SEJA BEM VINDO - NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

terça-feira, 25 de abril de 2017

Revelação das Profecias escritas na Grande Pirâmide do Egito que a Ciência oculta

A Grande Pirâmide vem sendo estudada por muitos como um monumento ao apocalipse, como um livro de pedra que conta o destino do mundo. Originalmente se chama Pirâmide de Quéops, é a maior e mais antiga das três pirâmides de Gizé, revestida de calcário branco com um alto grau de polimento, acredita-se, que quando o sol atingia essa pirâmide a luz refletida seria tão intensa que poderia ser vista da lua como uma estrela brilhando na terra. Há controvérsias sobre a sua idade, para alguns foi construída 2.600 anos antes de Cristo; para outros, provavelmente melhor documentados, sua origem é anterior em 4.800 anos ao princípio da era cristã. Não faltam tampouco alguns românticos que a fazem tão velha como a velha Atlântida. Ela era o edifício mais alto do mundo, até a construção da Torre Eiffel em 1889, hoje mede 137 metros de altura.
ENIGMAS 

Na Grande Pirâmide estão registrados dados surpreendentes como a lei de variação da obliquidade eclíptica, a lei de variação da constante de gravidade sobre a superfície da terra, a distância exata ao sol, a lei das variações periódicas das estações e da freqüência dos terremotos, a medida do ano solar, a medida do ano sideral e do ano anomalístico, as leis da precessão dos equinócios e a variação de longitude do periélio, etc.
O fato que torna a Grande Pirâmide  que faz com que a sua estrutura seja tão incomum, você entra na pirâmide por um túnel baixo, essa conhecida como Passagem Descendente, após alguns metros ele muda de direção, e segue até o que se chama de Passagem Ascendente, nessa segunda grande galeria estende-se por 49 metros de comprimento e 7 ½ de altura, além da grande galeria fica o que conhecemos hoje como a Câmara do Rei, embora nenhuma múmia tenha sido encontrado lá, um sarcófago de granito dentro da câmara, alegou a maioria dos especialistas à concluir que a grande pirâmide era a tumba monumental de um Faraó, e seu corpo depois foi roubado. Apesar disso não existe nenhum texto egípcio que diga exatamente qual é a função dessa pirâmide, acredita-se que ela carregue uma mensagem profética expressa em sua arquitetura. A teoria surgiu no século XIX quando exploradores ocidentais se impressionaram com o detalhamento do projeto e a precisão da construção da grande pirâmide. Entre seus blocos existe o espaço de menos de 1 milímetro ao ponto de que nem uma folha de papel pode-se colocar entre eles.
A PIRÂMIDE E AS PROFECIAS

Quando exploradores mediram a largura da câmara do Rei, e a dividiram pela raiz quadrada de π, chegaram a o número 365.24, que eles então associaram a 365 dias e ¼ que é a duração do nosso ano, esses mesmo exploradores determinaram que o perímetro da grande pirâmide era de 36.600 polegadas, 36.600 é um múltiplo de 366, novamente o números de dias que existem em um ano, eles então concluíram que os Egípcios tinham usado uma unidade de medida quase idêntica a polegada atual, que acabou sendo chamada de Polegada Piramidal , isso levou os pesquisadores a buscar correlações adicionais entre as dimensões da grande pirâmide e o mundo natural, alguns suspeitaram que as passagens internas correspondiam a linha do tempo na história.
Embasados nesta hipótese os pesquisadores por volta de 1870 iniciaram uma análise cuidadosa no interior da pirâmide, analisando a arquitetura e determinar onde houve uma mudança na construção da pirâmide, onde uma passagem começava ou terminava, eles descobriram importantes datas seculares ou religiosas.
Para determinar se havia uma linha do tempo profética embutida na grande pirâmide, os pesquisadores concluíram que seriam necessários dois componentes importantes, um ponto inicial e um ano especifico associado a ele, viram que descendo 12 metros se encontravam duas das chamadas Linhas Estriadas, eram duas linhas entalhadas no calcário nos dois lados da passagem, era ali o ponto inicial que procuravam, mapeando o movimento dos astros, notaram que ocasionalmente a Estrela Polar lança sua luz no interior da pirâmide, eles calcularam que a última vez que isso aconteceu foi em 2141 antes de Cristo que se tornou o ano de origem da linha do tempo.
A história se inicia na entrada da pirâmide; em uma data que se corresponderia com o ano 4.000 antes de Cristo, o ano zero da pirâmide. A partir daqui, polegada a polegada, estão refletidas zelosamente as datas destacáveis do caminho da humanidade.
Também a direção e dimensões dos corredores têm sua simbologia; assim, o primeiro tramo descendente está expressando a descida do homem, sua degradação, que encontra seu caminho de elevação no corredor ascendente.
E precisamente na intersecção de corredores descendente e ascendente onde está assinalada a primeira data importante, o ano 2.513,555469 da pirâmide, que corresponde com o 4 de abril de 1486 antes de Cristo, data do êxodo de Israel.
O nascimento e a morte de Jesus Cristo

A partir desse ponto começa a marcha ascendente da humanidade, como se vê, multo relacionada com os acontecimentos vividos pelo povo judeu. Seguindo o corredor ascendente, símbolo do caminho para a luz espiritual, encontramos outra data fundamental: está situada um pouco antes de que o corredor se abra à grande galeria e corresponde ao ano 3.996 da pirâmide, o dia 15 do mês de Tisri (sábado, 4 de outubro, segundo o ano gregoriano) do ano 4 antes de nossa era; data que, segundo sustentam os piramidólogos, é a autêntica do nascimento de Jesus.
A grande galeria ostenta também o nome místico de “A época do Salvador da raça humana” e se inicia no dintel (verga superior de porta ou janela) deste espaçoso corredor com a data chave do cristianismo, 7 de abril do ano 30 do calendário juliano, momento da morte de Cristo. Não deve surpreender o fato de que Jesus Cristo seja um personagem chave nesta terminologia, pois é assegurado que os antigos sacerdotes egípcios conheciam as antigas profecias sobre a vinda do Messias ao mundo e parece que em base a elas elaboraram o culto a Osíris, que apresenta muitas coincidências com Jesus.
A câmara do rei

Se a busca do espiritual por parte do homem está simbolizada na grande galeria, é justo que o final da busca coincida com o final desta. Ali se abre a entrada que dá passagem à câmara do rei. A distribuição é a seguinte: primeiro, um corredor baixo e curto, que dá passagem à antecâmara ou câmara dos rastelos; desta, e através de um segundo corredor baixo, similar ao anterior, se passa à câmara do rei, chamada também “câmara do mistério da tumba aberta do Grande Oriente” ou “Juízo das Nações”. Vejamos as datas situadas em cada um destes espaços.
A primeira guerra mundial

A entrada do primeiro corredor baixo corresponde ao 4-5 de agosto de 1914, princípio das tribulações da época trágica da humanidade; o final do corredor assinala o 10-11 de novembro de 1918. Em continuação a essa data se abre a antecâmara, chamada também “A trégua do caos”, simbolismo claro da relativa tranqüilidade que viveu o mundo após a primeira guerra mundial, uma trégua que dura o mesmo que o comprimento da antecâmara, até 1928, data que coincide com o princípio do segundo corredor baixo. Somente oito anos da história estão registrados neste corredor; os compreendidos entre 1928 e 1936, já que, coincidindo com este último ano terminam os corredores e se chega à câmara do rei, espaçosa e atormentada, cenário dos últimos acontecimentos da humanidade prévios ao final. Antes de penetrar nela convém assinalar a importância do ano 1936, data dramática para os espanhóis, que muitos avaliam como início efetivo da segunda guerra mundial, e que em qualquer caso é o início do fim.

Não em vão, a câmara real, a qual se tem acesso depois desse 1936, recebe também o nome de “Retorno à verdadeira luz que vem do Oeste”, ou o igualmente sugestivo “Sala de Juízo e da purificação das nações”. E uma etapa estranha, inquietante, castigada de acontecimentos confusos. Nela, o homem parece despertar de um longo sono, mas com a angústia de ignorar onde abrirá os olhos e se o longo dia que começa será bom ou difícil. Se trata da convulsão ancestral que traz a mudança de era, neste caso a passagem de Peixes a Aquário. Tudo isto é certo, ou presumivelmente certo, mas não justifica a cronologia da Grande Pirâmide, já que, segundo o interpretaram os piramidólogos, essa época de mudança, de transição traumática, deveria ter concluído em 1962. Neste ano, sempre segundo os piramidólogos, deveria ter sido iniciada a reconstrução espiritual da humanidade, reconstrução que culminará no ano 2001. Ainda que dentro das interpretações piramidológicas exista desacordos. Não em vão a interpretação da linguagem em pedra é difícil, para não dizer francamente subjetiva. Assim Davidson avalia em forma diferente as medidas da câmara real e atribui à época da desordem e desorientação uma duração desde 1936 a 2030, data na qual termina a mensagem da pedra.
2001-2030 – O fim
De certo, a mensagem da Grande Pirâmide se traduz em um fim do mundo situado entre os anos 2001 e 2030, bem entendido que esse fim não é total. Provavelmente, o término de uma etapa signifique a luta de duas ideologias, algo que já está acontecendo: o defrontamento entre os que se identificam com o passado e os que situam sua meta no imediato futuro, um enfrentamento sangrento, possivelmente catastrófico, mas não definitivo. Segundo a Grande Pirâmide, após a tempestade virá a calma, a ordem, o que é o mesmo, o nascimento de um homem novo, de uma espiritualidade nova. Assim, seja.
Talvez esta não seja a mais antiga nem a mais precisa das profecias, mas do que não cabe dúvida, é que se trata da maior e majestosa de todas elas e que permanecerá, resumida em pedra, soberbamente erguida, quando todos nós deixarmos de existir.
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                Veja o Vídeo Abaixo:


                                             Fonte:Salfate Conspiraciones 2017

Siga este Blog

Postagem em destaque

Agora é real, NIBIRU está chegando, e já é visto a olho nu.

Olá amigos, desculpem a ausência. Estou muito mais ativo no meu mural Facebook, e também no nosso grupo do Facebook também, mas vamos lá...

NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

POSTAGENS MAIS VISITADAS

Disso Você Sabia ? no Facebook