NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Esta visualização em 3D mostra como a emissão de carbono se distribui pelo planeta



Os cientistas da NASA criaram uma visualização 3D em alta resolução mostrando os complexos refluxos e correntes do dióxido de carbono na atmosfera da Terra durante um ano inteiro. É uma perspectiva única que certamente pode mudar a maneira com a qual você pensa sobre esse problemático gás de efeito estufa.

Já vimos visualizações 2D como essa antes. Mas o novo vídeo, com o olhar em três dimensões, é revelador. Ao assisti-lo, conseguimos observar o crescimento contínuo do CO2 no hemisfério norte e como o gás é influenciado pelos continentes, cordilheiras, correntes marítimas e padrões climáticos – e até mesmo pelas regiões muito fotossintéticas, como o cinturão do milho nos EUA.



As diferenças latitudinais no acúmulo de CO2 é bem evidente nesse vídeo, resultado do consumo elevado de combustível fóssil no hemisfério norte e o resultado das atividades fotossintéticas das plantas, entre outros fatores.

Cerca de metade das emissões de carbono causadas pela humanidade ficam presas na terra e no oceano, enquanto a outra metade permanece na atmosfera onde contribui com o efeito estufa. Visualizações como essa estão ajudando cientistas a ter um conhecimento melhor sobre os ecossistemas – especialmente os que estão na terra – que estão absorvendo CO2.



Além disso, os especialistas esperam saber se a terra e o oceano irão manter a alta taxa de absorção de CO2 ou se no futuro irão atingir um ponto de saturação. O que, em uma palavra, será terrível.

[NASA]

FONTE: GIZMODO BRASIL

WhatsApp passa a ser utilizado pela justiça para intimação das partes


Pagamento de propinas pela Odebrecht e Braskem é maior caso de suborno da história


China confirma o segundo caso de gripe aviária em humanos

Depois de confirmar na semana passada seu primeiro caso de gripe aviária — um mercador na Região Administrativa Especial de Macau —, a China reportou hoje sua segunda infecção em humanos.

As autoridades locais ordenaram uma suspensão das vendas de aves no distrito de Siming, na província chinesa de Fujian, depois que um homem de 44 anos foi diagnosticado com gripe aviária H7N9 no domingo, informou a agência de notícias Xinhua. O paciente está sendo tratado no hospital e sua condição de saúde estável.


NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO