NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Vídeo, imagens: China mostra mísseis balísticos inovadoras nunca antes visto no desfile militar

China pela primeira vez apresentou em público os seus mísseis nucleares, que passou pelas ruas de Pequim colocados sobre os veículos em uma parada militar grandiosa.
Os misseis entraram na Praça Tiananmen incluindo os de médio alcance mísseis balísticos DF-16 e DF-26, conhecidos apenas através de poucas fotos publicadas. Eles nunca apareceram em uma amostra ou exercício internacional.
Com um alcance de 4.000 km, o DF-26 é potencialmente capaz de destruir bases militares dos EUAna ilha de Guam, no Pacífico ocidental.
df26
Ele também fizeram a primeira aparição pública do míssil balístico de médio alcance DF-21D, apelidado de "o assassino de aeronaves".Este míssil anti-navio é capaz de atingir uma velocidade hipersônica de Mach 12, tornando extremamente difícil a possibilidade de derrubada.
df26
Também apareceu pela primeira vez ao pública o míssil balístico de médio alcance DF-21D, apelidado de "o assassino de aeronave". Este míssil anti-navio é capaz de atingir uma velocidade hipersônica de Mach 12, tornando extremamente difícil a possibilidade de derrubada.
China também mostrou a verdadeira jóia de seu arsenal nuclear, a ogiva do míssil balístico intercontinental DF-5B, a mais poderosa arma nuclear China.
df5b
O míssil intercontinental DF-31A, que é o segundo mais poderoso do país, não foi exceção. O DF-31A tem a capacidade de atingir a maior parte da costa do Pacífico dos EUA além de algumas partes do Centro-Oeste.
Outra arma introduzida pela primeira vez é  míssil balístico de curto alcance DF-15B.
RT
Via: http://noticia-final.blogspot.com.br/2015/09/video-imagens-china-mostra-misseis.html

Campanha de propaganda ” Os migrantes”: Quem está coordenando ? e Por quê?

3/9/2015, Moon of Alabama
Tradução Vila Vudu
A campanha de propaganda flagrante em torno dos migrantes que deixam a Síria tem algumas semelhanças com a campanha de propaganda que acompanhou o putsch na Ucrânia e, antes, o ataque contra a Líbia.
Inclui tudo: informação falsa, fotos sem origem e autoria conhecidas, histórias pessoais “de partir o coração”, imagens avassaladoras e nenhuma referência, comentário ou questionamento sobre as razões reais de as pessoas terem de deixar tudo para trás e fugir.
Absolutamente nenhum ‘jornalista’, ‘comentarista’ ou ‘especialista’ midiático faz qualquer referência à evidência de que EUA, Turquia e as petromonarquias do CCG estão fazendo guerra ativa contra a Síria e provocando o suplício dos que tenham de emigrar.
Ninguém diz que muitos “refugiados” são hoje, em grandes números, migrantes que deixam locais bastante seguros dentro da Turquia. Em vez de qualquer informação prestável, o que se obtém, pelo menos dentro da Europa, é ‘jornalismo’ ininterrupto de “o céu está desabando sobre a cabeça deles”, sem parar, o tempo inteiro, em todos os veículos da imprensa-empresa.
Com o tempo haverá o revide, contra políticos europeus, como Merkel, que praticamente estão convidando mais migrantes. Os salários estão em queda por toda a Europa e o desemprego ainda é muito algo. A última coisa que os europeus desejam hoje é mais concorrência no mercado de trabalho. Partidos de extrema direita se aproveitarão dessa crise, para arregimentar apoios. Por que Merkel está aceitando pagar esse preço?
Embora ainda não consigamos ver com clareza, o sentimento –   de outros – é de que essa é campanha dirigida e coordenada, para determinados objetivos.
Me ajudem nisso. O que está por trás dessa campanha de propaganda?
Será Erdogan expulsando refugiados para fora da Turquia e em direção à Europa, porque suas políticas foram criticadas?
Será campanha para obter apoio público na Europa para uma grande intensificação da guerra contra a Síria?
@EjmAlrai
A guerra na #Syria deve ter escalada sem precedentes. #Turkish & #Forças árabes planejam entrar no país ‘para combater #ISIS’.
A campanha de mídia “Os migrantes” não parece coisa normal. Parece campanha planejada de propaganda. Quem está por trás disso e para quê?
Oriente Mídia
Via: http://noticia-final.blogspot.com.br/2015/09/campanha-de-propaganda-os-migrantes.html

A misteriosa morte de 60.000 antílopes em 4 dias

Tudo começou no final de maio.
Quando o ecologista Steffen Zuther e seus colegas chegaram no centro do Cazaquistão para acompanhar o parto de um rebanho de saigas, um antílope que vive no estepe e que está criticamente em perigo, os veterinários na área já haviam relatado animais mortos no chão.
“Mas uma vez que essa mortandade passou de forma limitada durante os últimos anos, num primeiro momento nós não estávamos realmente alarmados,” Zuther, o coordenador internacional da Iniciativa de Conservação Altyn Dala, disse.
Mas dentro de quatro dias, grande parte do rebanho – 60.000 saigas – tinha morrido. Conforme os veterinários e os conservadores tentaram conter as mortes, eles também recebiam a notícia de acidentes populacionais semelhantes em outros rebanhos em todo o Cazaquistão. No início de junho, a morte em massa havia terminado.
Agora, os pesquisadores descobriram pistas de como mais da metade do rebanho do país, contado em 257 mil em 2014, morreu tão rapidamente. Bactérias desempenharam claramente um papel no desaparecimento das saigas. Mas exatamente como estes micróbios normalmente inofensivos podem ter causado as mortes é um mistério, disse Zuther.
“A extensão desta matança e a velocidade assustadora não foram observadas em qualquer outra espécie”, disse Zuther. “É realmente inédito.
Saigas desempenham um papel fundamental no ecossistema do estepe árido, onde os invernos frios impedem que o material vegetal caído entre em decomposição; os antílopes ajudam a combater esse processo, reciclando nutrientes no ecossistema e prevenindo incêndios florestais alimentados por muita serapilheiras no chão. Os animais também fornecem refeições saborosas para os predadores do estepe.
“Onde você encontra saigas, também reconhecemos que há outras espécies muito mais abundantes”, disse Zuther.
Saigas, que estão listadas como criticamente ameaçadas pela União Internacional para a Conservação da Natureza, vivem em alguns rebanhos no Cazaquistão, um pequeno rebanho na Rússia e um rebanho na Mongólia. Os rebanhos se reúnem com outros durante os invernos frios, bem como quando eles migram para outras partes do Cazaquistão, durante o outono e a primavera. Os rebanhos se dividem para parir seus filhotes durante o final da primavera e o início do verão. As mortes começaram durante o período do parto.

O mistério permanece

Uma matança em massa semelhante ocorreu em 1988, e os veterinários relataram sintomas semelhantes. Mas como essa mortandade ocorreu durante a era soviética, os pesquisadores simplesmente atribuíram as mortes à Pasteurelose, uma doença causada pela Pasteurella, e não realizaram qualquer outra investigação.
Até agora, a única causa ambiental possível é a que houve um inverno frio e duro seguido por uma primavera úmida, com muita vegetação exuberante e água, que pode permitir que as bactérias se espalhem mais facilmente.
Zuther disse que ele e seus colegas planejam continuar sua busca por uma causa das mortes, e evitar que isso ocorra nos próximos anos. 

Via: http://verdademundial.com.br/2015/09/a-misteriosa-morte-de-60-000-antilopes-em-4-dias/
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Disso Você Sabia ? no Facebook