NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Criança morre por falta de aeronave da FAB para transportar coração para transplante

Muitos políticos tem feito uso fútil e totalmente alheios ao interesse social, de aeronaves da força aérea brasileira – FAB. Um caso famoso foi o uso de um jatinho da Força Aérea por Marta Suplicy para assistir partida de abertura da Copa. Por outro lado, quando uma criança precisou que uma das aeronaves da FAB transportasse um coração para ser transplantado, para que sua vida pudesse ser salva, ELA MORREU.
O caso revoltante foi relatado pelo Estadão ontem (17). Uma criança, em estado gravíssimo, conseguiu o que presumia ser o mais difícil, um coração para ser transplantado, mas o Estado, através da FAB, não disponibilizou aeronave para transportar o órgão que deveria ser transplantado, segundo a própria FAB, por questões operacionais.

Estadão – Um menino de 12 anos morreu em Brasília após não conseguir fazer um transplante de coração por falta de uma aeronave para transportar o órgão. No primeiro dia do ano, a Central Nacional de Transplantes localizou um coração compatível em Minas Gerais, mas a Força Aérea Brasileira (FAB) alegou que não tinha avião disponível para fazer o voo até o Distrito Federal.
Devido à gravidade de seu estado de saúde, G.L.A estava na lista nacional de espera por um transplante em caráter prioritário. O coração do doador estava em Itajubá, a 40 minutos de carro de Pouso Alegre, cidade mais próxima com pista de pouso para aviões. A FAB informou que não pôde atender ao pedido “por questões operacionais”.

NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO