NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

CHINA se alia à RÚSSIA ao mesmo tempo em que desenvolve armas para identificar navios norte-americanos. Ocidente apreensivo.

CHINA se alia à RÚSSIA ao mesmo tempo em que desenvolve armas para identificar navios norte-americanos. Ocidente apreensivo.
Revista Sociedade Militar
No final de setembro notícias veiculadas quase que exclusivamente na imprensa russa e árabe (Pravda, Russia Insider, Al-araby) mencionavam um acordo entre Rússia e China para cooperação no combate contra rebeldes do ISIS e grupos anti-Assad. A comunidade de inteligência ocidental ficou extremamente apreensiva. Uma aliança operacional entre duas potências do porte de China e Rússia pode rapidamente deslanchar para um grande conflito de proporções incalculáveis.

O assunto desde então tem sido mantido em sigilo e nada mais de concreto se apurou até o momento.
 Essa semana novamente surgiu um alerta. Especialistas norte-americanos descobriram que há grande possibilidade de os chineses ainda esse ano já possuírem tecnologia para identificar e interceptar navios de guerra norte-americanos. As informações foram confirmadas pela própria imprensa chinesa, que divulgou um relatório onde se afirma que satélites geoestacionários da observação Gaofen-4 serão lançados até o final deste ano. O propósito exclusivo do equipamento seria “caçar” porta-aviões. O satélite está equipado com um gerador de imagens de altíssima resolução e tem capacidade de fornecer coordenadas com a precisão suficiente para orientar o DF-21D (Míssel anti-navio)
Há poucos anos o exército chinês se incomodou bastante com a presença extremamente próxima de dois porta-aviões dos EUA enviados para proteger Taiwan durante exercícios de mísseis destinados a intimidar a ilha.
Desde então, os militares chineses tem buscado maneiras de localizar e identificar porta-aviões norte-americanos. No entanto, a localização de porta-aviões dos Estados Unidos não é fácil de conseguir, e a China tem lutado para desenvolver grande variedade de sensores aéreos e espaciais para facilitar essa tarefa.
Há pouco tempo Obama disse que os EUA “congratula-se com ascensão pacífica da China”. Contudo, para muitos americanos, como os especialistas do instituto Lan Easton, a ascensão da China nada tem de pacífica, e isso na verdade seria uma tragédia, já que acumulando força, aliados e desenvolvendo equipamentos do tipo acima mencionado, a China torna clara a sua intenção de direcionar suas forças contra o “ocidente” em futuro próximo.
Rússia e China tem cada vez mais estreitado seus laços comerciais com países do ocidente, principalmente na América Latina. O que aumenta a preocupação de especialistas norte-americanos.
Revista Sociedade Militar
https://plus.google.com/+RobsonDSilvaSociedadeMilitar
http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2015/10/china-se-alia-a-russia-ao-mesmo-tempo-em-que-desenvolve-armas-para-identificar-navios-norte-americanos-ocidente-apreensivo.html

Não há saída para Dilma, nem para Cunha

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Azedou de vez a sempre falta e péssima relação de Dilma Rousseff com seu vice Michel Temer. Ontem, depois de mais um bate boca entre ambos, a Presidente perdeu as estribeiras depois que Temer lhe indicou que a saída menos traumática para a crise atual seria a renúncia dela. A versão da briga entre ambos, que a imprensa amestrada não noticia por conveniência, circulou ontem nos gabinetes dos mais articulados senadores e deputados.

Todos os problemas de desgovernabilidade foram agravados pela fragilização de um dos principais inimigos de Dilma. A presidenta espera receber alguma retaliação, antes da quase certa denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Eduardo Cunha, assim que forem traduzidos os documentos enviados pela Justiça da Suíça, revelando depósitos milionários em nome dele e familiares. A situação da Cunha na presidência da Câmara é tão insustentável quanto a de Dilma na Presidência da República.

Em comum, os dois têm a aversão ao ato de renúncia. Jogar a toalha não faz parte da natureza bélica de ambos. Dilma e Cunha vivem em confrontos e conflitos. Dilma, de forma mais escancarada. Cunha, brigando nos bastidores. O presidente da Câmara leva ligeira vantagem sobre Dilma no imediatismo da crise. Acredita-se que ele tenha mais bala na agulha para fechar a tampa do caixão da gestão Dilma. Cunha já estaria com a artilharia pronta, para cair atirando. As consequências seriam imprevisíveis.

A tensão deve se elevar nas próximas horas. Ontem, já se dava como favas contadas que a onda de ataque do Ministério Público Federal contra políticos sob suspeita de corrupção atingirá, em breve, o presidente do Senado. Na avaliação geral entre os congressistas, Renan Calheiros seria muito mais frágil e fácil de derrubar que Eduardo Cunha. Independentemente de tal prognóstico ser verdadeiro, a crise institucional brasileira se agrava de maneira inimaginável. Concretamente, a cúpula do Congresso Nacional tem passado atestados públicos de que não tem a menor condição de resolver os impasses.

Outro que deu uma sumida de cena esta semana, e que pode ser alvo de um explosivo dossiê midiático (mais um na coleção), é o blindadíssimo chefão Luiz Inácio Lula da Silva. Notícias negativas contra ele não têm surtido efeito prático, além de desgastar ainda mais a imagem que foi completamente desconstruída entre os formadores de opinião, mas que ainda guarda alguma popularidade mínima entre os brasileiros completamente sem noção. A crise está longe de se resolver...      

Confusão com a caixinha


A dislexia da Presidenta não tem limites...

Vide a recente gafe cometida na entrevista coletiva concedida após a Reunião da Cúpula do G4, em Nova York.

Dilma Rousseff cita a Caixa de Pândora (em vez de Pandora) e é corrigida por jornalista.

A arte de estocar vento


Mais uma fala internacional que virou motivo de piada sobre nossa Presidenta - que não consegue expor direito seu raciocínio lógico, nem quando lê discursos que preparam para ela...

Dilma e o Assaltante


Nem os assaltantes profissionais (perdão, não estamos falando dos políticos) respeitam mais a Presidenta.
Um bandido preso recentemente ganhou fama noticiário porque atribuiu a Dilma as culpas de todos os crimes que vem cometendo...

Com tal argumento, o bandido seria um excelente candidato a uma vaga no Congresso Nacional...

Vou tentar morar na propaganda do PT


A avacalhação é avassaladora contra o desgoverno do crime


É fácil desconstruir a mentira da propaganda nazicomunopetralha...

Presidenta Tranquilizanta


Contas fatais


Vitória na Guerra




Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 9 de Outubro de 2015.
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Disso Você Sabia ? no Facebook