devido à decomposição de moléculas de água e dióxido de carbono na atmosfera superior. Outra explicação é que o oxigênio está sendo produzido na superfície de Marte por vegetação que varia de tamanho com as estações, e cujo oxigênio eventualmente se dissipa à medida que ele sobe.
Thomas Van Flandern, ex-astrônomo-chefe do Observatório Naval dos Estados Unidos, divulgou suas descobertas sobre fotos da sonda espacial Mars Global Surveyor, de que havia vegetação atual em Marte sob a forma de arbustos e árvores que varia de acordo com as estações. Em uma conferência de imprensa de 5 de abril de 2001 no National Press Club, Washington DC, ele apresentou sua evidência de vegetação em Marte, juntamente com sua análise de evidências de estruturas artificiais.
Van Flandern também revelou a forte oposição a ele publicando suas descobertas em revistas científicas revisadas por seus pares – uma maneira clara de minimizar os resultados inovadores de que havia provas fotográficas de vida em Marte. Apesar da posição profissional de Van Flandern na comunidade astronômica, a NASA e a comunidade científica ignoraram sua pesquisa pioneira revelando vegetação em Marte que flutuava com as estações.
Houve uma série de imagens da sonda Curiosity Rover que parecem mostrar pequenos animais na superfície de Marte, como lagartosesquilos e até mesmo patos que ajuda a confirmar as reivindicações de Goode de existir pequena vida selvagem e vegetação no planeta Marte. As imagens da Curiosity Rover suportam as afirmações de Cramer e Goode de que Marte tem uma atmosfera fina e respirável. Talvez, mais importante ainda, seus testemunhos e as imagens da Curiosity Rover confirmam que a superfície de Marte está produzindo oxigênio, cujos níveis variam com as estações. O oxigênio eventualmente encontra seu caminho para a atmosfera superior antes de ser dissipado no espaço. O oxigênio observado pela nave espacial MAVEN não é, portanto, um resultado exclusivo da decomposição de água e dióxido de carbono, mas também devido a níveis de oxigênio superficial de Marte que flutuam.
Outro aspecto significativo do testemunho de Cramer é a afirmação de que os nasceres-do-sol marcianos são roxos, enquanto o céu do dia é normalmente vermelho devido à grande quantidade de óxido de ferro na atmosfera que bloqueia os comprimentos de onda mais curtos, como o azul. Aqui está o que ele disse sobre o pôr-do-sol de Marte:
“… há um período de tempo talvez durante 15 ou 20 minutos, dependendo da época, quando o sol está caindo abaixo do horizonte e o céu vai de vermelho para roxo. Por cerca de 15 minutos tudo vira este incrível sombra de roxo.”
Novamente , isso combina com as experiências de Goode em Marte.
“O céu era de um azul claro para lavanda e rosáceo especialmente durante o pôr do sol quando não havia muita poeira na atmosfera superior (o que ocorria frequentemente quando estávamos na superfície)”.
Em 15 de maio, a Curiosity Rover fez as manchetes ao lançar suas primeiras fotos coloridas do pôr-do-sol marciano. Enquanto a NASA e os meios de comunicação descreveram estes como pores-do-sol azuis, como se pode facilmente ver no seguinte vídeo, o céu durante o pôr-do-sol tem um tom progressivamente purpúreo à medida que o sol continua a mergulhar no horizonte. Isso é semelhante ao que Cramer e Goode alegaram, e ajuda a corroborar seus testemunhos.

Até o momento, não houve evidência ou documentação sólida para fundamentar as alegações de Randy Cramer. Nas entrevistas, ele parece sincero, consistente e atento aos detalhes das experiências que está descrevendo. Além disso, seu testemunho tem semelhanças com outros denunciantes de Marte que se apresentaram como Michael Relfe e Corey Goode. Em particular, as semelhanças com os depoimentos de Relfe e Goode sugerem que um ou mais programas secretos espaciais existem onde o pessoal é recrutado por turnos de 20 anos de serviço militar, antes de serem devolvidos à vida civil normal através da regressão etária e tecnologias de viagem no tempo com suas memórias removidas.
É altamente improvável que Cramer esteja fazendo seu depoimento, mas há uma possibilidade que algumas de suas “memórias recuperadas” sejam memórias de tela implantadas projetadas para enganá-lo e aos outros sobre vários aspectos de programas secretos espaciais. É possível que a informação genuína seja misturada com lembranças de tela falsa nas revelações de Cramer sobre bases secretas em Marte. Este é certamente o que eu acreditei sobre a alegação bizarra de Cramer de ter experimentado dois transplantes de cabeça enquanto servia em Marte, até que eu aprendi que tal procedimento médico é viávele será tentado logo aqui na Terra.
Na ausência de provas concretas ou de documentação para confirmar o testemunho de Cramer, uma análise detalhada de suas alegações, como a cor dos nasceres-do-sol marcianos e uma atmosfera marciana respirável com dados científicos, será útil. Finalmente, um estudo comparativo cruzado com as reivindicações de outros informanates e insiders dos programas secretos do espaço tais como Goode e Relfe, ajudará mais e mais a confirmar suas reivindicações.
Uma comparação anterior com as afirmações de Goode, mostrou que não havia possibilidade de contaminação cruzada, e que seus testemunhos eram genuinamente independentes. A combinação de análises científicas com estudos comparativos de testemunhos de Cramer e outros denunciantes ajudará a revelar mais da verdade sobre a existência de bases secretas em Marte do Conglomerado Corporativo Interplanetário-ICC.
© Michael E. Salla, Ph.D
Mais informações:
  1. http://thoth3126.com.br/antartica-aberturas-e-base-nazista-neuschwabenland/
  2. http://thoth3126.com.br/nazismo-os-arquivos-secretos-da-waffen-ss/
  3. http://thoth3126.com.br/illuminati-1-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite/
  4. http://thoth3126.com.br/eua-sabiam-sobre-acordo-nazista-com-extraterrestres-de-draco/
  5. http://thoth3126.com.br/o-nazismo-e-o-programa-espacial-secreto-dos-eua/
  6. http://thoth3126.com.br/programa-espacial-secreto-um-assombro/
  7. http://thoth3126.com.br/programa-espacial-secreto-dos-eua-e-mais-complexo/
  8. http://thoth3126.com.br/insider-denuncia-frota-secreta-de-naves-espaciais-dos-eua/
  9. https://thoth3126.com.br/comando-espacial-da-frota-secreta-de-espaconaves-anti-gravidade-dos-eua/
  10. https://thoth3126.com.br/comando-de-operacao-lunar-l-o-c-por-corey-goode/
  11. https://thoth3126.com.br/programa-espacial-secreto-a-vida-numa-nave-de-pesquisa-corey-goode/
  12. https://thoth3126.com.br/as-mudancas-planetarias-serao-profundas-e-inevitaveis-parte-1/
  13. https://thoth3126.com.br/uma-mensagem-alien-para-a-humanidade-corey-goode/
  14. https://thoth3126.com.br/a-ameaca-da-ia-inteligencia-artificial/
  15. https://thoth3126.com.br/ex-soldado-milab-divulga-viagem-no-tempo-manipulacoes-de-linha-temporal/
  16. https://thoth3126.com.br/aliens-brancos-e-altos-tall-whites/
  17. https://thoth3126.com.br/base-subterranea-1-extraterrestre-humana-na-antartica-revelada/
  18. https://thoth3126.com.br/antarctica-iminente-o-anuncio-da-descoberta-de-ruinas-de-uma-antiga-civilizacao/
  19. https://thoth3126.com.br/aliens-tall-white-controlam-os-eua-e-ajudaram-hitler/
  20. https://thoth3126.com.br/as-motivacoes-dos-ets-tall-whites-brancos-altos-e-seu-significado/
  21. https://thoth3126.com.br/dark-fleet-a-frota-negra-aliada-dos-reptilianos-da-draco-alliance/
  22. https://thoth3126.com.br/base-subterranea-1-extraterrestre-humana-na-antartica-revelada/
  23. https://thoth3126.com.br/a-historia-do-acordo-nazista-com-aliens-reptilianos/
  24. https://thoth3126.com.br/web-cosmica-e-portais-stargates/
  25. https://thoth3126.com.br/gigantes-adormecidos-despertando/
  26. https://thoth3126.com.br/portais-estelares-de-navegacao-temporal-viagem-no-tempo/
  27. https://thoth3126.com.br/portais-espaco-temporais-terra-realidade-paralela/
  28. https://thoth3126.com.br/trump-emite-ordem-liberando-novas-tecnologias-para-saude-e-energia-livre-2/
  29. https://thoth3126.com.br/historia-secreta-da-antartida-aliens-criaram-a-elite-governante-da-terra/
  30. https://thoth3126.com.br/anjos-caidos-livro-de-enoch-presos-na-antartica/
  31. https://thoth3126.com.br/refugiados-de-marte-migraram-para-antartica-ha-mais-de-um-milhao-de-anos/
Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

RÚSSIA - Robô F.E.D.O.R - Nosso futuro nas Mãos do "EXTERMINADOR DO FUTURO"?




O robô, que mede 6 metros de altura e pesa cerca de 235 libras, pode disparar duas pistolas simultaneamente, recarregar e até mesmo usar ferramentas como brocas e ferros de solda, embora a equipe por trás tem ainda maiores planos para o futuro. Eles afirmam que dentro de cinco anos o robô estará em uso na lua e executando muitas das tarefas agora realizadas pelos astronautas na estação espacial internacional. O programa está sendo supervisionado pelo vice-primeiro-ministro e chefe da indústria de defesa do Estado Dmitry Rogozin, que fez várias declarações sobre o progresso do robô no Twitter. "O robô da Plataforma FEDOR mostrou habilidades de disparo usando ambos os braços, atualmente o trabalho sobre habilidades motoras finas e algoritmos de decisão está em andamento". Depois de receber um monte de interesse da mídia internacional na filmagem do robô disparando armas, ele mais tarde acrescentou: "Exercícios de tiro é um método de ensinar o robô para definir prioridades e tomar decisões instantâneas Nós estamos criando AI, não Terminator" Fedor era anteriormente conhecido como 'Avatar' e foi inicialmente projetado para recuperar as pessoas presas em edifícios desmoronados. O novo apelido realmente significa: Final Experimental Demonstration Object Research. Além de não precisar de um terno espacial, o robô oferece inúmeros outros benefícios para uso no espaço sobre os astronautas. Primeiramente não requer nenhum alimento, oxigênio ou mesmo gravidade funcionar, somente uma fonte de poder, significando que potencialmente podem permanecer no espaço indefinidamente . Em segundo lugar, comparativamente, para os astronautas, os robôs acabarão por se tornar baratos, uma vez que não requerem treinamento e  se eventualmente produzidos em massa, tornam-se relativamente baratos de fabricar. Cosmonautas exigem um treinamento extensivo e são, naturalmente, mais caros para voar para o espaço e para manter e manter vivo uma vez que estão lá. A agência espacial russa afirmou que o programa Fedor faz parte de um projeto maior para construir uma base permanente na Lua, principalmente para fins de extração mineral e inicialmente abriga 11 cosmonautas e vários robôs. Dado que o robô foi programado para disparar armas, algo atualmente não é necessário no espaço, as aplicações militares do projeto também são potencialmente grandes Embora a Rússia não é o único país desenvolvendo robôs militares. Os Estados Unidos, a China, o Japão e um punhado de outros países estão desenvolvendo robôs similares capazes de disparar armas, embora a maioria esteja mantendo seu progresso sob o envoltório por enquanto.
Fonte:disclose.tv
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                               Veja os Vídeos Abaixo:


                                                    Fonte:АЙВЕНЕНГО ТВ.РИФ

                                                Fonte:LA MAGRA

Jovem Bruno do Acre relata em Áudio que saia do próprio corpo 'PROJEÇÃO ASTRAL'?

Bruno Borges ficou conhecido em todo o Brasil, após ele sumir. Em sua casa, na cidade de Rio Branco, no Acre, a família encontrou um quarto isolado, que mais se parece com uma obra de arte. Tinham quatorze livros criptografados, além de mensagens no chão e nas paredes. No centro do cômodo, uma estátua de cem quilos de um filósofo. O jovem foi visto pela última vez próximo à sua casa. Já se passam algumas semanas e ele não é avistado. Bruno entrou em muitos cursos superiores, mas não concluiu nenhum deles. A inquietação e a busca por conhecimento sempre foram espantosas. A situação preocupou seus pais, que procuraram médicos quando ele ainda era pequeno.

Em reportagem exibida neste domingo, 16, o 'Fantástico' conversou com a família do jovem, que diz tentar contato até com extraterrestres.A mãe de Bruno diz que, quando ele era criança tinha um amigo imaginário, de nome tomate, que era apenas uma almofada vermelha. Nunca foi identificado nenhum problema mental no rapaz, que cresceu diante de sua inquietação. Com um irmão gêmeo idêntico, ele decidiu procurar o seu médico obstetra. O homem que fez o parto de Bruno diz que conversou com ele e seu raciocínio era completamente normal. No papo, o menino do Acre disse que ouvia vozes, mas que eram espíritos. O médico, que é espírita, quis saber mais detalhes sobre o que ais tais vozes falavam. Elas, segundo o jovem, diziam que ele faria algo muito grande pela humanidade.

Em um áudio conseguido com exclusividade pelo programa da Globo, o jovem diz que conseguiu sair do próprio corpo, mas que foi rápido e bastante frustrado. Isso porque ele não conseguiu o que mais queria, que seriam fazer curas. De uma família rica, o jovem é procurado agora não apenas pela polícia brasileira, mas também pela internacional. O Brasil já acional a Interpol, que está atrás do jovem da cidade de Rio Branco. O irmão diz que acredita que ele irá voltar, mas que o que preocupa é que ele estava muito magro, já que mudou sua dieta, comendo apenas frutas e nada de origem animal.

Veja abaixo o arquivo que mostra a reportagem exibida pelo 'Fantástico'. A TV Globo dedicou incríveis sete minutos ao 'Show da vida' sobre o caso que está dando o que falar.

Para você, Bruno Borges somente quis aparecer e está atrás de fama, ou ele realmente pode ter tido contato com forças superiores?

Projeção Astral: Viagens fora do corpo
Não são poucas as pessoas que relataram a sensação de se desprender do corpo durante o sono. Há quem acredite que Cientistas como Kepler, Einstein e Jung também teriam vivido essa experiência.
Marcos de Moura e Souza

Numa madrugada há pouco mais de 20 anos, o médico urologista carioca Luiz Otávio Zahar teve a sensação de acordar no meio da academia de ginástica que costumava freqüentar. As luzes estavam apagadas e não havia ninguém usando os aparelhos de musculação nem circulando pelos corredores. O médico percorreu o espaço de um lado para o outro, sentindo-se absolutamente consciente. Mas seu passeio noturno, segundo Zahar, tinha uma peculiaridade: ele via tudo do alto, como se estivesse suspenso, flutuando.

Não foi a primeira vez que Zahar experimentou aquela sensação. Desde a adolescência, sentia-se plenamente acordado no meio de algumas noites, circulando por lugares às vezes conhecidos, às vezes não. Descobriu que alguns davam a essa curiosa experiência o nome de projeção astral, outros de experiência extracorpórea, desdobramento ou projeção da consciência. Zahar acabou por acostumar-se e aceitar alguns desses diagnósticos, mas mantinha consigo uma dúvida secreta sobre a veracidade de suas sensações e visões.

Naquela madrugada na academia, porém, Zahar resolveu pôr à prova a tese de que realmente conseguia – como tantas outras pessoas dizem conseguir – sair do corpo, manter o estado de vigília e usar os sentidos para observar coisas concretas. “Eu não deixo de ser, fora do corpo, aquele médico cartesiano que sou, que quer comprovar as coisas. Pensei: ‘tenho de fazer alguma coisa para provar a mim mesmo essa experiência’. Então vi um parafuso esquecido no alto de uma máquina de exercício. Acordei e anotei”, conta. No dia seguinte, foi até a máquina. Para ver o que havia em cima dela, precisou subir em um banco. Do chão, era impossível enxergar. “Subi e vi o parafuso lá.”

Para a ciência convencional, a idéia de que podemos sair do corpo não apenas está longe de ser provada como soa absurda. Afinal, a ciência não acredita em “espíritos”. Não aceita a idéia de uma “essência” vivendo dentro do nosso corpo – portanto, não dá nem para imaginar que seja possível um se separar do outro. Segundo o modelo científico, somos nosso corpo: nossa essência, inseparável de nós, está dentro das nossas células, em especial nas do cérebro. Está justamente no cérebro a explicação dos cientistas para esse fenômeno – e ela é bem prosaica, quase decepcionante (veja no quadro à direita).

Há quem acredite, no entanto, que o ser humano seja capaz de se desprender do corpo durante o sono, de se deslocar através de paredes, de viajar distâncias a velocidades impensáveis, de interagir com outros que estão no mesmo estado ou mesmo com quem já morreu. Tudo isso sem perder a consciência, o pensamento lógico e o comando sobre seus movimentos, tal qual fazemos durante o dia. Antonio Cesar Perri de Carvalho e Osvaldo Magro Filho, autores de um livro chamado Entre a Matéria e o Espírito (O Clarim, 1990), fizeram uma compilação de relatos sobre personalidades que teriam vivido experiências extra-sensoriais. Um deles teria sido o astrônomo alemão Johannes Kepler (1571-1630), que tentou decifrar o movimento dos planetas numa época em que os telescópios ainda estavam em uma fase inicial. “Todas as observações dos séculos anteriores estabeleciam apenas os movimentos aparentes porque tinham sido feitas de uma plataforma móvel – a própria Terra”, conta seu biógrafo, Robert Strother. “Kepler superou isso transportando-se pela imaginação para fora do sistema, olhando para baixo de um ponto no espaço.” O próprio Kepler narrou em um de seus livros, Somniun, a história de um personagem que viajava em sonhos para a Lua. A descrição da superfície lunar confere com o que, séculos depois, veio a se conhecer de fato.

Sobre o físico Albert Einstein, o criador da Teoria da Relatividade, o livro Entre a Matéria e o Espírito cita simplesmente um trecho de uma biografia do cientista no qual ele revela a um amigo que tinha concebido suas idéias revolucionárias “através de uma visão”.

Sonhos de Jung

O psiquiatra suíço Carl Jung parece ter ido mais além no terreno das experiências raras. Ele escreveu sobre fatos estranhos que teriam ocorrido em sua casa – como móveis que se partiam sozinhos sem motivo aparente. O criador da psicologia analítica escreveu também sobre sua capacidade de, às vezes, saber de fatos sobre alguém sem que ninguém os tivesse contado. Em 1944, vitimado por um enfarte, descreveu uma visão que alguns consideram uma experiência de projeção astral. “Parecia-me estar muito alto no espaço cósmico. Muito abaixo de mim, vi o globo terrestre banhado de uma maravilhosa luz azul (…) O espetáculo de ver a Terra dessa altura foi a experiência mais feérica e maravilhosa da minha vida.”

Quem diz já ter vivenciado uma experiência desse tipo enfatiza: a lembrança do que acontece é a mesma que se tem de um fato vivido durante o dia, quando se está acordado e de olhos bem abertos. E que essas lembranças nada têm a ver com as de sonhos – por mais reais que estes às vezes pareçam. “As saídas do corpo são estudadas desde a Antigüidade, especialmente no Oriente. Mas era um conhecimento vetado, do campo de cada doutrina”, diz Wagner Borges, escritor, conferencista e pesquisador do assunto. Autor de sete livros e fundador do Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas (IPPB), Borges dá em suas palestras dicas para quem quiser passar pela experiência extracorpórea de forma consciente. Uma das primeiras perguntas que costuma ouvir é: e se o espírito se desprender para sempre? Para Borges, isso é impossível, já que o corpo, enquanto houver vida, manteria uma conexão indestrutível – “um feixe de energia”, como ele descreve – com o espírito.

Borges, de 43 anos, diz já ter passado por várias experiências desse tipo. As primeiras aconteceram aos 15 anos. “Passava um sufoco. Acordava e não conseguia me mexer”, conta, falando de um “sintoma” comum num processo de projeção. “Uma vez tentei me acalmar, me soltei e vi meu corpo deitado.” Esse seria um dos efeitos da projeção: ver a si mesmo no quarto, deitado, dormindo, exatamente como se realmente está. Em outros casos, o que se vêem são cenários desconhecidos e outras pessoas “projetadas”, pessoas e até mesmo animais, diz Borges. O nível de consciência, segundo ele, varia conforme a ocasião.

O contador paulista Fernando Augusto Golfar, de 37 anos, afirma que vive projeções desde os 6 anos. Contava a seus pais episódios vivenciados por parentes já mortos com os quais falava durante as experiências e visões de lugares que lembrava ter visto dias antes de visitá-los com a família. Por via das dúvidas, a mãe o levou algumas vezes a uma benzedeira. As experiências prosseguiram. “Geralmente me vejo em locais de assistência, hospitais, áreas carentes, enterros ou ajudando usuários de drogas”, conta. Assim como Borges, Golfar afirma ter desenvolvido sua mediunidade. Para ele, isso ajuda em suas projeções astrais, mas não é um requisito fundamental.

O médico Zahar concorda. Agnóstico convicto, ele prefere outra explicação. “Acho que há níveis de consciência e de planos de realidade que ainda não conhecemos.” Curioso e interessado por relatos como os dele, o médico criou em 1999 um grupo de discussão na internet sobre o assunto. O fórum conta hoje com 924 participantes.

Noites maldormidas?
Para neurologista, experiências de projeção astral podem ser atribuídas a problemas relacionados ao sono
Para a medicina convencional, as projeções astrais podem ser explicadas meramente como problemas relacionados ao sono. Segundo o neurologista Rubens Reimão, chefe do Grupo de Pesquisas Avançadas de Medicina do Sono do Hospital das Clínicas, o quadro relatado pelos “projetores” pode ser associado ao que os médicos chamam de alucinação hipnagógica (que ocorre ao cair no sono) e paralisia do sono. As alucinações acontecem quando a pessoa entra abruptamente no estágio de REM (rapid eyes movement, ou movimento rápido dos olhos), que é quando acontecem os sonhos. Normalmente, chega-se a essa fase depois de uns 90 minutos de sono. Mas às vezes mergulhamos nela durante um descuidado cochilo.

“Em geral, a pessoa sonha com o lugar e o momento em que está. Se cochila numa sala de aula, é comum sonhar com alguém falando com ela na sala. E o sonho é tão real que, ao despertar, ela não sabe se aquilo aconteceu ou não”, diz Reimão. Segundo ele, qualquer pessoa pode passar por isso, principalmente se não dormiu o suficiente durante a noite. Já na paralisia do sono, a pessoa acorda, mas sente que simplesmente não pode se mexer nem abrir os olhos e parece estar vendo o próprio quarto.
Fontes:
http://br.blastingnews.com 
http://super.abril.com.br 
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                               Veja o Vídeo Abaixo:


                                            Fonte:NOTICIAS DO DIA

Recentes

Widget posts recentes

ARQUIVO

POSTAGENS MAIS VISITADAS

NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO
voltar ao topo, inicio