Translate

Trabalhamos para divulgar notícias SOBRE: POLITICA, CURIOSIDADES, SAÚDE, ASTRONOMIA, UFOLOGIA, GUERRA, MISTÉRIOS E MUITO MAIS.Precisamos de sua ajuda, clique nas propagandas expostas no Blog, para manter nosso site no ar.

domingo, 1 de janeiro de 2017

Existe um reator nuclear natural de 2 bilhões de anos na África

Seria apenas algo criado naturalmente, ou a prova de tecnologia avançada talvez extraterrestre no passado?? Segundo alguns estudiosos é extremamente dificil algo assim se formar naturalmente...


Dois bilhões de anos atrás, partes de um depósito de urânio africano espontaneamente passou por um processo de fissão nuclear. Os cientistas estimam que este reator nuclear funcionou por pelo menos 500.000 anos em um passado distante. Incrivelmente, em comparação com este enorme reator nuclear, nossos modernos reatores nucleares não são comparáveis tanto no design quanto na funcionalidade.
 
 "É verdadeiramente surpreendente que mais de uma dúzia de reatores naturais tenham surgido espontaneamente e tenham conseguido manter uma potência modesta durante talvez algumas centenas de milênios." disse cientistas americanos sobre o reator natural.
 
 
A descoberta é tão fascinante que os investigadores disseram que "a descoberta do reator nuclear natural de Oklo no Gabão (África Ocidental) em 1972 foi, possivelmente, um dos acontecimentos mais importantes da física dos reatores desde 1942."
 
Sempre que ouvimos o termo "reator nuclear" pensamos em uma estrutura criada artificialmente. No entanto, esse não é o caso aqui. Este reator nuclear está de fato localizado em uma região de urânio natural dentro da crosta do nosso planeta.
 
Como você pode ver, o urânio é naturalmente radioativo, e as condições que ocorreram em Okla eram perfeitas para permitir que as reações nucleares ocorressem.
 
De fato, Oklo é o único local conhecido para isso no planeta, e consiste de 16 áreas onde os cientistas dizem que as fissões nucleares "auto-sustentáveis" ocorreram há cerca de 1,7 bilhões de anos, com uma média de 100 kW de energia térmica durante todo esse período. Mas uma das perguntas que ainda permanecem sem respostas é : por que nenhum outro lugar na Terra tem um reator nuclear natural?
 
Segundo relatos, o reator nuclear natural se formou quando um depósito mineral rico em urânio ficou inundado com água subterrânea que atuou como um moderador de nêutrons, e uma reação em cadeia nuclear ocorreu. O calor gerado pela fissão nuclear fez com que as águas subterrâneas fervessem, o que retardou ou interrompeu a reacção. Após arrefecimento do depósito mineral, a água retornou e a reacção reiniciou-se, completando um ciclo completo a cada 3 horas. Os ciclos de reacção da fissão continuaram por centenas de milhares de anos e terminaram quando os materiais físseis - cada vez menores - já não conseguiam sustentar uma reacção em cadeia nuclear.
 
 
Esta descoberta alucinante foi feita em 1972, quando cientistas franceses levaram minério de urânio da mina no Gabão para testar o seu conteúdo de urânio. O minério de urânio é composto por três isótopos, e cada um deles contém um número diferente de nêutrons. Há urânio 238, urânio 234 e urânio 235. 
 
Urânio 235 é aquele que os cientistas estão mais interessados, isso porque ele pode sustentar reações em cadeia nuclear.
 
O que é surpreendente é que uma reacção nuclear ocorreu de uma maneira que o plutônio, o subproduto, foi criado, e a própria reação nuclear foi moderada automaticamente. Isso é algo considerado como um “Santo Graal” para a Ciência Atômica. A capacidade de moderar a reacção significa que, uma vez iniciada a reacção, foi possível alavancar a potência de saída de forma controlada, com a capacidade de evitar explosões catastróficas ou a liberação de energia de uma única vez.
 
Eles também descobriram que a água tinha sido usada para moderar a reacção, da mesma forma que os modernos reatores nucleares esfriam usando eixos de grafite-cádio impedindo que o reator entrasse em estado crítico e explodisse. Tudo isso, "na natureza", é claro.
 

Os tsunamis podem atingir alturas assustadoras


Os tsunamis são provavelmente um dos desastres naturais mais horripilantes, pois eles devastam tudo que estão no caminho deles. No entanto, aprender sobre quão grande eles podem se tornar faz os tsunamis parecerem ainda mais assustadores. É ridículo, mas eles podem ser tão altos quanto um arranha-céus.

Um desastre recente de tsunami que presenciamos recentemente ocorreu no Japão e foi classificado apenas como “regular” por ter ondas com altura máxima de 40,5 metros. Há todo um nível de categorias que conta com mega tsunamis que humilham tsunamis regulares em tamanho. Sem brincadeira, em 1958, um tsunami no Alaska tinha ondas de quase 525 metros. Para ter uma referência, a nova torre do One World Trade Center tem 541 metros de altura, e é o prédio mais alto de Nova York.



Mega tsunamis são formados quando grandes porções de materiais (um pedaço de uma montanha ou pedras espaciais gigantes, entre outros) são repentinamente jogados na água. Isto causa ondas gigantescas, bem maiores do que as de tsunamis regulares, que ocorrem geralmente por causa de terremotos.

O canal Real Life Lore discorre sobre o tamanho assustador que os tsunamis podem atingir no vídeo abaixo (em inglês) :



FONTE: GIZMODO BRASIL

Via: http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2017/01/os-tsunamis-podem-atingir-alturas.html

Sinais de tecnologia avançada estão sendo encontrados em pedras ao redor do mundo e cientistas não conseguem dar uma explicação lógica para elas ...

Não há mais como esconder, estão sendo encontrados vários vestígios de tecnologia avançada ao redor do mundo !!

Os buracos perfeitos descobertos na Ilha de Córsega foram feitos em rocha basáltica, que é extremamente dura e difícil de trabalhar. Os buracos não poderiam ter sido feitos com ferramentas de cobre ou bronze, isso porque o basalto é mais duro do que esses elementos. Buracos similares foram encontrados em Abusir, no Egito, e em Puma Punku, no oeste da Bolívia.

Evidências de tecnologia avançada na antiguidade podem ser encontradas ao redor do globo. Os sítios antigos mais notórios que apresentam os assim chamados traços de tecnologia avançada perdida são talvez Puma Punku e Abusir, embora existam muitos outros sítios que mostram traços de avançada tecnologia.
 
 
Porém, traços similares também foram encontrados na Europa, mais precisamente na Ilha de Córsega, localizada na parte ocidental da Península Italiana, ao sudeste da França, e ao norte das ilhas italianas de Sardenha.
 
Lá, encontraremos não só traços de estruturas megalíticas, mas também buracos misteriosos que os estudiosos tradicionais não podem explicar por completo. Estes buracos lembram muito aqueles encontrados em Puma Punku e Abusir.
 
Após ser governada pela República de Genoa, desde 1248, Córsega foi brevemente independente e nomeada República Córsega, de 1755 até ter sido conquistada pela França em 1769.  Antes de ser colonizada pelas forças do Mediterrâneo, tais como os gregos, os etruscos, os romanos e os cartaginenses, a ilha foi habitada por culturas neolíticas e da idade do bronze.
 
Os curiosos buracos de broca descobertos na ilha têm dado aos estudiosos muito o que pensar.  Foram estes buracos feitos pelos romanos ou gregos?  Seria possível que esses buracos de broca sejam de uma época ainda mais antiga? E que tipo de tecnologia foi usada para reproduzi-los?
 
Curiosamente, os buracos de broca foram feitos em rocha basáltica, que é extremamente dura e difícil de trabalhar. Os buracos não poderiam ter sido feitos por ferramentas de cobre ou bronze, isso porque pesquisadores dizem que, devido o fato do basalto ser mais duro do que esses componentes, ele gastaria as ferramentas imediatamente.
 
 
Algumas das imagens mostram buracos com 'recortes' criados por uma ‘broca’. Ao observar a imagem cuidadosamente, você irá notar que as aberturas são bem uniformes, indicando que algum tipo de ferramenta avançada (muito moderna) foi usada, longe de um trabalho humano antigo, o qual deixaria padrões mais erráticos na rocha.
 
Até agora, a ciência convencional não foi capaz de responder como os curiosos orifícios foram feitos, qual era seu propósito e quais tipos de ferramentas foram utilizadas há milhares de anos.
 
O mais incrível é saber que estes enigmáticos buracos de broca são encontrados por todo o globo, e não são uma descoberta isolada.
 

Homem altera letreiro de Hollywood para fazer alusão à maconha


O mundialmente famoso letreiro de Hollywood, em Los Angeles, nos Estados Unidos, foi alvo de vandalismo na noite deste sábado, quando um homem não identificado colocou lonas em parte de duas letras para fazer alusão à maconha.
Por volta de meia-noite (hora local), o indivíduo se dirigiu à colina onde o monumento está erguido e transformou a palavra em “Hollyweed”. “Weed” é o termo em inglês utilizado para maconha, que, a partir de hoje, passa a ter venda legalizada em todo o estado da Califórnia.
Os detalhes do ato de vandalismo foram confirmadas à emissora de televisão “CBS” pela empresa de segurança que é responsável por vigiar o letreiro. A polícia de Los Angeles já está com posse das imagens das câmeras de segurança do local.
O monumento já foi alvo de ação idêntica em 1º de janeiro de 1976, quando Danny Finegood quis comemorar a entrada em vigor, na Califórnia, da lei que descriminalizava a posse de maconha.
As medidas que entram em vigor neste domingo no estado, e em Nevada, foram aprovadas pelos eleitores em 8 de novembro. Consumo, posse e venda de cannabis agora estão liberados.
No Distrito de Columbia, onde está a capital do país, e outros quatro estados, Washington, Oregon, Colorado e Alasca, o consumo recreativo de maconha já é legal.
(com Agência EFE)

Via: Recista VEJA

Atentado em boate na Turquia deixa ao menos 39 mortos

Jornal GGN - Em Istambul, na Turquia, um ataque terrorista deixou ao menos 39 mortos e 65 feridos em uma boate. Cerca de 700 pessoas estavam na casa noturna no hora do atentado.


Entre as vítimas, estavam 16 estrangeiros. O atirador estava vestido de Papai Noel e abriu fogo contra pessoas que estavam na entrada da boate, por volta da 1h da manhã deste domingo (1). Recep Erdogan, presidente da Turquia, disse que o país irá lutar contra o terrorismo.

"Como uma nação, nós vamos combater até o fim não apenas os ataques armados por grupos terroristas, mas também seus ataques econômicos, políticos e sociais”, afirmou, em comunicado.
Da Agência Brasil
Pelo menos 39 pessoas morreram e 65 ficaram feridas durante ataque terrorista em uma boate de Istambul onde pessoas celebravam o Ano Novo, segundo o governador da cidade.
"Infelizmente, pelo menos 39 de nossos cidadãos perderam suas vidas. Um era policial. Quarenta pessoas estão sendo atendidas em hospitais", disse à imprensa local o governador Vasip Sahin, no local onde fica a boate Reina, na margem europeia do estreito de Bósforo, descrevendo o ocorrido como um "ataque terrorista".
A casa noturna Reina, situada no lado europeu de Istambul e às margens do Bósforo, é um dos locais mais procurados pela juventude de classe alta turca, além de turistas e celebridades. Cerca de 700 pessoas estavam no local na hora do ataque.
Segundo o governador de Istambul, cerca de 40 pessoas continuam internadas em hospitais da região. Muitas pessoas que celebravam o Ano Novo se atiraram no Bósforo, em pânico, depois do ataque, e esforços foram mobilizados para resgatá-las das águas, acrescentou a emissora NTV. Entre as vítimas, 16 estrangeiros.
O atirador, vestido de Papai Noel, abriu fogo contra as pessoas que se encontravam na entrada da casa noturna exatamente à 1h e 15 minutos da madrugada, hora local, neste 1° de janeiro de 2017. O ministro do Interior da Turquia afirmou que "o terrorista" ainda está sendo procurado pela polícia.
Reação de Erdogan
O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan reiterou no domingo sua "determinação para erradicar as ameaças à Turquia". Em um comunicado oficial, ele acrescentou que o país vai lutar contra o terrorismo e exortou a nação turca a permanecer unida contra tais ataques.
"Como uma nação, nós vamos combater até o fim não apenas os ataques armados por grupos terroristas, mas também seus ataques econômicos, políticos e sociais ", declarou. "Eles estão tentando criar o caos, para desmoralizar o nosso povo e desestabilizar nosso país comesses ataques hediondos, tendo civis como alvo. Vamos manter a calma, ficaremos mais unidos e não cederemos terreno a estes jogos doentios ",  disse o presidente turco.

Ritual de adoração ao diabo em inauguração do túnel suíço.

Lideres de países Europeus se reúnem na suíça , onde ocorreu a inauguração de um túnel que atravessa uma montanha rochosa para fazerem uma celebração ao diabo é inacreditável.
VEJA O VÍDEO


voltar ao topo, inicio