NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

domingo, 12 de março de 2017

Descoberta histórica! Arqueólogos descobrem estatua gigante com crânio alongado no Egito!

Uma equipe internacional de pesquisadores alemães e egípcios recuperou uma surpreendente estátua de quartzito de oito metros que foi encontrada em um poço em um bairro da capital egípcia, Cairo. De acordo com o Ministério da Cultura, se a estátua é o que os arqueólogos suspeitam que seja então pode ser apenas uma das descobertas mais significativas na história egípcia.

A estátua intrincada, que claramente descreve um governante, foi encontrada na região que uma vez esteve nas sombras do templo de Ramses II na cidade antiga de Heliopolis, que se encontra no leste do moderno Cairo. De acordo com o chefe da equipe arqueológica egípcia, os arqueólogos estão atualmente concluindo suas pesquisas e escavações do local, a fim de confirmar quem a estátua retrata.
ARQUEÓLOGOS RECUPERAM UMA DAS DESCOBERTAS MAIS SIGNIFICATIVAS DA HISTÓRIA EGÍPCIA
Os arqueólogos ainda não encontraram nenhuma inscrição na estátua que identificaria definitivamente quem era o antigo rei. No entanto, eles estão quase certo que a estátua retrata Ramsés II, que fundou o extraordinário templo do sol que costumava ficar nesta área particular.

Os pesquisadores dizem que o templo do sol, que foi destruído durante a era greco-romana, foi um dos maiores e mais intrincados no Egito, além de ser um dos locais mais sagrados e culturalmente importantes na era dos antigos egípcios. De acordo com Dietrich Raue, o chefe da equipe alemã, o povo egípcio antigo acreditava que Heliópolis era a casa do deus sol que significava que nem mesmo os faraós e suas famílias eram autorizados a construir suas residências lá.

O templo do sol foi um dos mais importantes projetos arquitetônicos realizados pelo faraó Ramsés II, que é considerado por especialistas como um dos mais poderosos e respeitados governantes da antiga civilização egípcia. Era o terceiro governante da dinastia XIX e era o mais conhecido por seus esforços militares expansionistas através do continente da África. Sob o reinado de Ramsés, o antigo império egípcio cresceu e englobou o território da Síria no leste ao Sudão no sul. Suas proezas militares levaram seus sucessores a referir-se a ele como o “grande antepassado”. De acordo com a equipe arqueológica, eles vão extrair partes restantes da estátua e, em seguida, começar a tarefa meticulosa de restaurar a estrutura antiga para a sua antiga glória. Espera-se que a estátua seja colocada na entrada do Grande Museu Egípcio em 2018.
Confira o vídeo:
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO