NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO
Seja Bem Vindo

Siga este Blog

sexta-feira, 17 de março de 2017

Temer prepara a temporada de aumento de impostos


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Vai se tornar realidade o aumento de tributos - que era previsível e especulado pela própria equipe econômico do governo, desde quando Michel Temer, com a ajuda da base aliada, tomou o emprego da Dilma Rousseff. Aproveitando que o Supremo Tribunal Federal vetou a cobrança de imposto sobre imposto (a tal incidência de ICMS na base de cálculo da PIS Cofins paga pelas empresas), o governo tomará a criativa decisão de elevar a alíquota da PIS e da Cofins.

A carga tributária, que atinge absurdos 36%, deve subir. Tudo para compensar não uma suporta queda de arrecadação com a recessão, quebradeira de empresas ou a própria sonegação forçada. Os aumentos de impostos são para agüentar o aumento da gastança no setor público. Os cortes ficaram apenas em promessas. A falta de transparência na administração pública não permite que os pagadores de impostos possam fiscalizar o uso do dinheiro público.

A equipe de Henrique Meirelles trabalha com a previsão de um rombo de mínimo de R$ 65 bilhões (mas que pode chegar a R$ 150 bilhões) no orçamento federal. Pouco importa se o número é real ou não – já que a contabilidade pública no Brasil aceita qualquer mentira que se queira praticar. São dados como favas contadas os anúncios dos aumentos da Cide sobre combustíveis, da PIS Cofins também sobre os combustíveis e do Imposto sobre Operações Financeiras – o IOF. Nada anormal no Brasil dos 92 impostos, taxas e contribuições, além das infindáveis e tungantes multas e instruções normativas que só arrancam grana do bolso de empresas e cidadãos. Os “contribuintes” que se danem...

Parecem piada as análises de especialistas que jogam a culpa na decisão do STF que demorou quase duas décadas para decidir o óbvio ululante: cobrar imposto sobre imposto é sacanagem: não pode! Agora, surge até uma criativa reclamação de que os 11 ministros do supremo conseguiram forçar a necessidade de se fazer a tão falada, mas nunca feita, “reforma” tributária. O impasse vai continuar, porque o governo, em tempos de barganha com deputados e senadores, não tem vontade real de cortar gastos. A intenção fica apenas no discurso vazio. O problema, agora, é que a população, sofrendo no bolso, pode se rebelar se a impostura aumentar mais ainda...

Não adiante chover no molhado. Ou se muda a estrutura estatal capimunista rentista brasileira, ou o País só continuará sob risco permanente de quebradeira, e subdesenvolvido, crescendo menos que a média do resto do mundo. É preciso implantar, de verdade, o Federalismo no Brasil. O tema tem de entrar, com seriedade, na ordem do dia dos brasileiros. Só uma Intervenção Constitucional nos salvará das tragédias anunciadas previamente, que se repetem dramaticamente.

O mecanismo de corrupção do Crime Institucionalizado continua operando a todo vapor, apesar das lava jatos da vida...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total:www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 17 de Março de 2017.
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO