NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO
Seja Bem Vindo

Siga este Blog

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Durante protestos de Domingo, fotógrafo é agredido por sua semelhança com Lula

Publicado por Revolta Brasil em 13 abril
Durante protestos de Domingo, fotógrafo é agredido por sua semelhança com Lula
Segundo informações do site DCM, um fotógrafo do jornal ‘Diário de Minas’ identificado como Beto Novaes, foi agredido neste domingo (12) durante ato que aconteceu em Belo Horizonte contra o governo petista.
As agressões teriam sido motivadas pela sua semelhança com Lula, ex-presidente e maior liderança petista.
O fato teria acontecido quando uma senhora teria pedido para tirar uma foto com Beto justamente por sua semelhança com Lula, neste momento um grupo de 4 jovens teria o abordado, segundo informa o DCM.
“Eles começaram a me empurrar, me deram um chute na coxa e pediram para eu sair.”, relata Beto.  Mesmo com o crachá do jornal no pescoço, os agressores continuaram a insultá-lo até que o fotógrafo teve que deixar o local.

“Me disseram que eu não estava trabalhando, mas que tinha ido à manifestação fantasiado de Lula”, teria dito o fotógrafo ao portal DCM, disse ainda que em 30 anos de profissão isso nunca tinha acontecido.

Tecnólogo brasileiro cria projeto de ENERGIA GRATUITA - [VÍDEO]



www.cienciasecundaria.com.br
Amigos leitores, venho através desta postagem pedir a sua ajuda para o nobre projeto de um amigo. O projeto do idealista Pedro Daun, Tecnólogo Ambiental de formação, visa beneficiar as pessoas com energia gratuita, mas para isso seus projetos precisam de doações, pois sabemos que tudo tem um custo de desenvolvimento. Se você não puder ajudar, com qualquer quantia que seja, pelo menos ajude-nos a divulgar este nobre projeto elaborado para o bem de todos. Compartilhe esta postagem.
Conheça o Projeto Ressonância:

“Pedro A. Daun é idealizador do Projeto Ressonância. Desenvolveu o Gerador Ressonante de Energia Elétrica para beneficiar a humanidade. Este Gerador não precisa da luz do Sol, de vento, de água, e nem de qualquer tipo de combustível. É um projeto inovador. O Gerador deve ser usado nas casas, indústrias, carros elétricos, aeronaves, e em veículos aeroespaciais. Sistema auto recarregável. 
Caso dê tudo certo na construção do gerador maior de alumínio, será a libertação das pessoas das contas de luz, bem como do uso de combustíveis.
O Gerador Ressonante de Energia Elétrica é composto por um motor ressonante que gira o eixo magnético secundário suspenso no ar por magnetismo, que por sua vez gera energia o suficiente para alimentar uma residência inteira. A eletricidade é gerada por um conjunto de bobinas ligadas em sequência. O gerador gera mais do que consome. O dinheiro arrecadado será usado para a construção de um Gerador maior, de alumínio. Também serão comprados instrumentos eletrônicos de medição com tecnologia de ponta para um melhor desempenho e desenvolvimento do projeto. Caso o dinheiro arrecadado ultrapasse a meta estipulada, Pedro comprará um pequeno galpão para montar o seu laboratório, específico para desenvolver e replicar em série os Geradores. 
O Gerador foi desenvolvido em 1985 para um projeto de Ciência quando Pedro A. Daun cursava a 3ª série no antigo colégio Moema, em São Paulo. Criativo e perseverante desde criança, ao passar dos anos foi elaborando projetos enquanto lia a enciclopédia Barsa, única leitura disponível para ele naquele momento. Com o advento da internet em 1995 o projeto começou a tomar forma, mas o manteve em segredo. Em 2014 resolveu divulgar o projeto no Facebook e no Youtube. Pediu ajuda financeira para amigos(as), mas foi o insuficiente, pois as peças de alumínio e os equipamentos eletrônicos de ponta são caros. O site kickante.com.br foi a solução para atingir o seu objetivo maior, beneficiar a humanidade com esta descoberta.
Faça parte deste esforço humanitário. Que a lei da atração lhe dê em triplo. Agora é a hora.
Pedro A. Daun”

ATENÇÃO: Conheça tudo sobre o Projeto Ressonância, NESTE LINK.

.
Para fazer a sua doação, de qualquer quantia, é só clicar NESTE LINK.

Pedro Daun apresenta seu projeto em vídeo:


Fonte: ETs & ETc

RUSSO DE 30 ANOS SERÁ 1ª PESSOA A PASSAR POR UM TRANSPLANTE DE CABEÇA!

É o fim dos tempos.... imagine... futuramente será possível fazer um clone geneticamente modificado de uma pessoa, acelerar seu desenvolvimento até a idade desejada e fazer o transplante de cabeça para o corpo clonado. A compatibilidade será de 100%, além do novo corpo ter as características desejadas, implementadas pela manipulação genética. É questão de tempo. 

Uma equipe de médicos liderada pelo cirurgião italiano Sergio Canavero está planejando o primeiro "transplante de cabeça" da história. O procedimento, que colocará a cabeça de uma pessoa em outro corpo, deve levar 36 horas ao todo, exigindo uma equipe médica de mais de 150 pessoas.

O paciente que passará pelo procedimento é o russo Valery Spiridonov, de 30 anos. Spiridonov é portador da Doença de Werdnig-Hoffman, um tipo de atrofia muscular espinhal que resulta em enfraquecimento muscular para o qual ainda não existe nenhum tipo de tratamento conhecido.

Procedimento

Durante o procedimento, a cabeça de Spiridonov será resfriada, para desacelerar a taxa de decomposição de suas células. Em seguida, as veias e artérias do pescoço serão ligadas a máquinas que manterão o fluxo de sangue na cabeça durante o transplante. A medula espinhal será então rompida e preparada para encaixe no novo corpo. 

Serão utilizadas injeções de polietileno glicol para auxiliar na fusão dos tecidos conjuntivos e células. Por último, os músculos, nervos, artérias e veias da cabeça de Spiridonov serão conectados ao novo corpo. A recuperação pós-operatória deve levar até um ano, segundo os médicos.

Riscos

Obviamente, a operação apresenta riscos enormes. As dificuldades do procedimento cirúrgico são apenas alguns deles, pois existe também a possibilidade de que o corpo novo rejeite a cabeça. Segundo Arthur Caplan, diretor de ética médica do Langone Medical Centre na Universidade de Nova York, é possível também que o corpo seja "sobrecarregado por novos caminhos e química aos quais não está acostumado e fique louco". 

Comentando sobre a operação, o doutor Hunt Batjer, presidente da Associação Americana de Cirurgiões Neurológicos, disse que "não desejaria isso para ninguém" e que "não permitiria que alguém fizesse isso comigo, pois há muitas coisas piores que a morte".

Em 1970, um procedimeno semelhante foi realizado em um macaco. Ele sobreviveu à cirurgia, mas viveu apenas oito dias depois, pois o corpo rejeitou a cabeça. Além disso, a tecnologia da época não permitiu que a nova cabeça se conectasse apropriadamente à nova medula.

Veja abaixo um TED Talk com Sergio Canavero, no qual ele fala sobre as tecnologias que permitem esse tipo de procedimento:


Via: http://olhardigital.uol.com.br/
http://www.libertar.in/2015/04/russo-de-30-anos-sera-1-pessoa-passar.html

JAPÃO OBSERVA ENCALHES DE BALEIAS E TEME MEGA TERREMOTO. FATO JÁ FOI RECORRENTE EM 2011

Seis dias antes do devastador terremoto 2011 submarino do Japão, que matou mais de 18.000 pessoas, cerca de 50 baleias cabeça de melão - uma espécie que é um membro da família dos golfinhos - encalharam nas praias do Japão.Agora, quatro anos depois, e apesar da falta de evidência científica que liga os dois eventos,muitos japoneses levam para as mídias sociais o medo como o encalhe em massa de mais de 150 baleias cabeça de melão em costas do Japão tem alimentado novos temores de uma repetição de um terremoto monstro, que desencadeou um tsunami altaneiro e desencadeou um desastre nuclear.


Como Japan Times reporta,

O encalhe em massa de mais de 150 baleias cabeça de melão em costas do Japão tem alimentado temores de uma repetição de um evento aparentemente não relacionado no país com o devastador terremoto submarino de 2011, que matou mais de 18.000 pessoas.

Apesar da falta de evidência científica que liga os dois eventos, uma enxurrada de comentaristas on-line têm apontado para o aparecimento de cerca de 50 baleias cabeça de melão - uma espécie que é um membro da família do golfinho - em praias do Japão seis dias antes do terremoto monstro , que desencadeou um tsunami altaneiro e desencadeou um desastre nuclear infame.

O terremoto de 2011 no Japão não é o único exemplo de baleias encalhadas anteriores que prenunciam um tremor poderoso.

Mais de 100 baleias-piloto morreram em um encalhe em massa em uma remota praia da Nova Zelândia em 20 de fevereiro de 2011, dois dias antes de um grande terremoto ocorrer na segunda maior cidade do país, Christchurch.

Autoridades locais disseram que um total de 149 golfinhos foram encontrados encalhados na praia em Hokota na província de Ibaraki, de acordo com a RT. Alguns dos golfinhos, principalmente baleias ou blackfish cabeça de melão, foram encontrados com vida, mas eram extremamente fracos.

Vídeos da cena mostraram equipes de resgate tentam libertar os golfinhos de volta ao oceano, mas a maré lavou os animais fracos de volta para a praia.

As autoridades da cidade, a guarda costeira e um aquário local estavam trabalhando para resgatar os golfinhos, medindo entre 2-3 metros (78-118 polegadas) de comprimento. Eles serão transportados off-shore e lançado ao mar.

Os cientistas ficaram no sábado dissecando os corpos das baleias, 156 dos quais foram encontradas em duas praias na costa do Pacífico do Japão um dia antes, mas não podia dizer o que causou os encalhes.

Os cientistas estão, entretanto, não está claro por que motivo os animais marinhos-se encalhariam em grandes grupos, com alguns a especular que as baleias na praia saudáveis por si tentavam ajudar familiares doentes ou desorientados que são irrecuperáveis. Outros acreditam que a topografia de certos lugares de alguma forma embaralhou a navegação das baleias seu 'sonar, levando-os a praia.

"Nós não vemos quaisquer sinais imediatos de doenças em seus corpos, como o câncer. Queremos descobrir o que matou esses animais ", Tadasu Yamada, um pesquisador sênior do National Museum of Nature e Science, disse à emissora pública NHK.

"É a próxima vinda? Esteja pronto para um terremoto ", escreveu o usuário do Twitter maoeos40d.

Outro usuário do Twitter escreveu simplesmente: "Podemos ter um grande problema, no dia 12 (de abril)".

Autoridades japonesas têm, no entanto, tentado acalmar os temores, e insistiram que não há dados científicos que comprovem a ligação .* * *



Via: http://www.zerohedge.com/news/2015-04-11/mass-whale-beaching-re-ignites-quake-fears-among-japanese e UND
http://www.libertar.in/2015/04/japao-observa-encalhes-de-baleias-e.html

A trama de Eduardo Cunha para privatizar o SUS

Financiado por planos de saúde, presidente da Câmara engavetou CPI sobe eles e agora quer vê-los substituindo rede pública. Armação revela: sistema político tornou-se intrinsecamente corrupto
Por Najla Passos, em Carta Maior
Uma proposta de emenda à constituição de autoria do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se aprovada, poderá significar o mais duro golpe contra uma das maiores conquistas civilizatórias da sociedade brasileira no século XX: o Sistema Único de Saúde (SUS), universal e gratuito, criado para atender aos brasileiros, sem distinção de classe ou categoria profissional. Trata-se da PEC 451/2014, que obriga as empresas a pagarem planos de saúde privados para todos os seus empregados. E, consequentemente, desobriga o Estado a investir para que o SUS garanta atendimento de saúde de qualidade para todos.  
Reconhecido como um dos principais lobistas das empresas de telecomunicações no Congresso após sua atuação veemente contra a aprovação do novo Marco Civil da Internet, Cunha é também um dos mais legítimos representantes dos planos de saúde que, só nas últimas eleições, distribuíram R$ 52 milhões em doações para 131 candidaturas de 23 partidos, em todos os níveis. O presidente da Câmara foi o que recebeu o terceiro maior “incentivo”: R$ 250 mil, repassados à sua campanha pelo Saúde Bradesco.  
Em contrapartida, desde mandatos anteriores, faz da sua atuação parlamentar uma verdadeira cruzada em favor dos planos privados. Foi ele o relator de uma emenda à Medida Provisória 653/2014, posteriormente vetada pela presidenta Dilma Rousseff, que anistiava os planos em R$ 2 bilhões em multas. Também foi Cunha que, assim que assumiu a presidência da casa, engavetou o pedido de criação da CPI dos Planos de Saúde, de autoria do deputado Ivan Valente (PSOL-SP), que já tinha parecer positivo da consultoria da Câmara pela admissibilidade e contava com 201 assinaturas de deputados, 30 a mais do que o mínimo necessário previsto pelo regimento.
Com a PEC 461/2014, ele amplia consideravelmente o mercado dos planos privados, que tem crescido de forma vertiginosa e já alcança 50 milhões de usuários, um quarto da população brasileira.  Grosso modo, a matéria legislativa propõe a privatização do sistema de saúde do trabalhador brasileiro, em detrimento de maiores investimentos no SUS, que beneficia não só àqueles que disputam atendimento médico direto, mas também a criança que é vacinada contra a pólio ou mesmo o cidadão que compra um simples pãozinho, que teve sua manufatura antes inspecionada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
“O SUS é o grande plano de saúde dos brasileiros. De todos os brasileiros. Nós precisamos fortalecê-lo, aperfeiçoá-lo, discutir seu financiamento e o pacto federativo que o mantém. E não acabar com ele. Isso significa um retrocesso em todos os sentidos, porque reduz direitos”, afirma o médico, professor e deputado Odorico Monteiro (PT-CE), membro titular da Comissão de Saúde e Seguridade Social da Câmara e ex-secretário de Gestão Participativa do Ministério da Saúde, para quem a caminhada civilizatória brasileira já está muito mais avançada do que o debate que o presidente da casa propõe com a PEC 451. 
De acordo com o especialista, o Brasil virou a página do debate sobre a necessidade da implantação de um sistema universal de saúde com a promulgação da Constituição de 1988, que previu a criação do SUS. Ele acrescenta que, ainda que com enorme atraso em relação aos países europeus que investiram nas suas políticas de bem-estar social, o Brasil conseguiu se tornar o único país do mundo com mais de 140 milhões de habitantes a universalizar o atendimento integral à saúde, da prevenção à alta complexidade. “Essa é uma conquista da qual a sociedade não pode prescindir”, defende.
Odorico Monteiro relata que, na Europa, mesmo durante esta última crise econômica, que afetou profundamente muitas economias do continente, o fim dos sistemas universais de proteção à saúde sequer chegou a ser incorporado ao debate, devido à importância que têm. “Na Europa, mesmo durante a crise, não houve nenhum surto privatizador, porque os países entendem a importância dos sistemas universais para a proteção do trabalhador. Nem mesmo na Espanha ou na Grécia. Pelo contrário”, explica.
Ele analisa que, caso a PEC de Cunha seja aprovada, o país retrocederá ao que era antes da Constituição de 1988, quando o antigo Instituto Nacional de Assistência Médica e Previdência Social (Inamps), criado pela ditadura militar, funcionava como uma federação de planos de saúde das diferentes categorias profissionais, deixando à margem do atendimento um grande número de cidadãos. “Essa PEC tenta criar um grande Inamps privado, com planos de saúde cinco estrelas para alguns e nenhuma atendimento para outros. Isso é retrocesso. O Brasil já virou essa página”, insiste.
CPI dos Planos de Saúde 
Autor do requerimento para a instalação da CPI dos Planos, o deputado Ivan Valente também critica a postura de Cunha ao apresentar a PEC e operar para beneficiar os planos privados, ao invés do conjunto da sociedade. “Está muito claro que Cunha trabalha para ampliar a oferta de saúde privada, enquanto o que o país precisa é fortalecer o SUS. Nós vamos entrar com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para viabilizar a CPI dos Planos de Saúde que ele engavetou”, afirma.
Valente lembra que ingressou com a CPI dos Planos no segundo dia deste período legislativo, antes mesmo da entrada da CPI da Petrobrás, já instalada com o objetivo explícito de desgastar o governo e está em pleno funcionamento. Cunha, entretanto, afirmou que a CPI dos Planos não tinha foco, desconsiderando o parecer da consultoria legislativa da própria casa, que falava que todos os requistos para instalação estavam contemplados. 
“Quando nós fomos contestar a decisão dele em plenário, dizendo que ela era política e que o interesse dele na causa era grande, porque tinha recebido R$ 250 mil da Bradesco Saúde, houve um bate boca e meu microfone acabou sendo cortado”, lembra o deputado. Agora, ele está determinado a rever a decisão do presidente no STF.
“Nós vamos entrar no STF com base no parecer da consultoria da Câmara, levantando a jurisprudência do própria corte que, por meio de uma outra decisão da ministra Rosa Weber, prevê que a CPI, tendo foco, é um direito inalienável das minorias e, como tal, deve ser instalada”, esclarece.
Reforma política já
Para Valente, a negativa de Cunha de instalar a CPI dos Planos, somada à sua atuação parlamentar em defesa do setor, mostra o quanto o financiamento de campanha determina os rumos das discussões das políticas públicas no Brasil. “Precisamos denunciar a que interesses ele atende ao tomar esse tipo de medida, que só fortalece a necessidade de uma reforma política que acabe com o financiamento privado de campanha”, aponta o deputado.
Odorico Monteiro, que também defende o financiamento público exclusivo das campanhas políticas, ressalta que é lamentável que as discussões de políticas públicas no país se deem sempre sob a tutela dos grandes grupos econômicos.  “Acabar com o financiamento privado das campanhas eleitorais é outra página que precisamos virar na história deste país”, defende.
Outras Mídias

ENCONTRO PERIGOSO: CAÇA SU-27 RUSSO INTERCEPTA AVIÃO DOS EUA NO BÁLTICO.

Um caça da Força Aérea da Rússia interceptou um avião espião dos EUA, quando supervisionava as atividades dos militares russos na parte ocidental do país e na região da cidade russa de Kaliningrado.
Os vôos ‘habituais’ de aviões de reconhecimento dos EUA devem realizar-se somente nas fronteiras dos Estados Unidos.
O portavoz do Pentágono, Mark Wright, afirmou neste sábado que um caça russo Su-27 passou perigosamente próximo de um avião espião dos EUA na terça-feira passada sobre o mar Báltico.
O avião espião dos EUA voava rumo à fronteira da Rússia, quando o caça russo Su-27 vôou varias vezes ao redor do espião. Como resultado, o avião dos EUA mudou de rumo, afirmou o porta-voz do Ministério russo de Defesa, Ígor Konashenkov.
“O Su-27 vôou entorno do avião várias vezes e o identificou como um avião de reconhecimento RC-135U da Força Aérea dos Estados Unidos, assim como o número de tripulantes, comunicándo-se com o piloto”, destacou o general.
Konashenkov disse que o voo do RCo-135U, que voava rumo à fronteira russa, levava o transponder apagado, “algo que vamos mencionar aos nossos colegas da OTAN”.
“Quanto à avaliação profissional de nossos pilotos, é competencia exclusiva do comando russo. Os vôos ‘habituais’ de aviões de reconhecimento dos EUA devem realizar-se unicamente nas fronteiras dos Estados Unidos”, concluiu.
Meios de comunicação dos EUA informam que o avião de combate russo passou a uma distância de 6 metros do avião dos EUA, pondo em perigo as vidas de sua tripulação. Estados Unidos está levando a cabo uma missão de controle das atividades dos militares rusos na parte ocidental da Federação Rusa e na região de Kaliningrado, informa RIA Novosti.

O Ministério de Defesa da Rússia tem declarado em inumeras ocasiões que todos os vôos da Força Aérea Russa se realizam em estrita conformidade com as normas internacionais sobre o uso do espaço aéreo sobre águas neutras, sem violar as fronteiras de outros estados.


Dinâmica Global 

http://noticia-final.blogspot.com.br/2015/04/encontro-perigoso-caca-su-27-russo.html

Dilma se irrita com gravação de membro do governo avisando que "ela está sangrando e tem de renunciar"

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Exclusivo - "A senhora presidente Dilma Rousseff está sangrando. É uma questão de tempo para que se dêem conta de que ela tem de renunciar. Temos de esperar o momento certo. Esta é uma decisão exclusivamente dela. Não é decisão nossa. Ela vê que praticamente um milhão de pessoas foram às ruas... Fora as pessoas que estão em casa descontentes com as medidas que foram aplicadas sem ter um conhecimento. Ela agora está sangrando..."

Quem fez tal declaração ontem, por telefone, e teve sua conversa interceptada pela espionagem ilegal em Brasília, enquanto retornava de Porto Alegre? Ninguém menos que um dos principais articuladores da salvação a Dilma Rousseff. A Presidenta já soube do teor desta fala - que circula entre lobistas e também chegou ao Gabinete de Segurança Institucional. O recado sobre renúncia programada causa, desde ontem, a mais profunda crise dentro do governo. Dilma promete reagir contra este "fogo nada amigo"...  

A ameaça indica que Dilma tem, literalmente tudo a temer... Qual o resultado prático da mobilização de rua de domingo que levou milhões às ruas de 450 cidades de todo o Brasil? O desgoverno do crime institucionalizado teve não só mais uma prova da insatisfação popular. Ficou claro que os brasileiros exigem mudanças concretas no sistema de poder e no modelo estatal. A pressão ordeira, pacífica, familiar e totalmente cidadã vai continuar e aumentar. Ontem, vários generais da ativa, à paisana, circularam pela Avenida Paulista, pela Avenida Atlântica e pelas ruas de outras grandes cidades...

A reação do desgoverno foi sintomática. Basta interpretar, claramente, o que disse ontem ao jornal O Globo um ministro da coordenação política da Presidenta Terceirizada Dilma Rousseff - que preferiu se esconder no conveniente anonimato crítico: " Há uma crise de funcionamento do Estado. A presidente é a mais atingida porque é a personagem política central. Mas por que a oposição não pode ir para a rua discursar? Há uma insatisfação geral com a classe política desde as manifestações de 2013".

O próprio texto meio pró-governista da reportagem de O Globo confirma que a administração federal está alarmada: "Apesar de aliviados com o número menor de manifestantes nas ruas na manhã deste domingo em comparação com os protestos ocorridos no mês passado, integrantes do governo Dilma Rousseff afirmam que não há motivo para comemoração. O Palácio do Planalto se mostra mais apreensivo com o movimento em São Paulo, que reuniu, em 15 de março, um milhão de pessoas na Avenida Paulista, de acordo com a Polícia Militar".


A mídia amestrada pelas verbas oficiais fez de tudo para não divulgar o evento. Na cobertura, também tratou de reduzir seu impacto. Não há dúvidas de que vigorou aquele velho pacto editorial com a máquina de publicidade federal: "Vocês aliviam na cobertura, as verbas continuam a entrar nos seus cofrinhos". Novamente, o Instituto Datafolha teve a coragem de afirmar que apenas 100 mil compareceram à Avenida Paulista. O número é tão distante da contagem da PM (275 mil) e da própria avaliação dos diversos movimentos presentes (600 a 800 mil pessoas).

Repito por 13 x 13: A ida espontânea para as ruas, sem manipulação de grupelhos ideológicos tradicionais que aparelham a máquina estatal, é uma novidade positiva no Brasil Capimunista da Impunidade e da Incompetência. As pessoas mostram que são capazes de retomar, por elas e para elas, o protagonismo da ação Política. O cidadão é quem diz o que fazer. Não aqueles que o voto dele elege, na base da fraude ou não. Eles se intitulam "políticos profissionais", embora ajam como amadores - armadores e ladrões dos cofres públicos.

Essa retomada da ação política em importância capital. A pressão popular começa a agir como uma espécie de "poder moderador" contra aqueles que usurpam o poder estatal. Essa visão verdadeiramente democrática, que busca uma segurança do direito através da ação efetiva da cidadania, é extremamente salvadora neste momento de impasse institucional, quase beirando à ruptura, quando os três poderes, apodrecidos em sua lógica de atuação, batem cabeça.

Na Avenida Paulista, não teve preço ouvir a massa repetir o coro: "Lula, cadê você! O Sérgio Moro quer te prender!". Tudo indica que, em breve, o desejo popular pode se transformar em realidade... É só o Judiciário querer, e o amanhã assim será...

O sucesso cidadão do dia 12 de abril é inegável. O resto é esperar pela saída da Dilma - que tem tudo a temer, já que "está sangrando" - conforme proclamou o integrante de seu desgoverno que finge cumprir a missão política de salvá-la do cadafalso da História...

Símbolo das manifestações



Aplaudido sempre que seu nome era citado, em praticamente todos os protestos em mais de 400 cidades pelo Brasil, o juiz federal Sérgio Fernando Moro foi um dos símbolos das manifestações populares de de 12 de abril.

Em Curitiba, em meio aos gritos de apoio ao magistrado, destacava-se uma enorme faixa de agradecimento a Moro e à equipe da Polícia Federal.

O autor da homenagem, Luiz Mauro Lebelem (foto), explicou que o juiz Moro é, hoje, uma das poucas fontes de inspiração para a população brasileira: 

“O doutor Sérgio Moro e a Polícia Federal têm feito um trabalho muito bom, que tem motivado os cidadãos comuns a não desistir do Brasil. Mesmo que essa investigação não dê em nada, a postura dele representa uma esperança de que as coisas podem melhorar”.

Dando banana para Dilma



Em Registro, no Vale do Ribeira (SP), o protesto lembra o quanto a política econômica ortodoxa de Dilma prejudica os produtores rurais.

Os manifestantes também criticaram a importação de banana do Equador feita pelo Brasil.

Odebrecht banca?



O Globo denunciou: o atual diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, Alexandrino Alencar, levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em um périplo por Cuba, República Dominicana e Estados Unidos, em janeiro de 2013.

A viagem foi paga pela construtora e, oficialmente, não tinha relação com atividades da empresa nesses países.

Lula foi a um evento da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) sobre o clima, visitou o presidente da República Dominicana e falou no congresso de trabalhadores da indústria nos EUA.

Na Operação Lava-Jato, Alencar é o dirigente da Odebrecht acusado por três delatores de ser operador de pagamento de propinas para a empresa no exterior.

Tudo sigiloso

O documento de solicitação do serviço, da Líder Táxi Aéreo, mostra também que o contratante exigiu discrição.

No campo “passageiro principal” do formulário, o funcionário da Líder escreveu: “voo completamente sigiloso”.

Procurada, a Líder não comentou o motivo do registro.

Terceirizando

Para evitar que fosse vinculada ao fretamento, a Odebrecht usou uma de suas parceiras para pagar a despesa: a DAG Construtora, da Bahia.

O dono da empresa, Dermeval Gusmão, primeiro negou ter pagado pelo voo.

Anteontem à noite, ligou para informar que localizou um pagamento de R$ 435 mil à Líder e disse que um de seus diretores pode ter feito isso a pedido da Odebrecht.

Tudo confirmado

A relação oficial de passageiros do voo, obtida pelo Globo, mostra que Alexandrino Alencar era o único que não fazia parte do círculo de convivência de Lula.

Estavam na aeronave funcionários do Instituto Lula, o biógrafo Fernando Morais e o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques.

Conclusão: Dirigentes da Odebrecht e o amigão Lula nunca estiveram tão próximos de uma convocação pela Força Tarefa da Lava Jato.

Dia do Troco



Terrorista prevenido


Digno de piada de humor negro, este fato aconteceu no Paquistão.

Um taliban suicida foi apanhado pela polícia.

Quando esta o revistou descobriu que tinha um escudo de metal em volta do pênis.

Questionado sobre a razão de tal proteção, este respondeu:

“Quero conservar o meu pénis intacto, após a explosão, para não ter problemas sexuais quando chegar ao céu e tiver direito às minhas 72 virgens!”

Bem dito


Fora, Corruptos!


Tome Come zero!





O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 13 de Abril de 2015.


NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO