Seja Bem Vindo
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

quarta-feira, 16 de março de 2016

Grampos indicam que Dilma agiu para tentar evitar prisão de Lula

Grampos da Polícia Federal, feitos com autorização do juiz federal Sergio Moro, indicam que a presidente Dilma Rousseff agiu para evitar a prisão do ex-presidente Lula pela Lava Jato, nomeando-o Ministro da Casa Civil. O juiz Moro incluiu hoje no inquérito que investiga o ex-presidente um audio em que Dilma telefona para Lula - o número discado é de um assessor do ex-presidente, usado frequentemente por ele e o único grampeado, segundo os autos - e explica que encaminhará a ele um "termo de posse", a ser usado "em caso de necessidade". O cargo de ministro concede ao seu ocupante foro privilegiado, no Supremo Tribunal Federal (STF). O diálogo foi gravado hoje às 13h32.

O mercado detestou a notícia: dólar dispara e Bolsa cai com entrada de Lula no governo

O dólar avançava cerca de 2%, acima de 3,80 reais, e Bovespa caía quase 1%, reagindo a temores de que o governo possa promover mudanças na política econômica, após o presidenteLuiz Inácio Lula da Silva assumir o comando da Casa Civil. Um dos medos dos investidores é o de que o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, deixe o cargo, como publicou o jornal Valor Econômico.
Perto das 11:45, o dólar avançava 1,97%, a 3,8373 reais na venda, após chegar a subir mais de 2% e atingir 3,8383 reais na máxima do dia. No mercado de ações, no mesmo horário, o Ibovespa caía 0,89%, aos 46.709 pontos.

Disfarçado de ministro da Casa Civil, Lula assume seu terceiro mandato (e foge de Moro)

Alvo de uma denúncia por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica e na mira da Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu nesta quarta-feira assumir o Ministério da Casa Civil do governo Dilma Rousseff. A manobra garante ao petista foro privilegiado - e o livra das mãos do juiz federal Sergio Moro, que conduz as ações da Lava Jato em Curitiba. Já Dilma, que há muito não governa, apenas se contorce em manobras para permanecer no cargo, entrega ao antecessor o pouco poder que lhe restava. A nomeação de Lula, oficialmente tratada pelo governo como uma estratégia para evitar o impeachment, coloca o petista no mais importante ministério do governo - pasta que o PT transformou em uma usina de escândalos desde que chegou ao poder. Pouco mais de cinco anos após tomar posse pela primeira vez, Dilma inverte a propalada 'faxina' a que deu início quando assumiu a Presidência: ao invés de expulsar do governo alguém pilhado em malfeitos, a presidente abre as portas do Planalto a quem foge da Justiça.
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

POSTAGENS MAIS VISITADAS

Disso Você Sabia ? no Facebook