Siga este Blog

sábado, 8 de abril de 2017

Projeto Horizon: Os EUA planejavam construir uma base lunar (será que construíram e nós não sabemos?)

Em 2014, os Arquivos de Segurança Nacional (EUA) liberaram documentos detalhando o Projeto Horizon (Horizonte) – um projeto secreto que começou em 1959, para estudar a possibilidade de montar uma base permanente na Lua. Ao invés de sua meta ser a melhora do nosso conhecimento e percepção do espaço e além, o programa almejava primariamente ficar à frente da União Soviética, durante a Guerra Fria na década de 1960.
Os planos eram relacionados à criação de um “sistema de monitoramento Lua-para-Terra”.  Além disso, aqueles que estavam coletando os dados e fornecendo os relatórios iniciais declararam acreditar que a construção deveria começar o mais cedo possível.
Os analistas de inteligência dos EUA que estudaram o programa espacial secreto soviético temiam que os russos poderiam mesmo ser capazes de pousar na Lua até 1967.  Isto levantou algumas possibilidades perturbadoras para os planejadores militares dos EUA: E se os soviéticos alegassem a Lua como sendo seu território?  Ou pior, e se eles estabelecessem uma base militar na Lua, talvez até mesmo uma base de mísseis nucleares apontados de volta para a Terra? Os Estados Unidos não teriam como se defender.
A única resposta para isto, pelo menos no que diz respeito aos planejadores dos EUA, seria a de chegar à Lua primeiro e construir uma base lunar antes dos russos. Então, os EUA poderiam decidir por si mesmos se colocariam mísseis lá, e se permitiriam que os russos pousassem e construíssem sua própria base lunar. E se decidissem negar aos russos sua própria base, os astronautas-soldados estadunidenses poderiam evitar que os russos pousassem.
O General Arthur Trudeau, chefe de pesquisa e desenvolvimento do Exército, escreveu em março de 1959:
Esta base lunar é necessária para proteger os interesses dos Estados Unidos na Lua… para que assim os Estados Unidos possa negar as alegações territoriais, comerciais ou tecnológicas soviéticas.
Ele ordenou o chefe de ordenança a “desenvolver um plano… para o estabelecimento de uma base lunar, pelos meios mais rápidos possíveis. Dois meses mais tarde, o relatório de três volumes para o “Projeto Horizon” chegou à escrivaninha do General Trudeau.
Embora os EUA tenham conseguido pousar o homem na Lua várias vezes entre 1969 e 1972, eles teriam conseguido somente permanências curtas para conduzirem básicos experimentos e coletarem amostras de rochas.
É claro, isso é o que contaram para nós. Alguns teóricos da conspiração dirão a você que as missões lunares foram somente acobertamentos e que a instalação de uma base permanente estava ocorrendo em paralelo, enquanto a população permanecia alheia ao fato. Os documentos oficialmente liberados podem ser encontrados nos arquivos nacionais.
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO