NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Moreira Franco denuncia que Lula repete prática do Mensalão para impedir impeachment da Dilma

2a Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Amostragens entre 513 deputados federais indicam que existem 61 indecisos e 59 parlamentares sem opinião formada ou declarada sobre o impeachment da Dilma. Eles devem engrossar o coro dos 114 que, até agora, defendem a permanência da Presidenta. Até agora há 279 votos declaradamente favoráveis ao impedimento - que tem grandes chances de não acontecer... São necessários 342 votos no plenário para tirar Dilma. Aliados apostam na vitória final.

Apesar da expectativa de vitória, o clima é de desgaste para Dilma. Tanto que a Presidenta cancelou sua participação na cerimônia de acendimento da tocha olímpica, na Grécia, no dia 21 de abril. O evento acontece tradicionalmente na cidade de Olímpia, na Grécia, local tratado como o berço dos Jogos Olímpicos antigos. Como não se explicou, oficialmente, o motivo para a desistência de Dilma, fica implícito que o fogo dela anda baixo demais para acender qualquer coisa positiva.

Tudo indica que segunda-feira que vem, a partir das 10 horas, a Câmara dos Deputados começa a votar o relatório do deputado Jovair Arantes (PTB-GO) que recomenda o impeachment da Presidente da República. Nesta fase, o desgoverno deve sair derrotado por margem estreita. O vice-líder do governo, deputado Silvio Costa (PTdoB-PE), prevê entre 29 e 31 votos contra o afastamento da presidente. Como a comissão tem 65 titulares, Dilma tende a perder agora, para vencer mais tarde, no plenário.

A Câmara tem uma sexta-feira atípica, movimentada, avançando a madrugada adentro. O horário limite para debates, com 133 inscritos para falar, vai até 3h deste sábado, sem prorrogação. A temporada de negociatas nos bastidores está escancarada. Luiz Inácio Lula da Silva, Presidentro e ministro virtual, comanda pessoalmente os acordos para impedir o impeachment da Dilma. Quem garantiu isto foi um velho inimigo de Dilma, o ex-ministro Moreira Franco, em uma twittada: "Governo repete a mesma prática do mensalão para barrar o impeachment. Deputados e senadores estão indo ao hotel falar com Lula e dividir o botim".

Internamente, burocratas admitem que Dilma não terá vida fácil se vencer a batalha final no plenário. Caso permaneça, mesmo impopular e sem credibilidade, Dilma terá que promover uma rápida e profunda guinada da economia. O problema é acreditar que ela seja capaz de promover um ajuste fiscal consistente. A gastança para barrar o impeachment e a manutenção dos juros elevados e dos impostos em alta não combinam como o prometido discurso de austeridade.

Dilmalula, a Presidanta bicéfala e bucéfula, aposta que fica. Quem ficará mal -  ou ainda pior - é o Brasil. A previsão é de tempos sombrios rumo a uma ruptura institucional com tudo para descambar para a radicalização e violência.

Releia a primeira edição desta sexta: Jararaca Lula vai deitar e rolar... Até quando?


Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Abril de 2016.
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Disso Você Sabia ? no Facebook