Translate

Trabalhamos para divulgar notícias SOBRE: POLITICA, CURIOSIDADES, SAÚDE, ASTRONOMIA, UFOLOGIA, GUERRA, MISTÉRIOS E MUITO MAIS.Precisamos de sua ajuda, clique nas propagandas expostas no Blog, para manter nosso site no ar.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Geração do diploma: queda na qualidade do ensino superior da era PT preocupa empregadores

Executivos das maiores empresas de recursos humanos no Brasil apontam que ocorreu uma queda significativa na qualidade do ensino superior desde 2001. Pesquisas encomendadas indicam que de 2001 a 2011, a porcentagem de universitários plenamente alfabetizados caiu 14 pontos - de 76%, em 2001, para 62%, em 2011. A expectativa do setor é a de que este índice aumente na próxima amostragem sobre o período de 2012 a 2015/6.[right-post]

O site da BBC Brasil publicou uma matéria onde aborda o tema em profundidade. O artigo destaca que "A decepção do mercado com o que já está sendo chamado de "geração do diploma" é confirmada por especialistas, organizações empresariais e consultores de recursos humanos"

O sociólogo e especialista em relações do trabalho da Faculdade de Economia e Administração da USP, José Pastore, confirma esta tendência: "Os empresários não querem canudo. Querem capacidade de dar respostas e de apreender coisas novas. E quando testam isso nos candidatos, rejeitam a maioria" alerta Pastore, que confirma que " explosão de escolas superiores não foi acompanhada pela melhoria da qualidade. A grande maioria das novas faculdades é ruim".

A situação da educação no país preocupa empresários, meio entre o qual já são lugar-comum relatos de administradores recém-formados que não sabem escrever um relatório ou fazer um orçamento, arquitetos que não conseguem resolver equações simples ou estagiários que ignoram as regras básicas da linguagem.

A reportagem da BBC aponta que existem no Brasil nos dias de hoje 2.416 estabelecimentos de ensino superior, sendo que a maioria, 2.112, são instituições particulares. O critério dos governos do PT sobre as concessões para as instituições de ensino teve foco apenas na quantidade e não na qualidade. A ideia era a de fazer marketing ao misturar os dados de pessoas que tiveram acesso ao ensino superior nas instituições públicas e privadas para exibir um maior "volume". 

A especialista do setor,  Márcia Almstrom, do grupo Manpower, explica que "Mesmo com essa expansão do ensino e maior acesso ao curso superior, os trabalhadores brasileiros não estão conseguindo oferecer o conhecimento específico que as boas posições requerem".

O professor de educação e desenvolvimento da Universidade de Londres, Tristan McCowan, estuda o sistema educacional brasileiro. Segundo McCowan, muitos cursos universitários no Brasil não deveriam ser classificados como tal.

"São mais uma extensão do ensino fundamental", diz McCowan. "E o problema é que trazem muito pouco para a sociedade: não aumentam a capacidade de inovação da economia, não impulsionam sua produtividade e acabam ajudando a perpetuar uma situação de desigualdade, já que continua a ser vedado à população de baixa renda o acesso a cursos de maior prestígio e qualidade."

O artigo da BBC oferece uma radiografia bastante clara sobre a queda na qualidade do ensino superior no país ao longo dos anos de governos do PT. Talvez este seja apenas mais um, entre os muitos desafios a serem vencidos pelso próximos governantes do país.

Via: http://www.imprensaviva.com/2016/05/geracao-do-diploma-queda-na-qualidade.html
voltar ao topo, inicio