Siga este Blog

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Cientistas suecos criam madeira transparente que pode substituir vidro

Investigadores suecos acabaram de criar a madeira transparente, que poderá substituir o vidro na fabricação de estruturas como janelas e fachadas e, sobretudo, reduzir de forma significativa os custos de produção de painéis solares. Dentro de alguns anos, será possível até transformar as próprias janelas e paredes de casas e edifícios em painéis solares.

Trata-se da versão futurista da madeira, um dos melhores e mais baratos materiais de construção do mundo.

O novo material foi desenvolvido pelo Real Instituto de Tecnologia sueco (Kungliga Tekniska Högskolan - KTH), com sede na capital sueca.

«A madeira transparente é um excelente material para substituir o vidro na confecção de painés solares, uma vez que é produzida a partir de um recurso barato, abundante e renovável», disse à BBC o investigador Lars Berglund, chefe do Centro Wallenberg de Ciências da Madeira no KTH.
«Trata-se portanto de um material particularmente importante para reduzir os custos de implantação de painés solares em superfícies extensas, o que pode beneficiar regiões com boas condições climáticas para o uso da energia solar, como o Brasil», acrescenta ele.

Para criar a madeira transparente, os pesquisadores suecos desenvolveram um processo químico de remoção da lignina, um componente natural da parede celular da madeira.

«Quando a lignina é removida, a madeira torna-se branca. A superfície porosa branca é então revestida com um polímero transparente com propriedades ópticas», explica Lars Berglund.

O efeito de transparência é obtido através de tecnologias de manipulação em nanoescala, ou seja, em escala atómica e molecular.

O resultado é uma lâmina de madeira natural, mas visualmente transparente.

A descoberta sueca foi publicada na revista científica da Sociedade Americana de Química (American Chemical Society), a Biomacromolecules.

Embora a madeira transparente já tenha sido desenvolvida anteriormente em escala microscópica, para fins de estudo da anatomia da madeira, a investigação sueca desenvolveu pela primeira vez um método para a utilização do material em escala comercial.

Na investigação sueca, a madeira transparente foi fabricada a partir da madeira do pinheiro e do pau de balsa.

«Mas qualquer tipo de árvore pode ser usada, e já planeamos trabalhar com diferentes tipos de madeira», diz Berglund.

A madeira é de longe o material mais usado em diferentes tipos de construção, salienta o investigador. Além de ser um recurso renovável, também oferece excelentes propriedades mecânicas, como a resistência, a baixa densidade - que confere leveza ao material - e a baixa condutividade térmica, que proporciona bom isolamento face a mudanças extremas de temperatura.

Com a nova madeira transparente, espera-se reduzir significativamente os custos energéticos. O estudo sueco destaca que o uso de energia em casas e edifícios, que inclui luz eléctrica, condicionadores de ar e aquecimento de água, representa aproximadamente entre 30 e 40% do consumo total de energia.

«É portanto de grande importância reduzir o consumo de energia no setor de construção. Neste contexto, a energia solar é bastante atraente, uma vez que é uma energia limpa, gratuita e inesgotável», sublinha o estudo.

Entre as aplicações futuras da madeira transparente, será possível construir janelas, paredes e fachadas de casas que sejam, ao mesmo tempo, painéis solares.

Em climas frios, o uso da madeira transparente nas construções também permitirá que a energia solar seja aproveitada para o aquecimento das casas - no mesmo princípio das estufas de plantas -, reduzindo assim o consumo de energia.

Painéis de madeira transparente poderão ser usados ainda na confecção de janelas e fachadas de casas semitransparentes, com o propósito de trocar a luz artificial pela luz natural e ao mesmo tempo manter a privacidade dos ambientes.

«É possível construir janelas inteiramente transparentes com o novo material», diz Berglund.

O próximo passo dos investigadores do KTH será desenvolver o grau de transparência da madeira, e aperfeiçoar o processo de produção do novo material. Lars Berglund calcula que a fabricação da madeira transparente em escala comercial poderá ser iniciada dentro dos próximos anos:

Fonte: DD


NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO