SEJA BEM VINDO - NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

domingo, 31 de janeiro de 2016

Nova ameaça a saúde global: “Amiloidose”


Uma doença tropical pouco conhecida, a amiloidose, afeta desde o Sul e Sudeste da Ásia até o norte da Austrália.
Um estudo realizado por cientistas da Universidade de Oxford e publicado na revista Nature Microbiologia, adverte que a infecção melioidose é resistente a muitos antibióticos e que poderia se espalhar por todo o mundo.
Os pesquisadores propõem que a doença está presente em 79 países, incluindo 34 que nunca relataram a doença.
Segundo estudos precisos, a bactéria Burkholderia Pseudomallei é o que causa a infecção, é comumente encontrado em solos de regiões Sul e Sudeste da Ásia e norte da Austrália, embora também possa se espalhar para áreas não-endêmicas através da importação de animais infectados.
A Melioidose, que é transmitida através da pele, pulmões ou por ingestão de água contaminada, pode ser difícil de diagnosticar por causa dos seus sintomas que são semelhantes aos da tuberculose e pneumonia. O tratamento inadequado da infecção pode levar a taxas de mortalidade acima de 70%.
Os cientistas estimam que dos 165.000 casos notificados anualmente, 89 mil casos de amiloidose podem ser fatal. Estes números são semelhantes às do sarampo ou da dengue, duas prioridades atuais para muitas organizações internacionais de saúde.
Os pacientes que estão mais expostos a melioidose são aqueles com diabetes mellitus, doença renal crônica e os que consomem álcool.

 FONTE: rt.com

Via:  http://verdademundial.com.br/2016/01/nova-ameaca-a-saude-global-amiloidose/http://verdademundial.com.br/2016/01/nova-ameaca-a-saude-global-amiloidose/

O mundo se curva ao ‘Aedes aegypti’

Ilusão de carnaval - Seria ótimo se o combate ao mosquito em todo o país fosse sempre como se viu na semana passada no Sambódromo — real, mas glamourizado com máscaras e equipamentos de proteção adequados(Leo Correa/AP)
Um mosquito ameaça nocautear a orgulhosa civilização tecnológica do século XXI. Os autores de ficção imaginaram o mundo de joelhos diante de terroristas, de invasores do espaço, devolvido à Idade da Pedra por uma guerra nuclear total e até mesmo acossado pela progressão incontida de algum vírus misterioso... mas submetido a um mosquito? Isso não. Isso seria enredo de filme de terror de um tempo remoto da humanidade. No começo do século passado, a malária, transmitida por mosquitos, mandou para o hospital dez de cada 100 trabalhadores encarregados da construção do Canal do Panamá - e só oito ­saíam de lá com vida.
Agora, mais de 100 anos depois, um outro mosquito está levando o presidente americano Barack Obama a convocar reuniões de emergência na Casa Branca, em Washington, e, do lado de lá do oceano, tirando do sério outro senhor do mundo, o russo Vladimir Putin. "E agora nos vem uma porcaria da América Latina", disse Putin depois de ser informado sobre o potencial de destruição dos vírus transportados pelo mosquito Aedes aegypti. Obama exigiu de seus sábios a produção imediata de uma vacina contra o zika, o vírus mais temido transmitido pelo Aedes aegypti. Ouviu deles que, na melhor das hipóteses, uma vacina contra o zika levará três anos para estar em condições de ser usada em larga escala.
A semana culminou com um alerta da chinesa Margaret Chan, diretora-geral da Organização Mun­dial da Saúde (OMS): "O explosivo avanço do zika vírus é motivo de preocupação, especialmente diante do possível elo entre a infecção durante a gravidez e o nascimento de bebês com microcefalia". Os governos de El Salvador, Colômbia, Jamaica, República Dominicana e Equador recomendaram às mulheres evitar engravidar até 2018. Marcelo Castro, ministro da Saúde do Brasil, foi bombardeado por se sair com sugestão semelhante há algumas semanas. Disse ele: "Torço para que as mulheres peguem zika antes da idade fértil". Uma vez contaminado pelo zika, o organismo é imunizado contra novas infecções. É uma vacina natural. Como reconheceu a presidente Dilma Rousseff: "Estamos perdendo a luta contra o mosquito".
http://veja.abril.com.br/noticia/saude/o-mundo-se-curva-ao-aedes-aegypti

Siga este Blog

Postagem em destaque

Agora é real, NIBIRU está chegando, e já é visto a olho nu.

Olá amigos, desculpem a ausência. Estou muito mais ativo no meu mural Facebook, e também no nosso grupo do Facebook também, mas vamos lá...

NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

POSTAGENS MAIS VISITADAS

Disso Você Sabia ? no Facebook