NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Jornal da Arábia declara que o Estado Islâmico poderá obter armas químicas da Líbia

ADM efetivamente angaria consenso público para a guerra, mesmo quando elas não existam
Kurt Nimmo
PrisonPlanet.com  23 de fevereiro de 2015
Mais de um ano atrás The New York Times relatou  de que as últimas armas químicas  do coronel Muammar al-Kadafi haviam sido destruídas.
Em fevereiro passado, alegou-se todas as armas químicas da Líbia foram destruídas.
Os EUA e  a Líbia "usaram uma tecnologia de forno transportável para destruir centenas de bombas e disparos de artilharia cheios de agente mostarda mortal, que as autoridades americanas temiam poderiam cair nas mãos de terroristas", informou o jornal em 02 de fevereiro de 2014.
O esforço foi realizado com financiamento concedido pelo programa de Cooperativa para Redução de Ameaças Nunn-Lugar com a ajuda da Defesa no Pentágono e a Threat Reduction Agency e Parsons Corporation, empresas de construção que perderam milhões de dólares de impostos dos EUA no Iraque.
  Agora que os EUA e a União de países do Golfo treinaram e e financiaram o Estado Islâmico que  ameaça tomar a Líbia, na sequência da invasão norte-americana do país norte africano , o jornal árabe baseado em Londres o  Asharq Alawsat diz  que as armas químicas permanecem na Líbia e estão em perigo de cair as mãos do Estado islâmico.
Asharq Alawsat é um ativo de mídia controlado pela família real saudita.Milícias extremistas na Líbia tomaram esconderijos de armas químicas que pertenciam ao falecido governante Muammar Gaddafi, fontes no país," The Times of Israel relatam.
  "As fontes expressaram preocupação de que o armamento não convencional, que inclui o gás mostarda, gás sarin, poderão encontrar o seu caminho nas mãos de combatentes do Estado islâmico".
 A afirmação contradiz o que disseram autoridades e ao informarem o Times em fevereiro passado.
"A eliminação do último lote de armas químicas da Líbia encerra um capítulo que o coronel Kadafi começou no início de 2004, quando seu governo virou um vasto esconderijo de tecnologia e de arsenais químicos e  nucleares para os Estados Unidos, Grã-Bretanha e os inspetores nucleares internacionais", acrescentou o Times .
ADM: ferramenta eficaz de Propaganda
As armas de destruição em massa  um ardil antes da invasão do Iraque provou ser imensamente bem sucedida em angariar o consenso necessário para a guerra.
 Além disso, embora a maioria dos americanos estão relutantes em intervir diretamente na "guerra civil" por procuração dos EUA atualmente em curso na Síria, as pesquisas mostram oposição à intervenção militar diminuindo quando a ameaça de armas químicas é introduzida.
O trunfo das WMD está sendo jogado agora que ISIS está supostamente ameaçando transformar a Líbia em uma base rebelde na margem sul do Mediterrâneo, algumas centenas de quilômetros de Itália e da Europa.
Ao longo da última semana, a mídia corporativa tem jogado para cima e exagerando a perspectiva de uma "porta de entrada" para o ISIS da Líbia para a Europa.
 Quilliam, um think tank britânico anti-terrorismo ligado ao CFR, divulgou um relatório afirmando que o Estado Islâmico vai inundar a Europa com 500.000 migrantes provenientes da Líbia em um ataque "psicológico" contra o Ocidente .
rgência foi adicionada à alegada ameaça quando o chanceler italiano, Paolo Gentiloni disse ao parlamento que ISIS tem a vontade de alinhar com as milícias islâmicas na Líbia.
"Existe um risco evidente de uma aliança que está sendo forjada entre grupos locais e o Daesh e é uma situação que tem de ser acompanhado com o máximo de atenção", disse Gentiloni aos parlamentares.
"Estamos diante de um país com um vasto território e instituições falidas e que tem consequências potencialmente graves, não só para nós, mas para a estabilidade e sustentabilidade dos processos de transição nos países africanos vizinhos."
"O tempo à nossa disposição não é infinito e está em perigo de ficar sem em breve."
Esta urgência agora está sendo utilizada mais uma vez, explorando a ameaça sensacionalista de armas de destruição em massa, apesar da declaração anterior de que a Líbia foi varrida de armas químicas mais do que um ano atrás.

Via:  http://undhorizontenews2.blogspot.com.br/2015/02/querem-aventar-de-possiveis-adm-na.html

Paralisações em diversos setores da economia atingem indústrias do país

Por causa da greve dos caminhoneiros, Fiat liberou 6 mil trabalhadores. Justiça é acionada para dar fim aos bloqueios

Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press
As filas de caminhões foram vistas em diversos trechos da Rodovia Fernão Dias, desde domingo
Uma onda de manifestações, greves e demissões de trabalhadores toma conta do país. Nesta terça-feira, caminhoneiros mantêm interdição em pelo menos oito trechos de BRs mineiras. O protesto se estende por mais de 48 horas e impede a passagem de veículos de carga. Somente carros menores e ônibus têm a circulação liberada. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) os pontos de interdição estão na BR-381, em Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Oliveira e Perdões, na BR-262, em Juatuba, na Grande BH, e Realeza, distrito de Manhuaçu, Zona da Mata, na BR- 040, em Nova Lima e Congonhas, Região Central, além da BR-116, também em Manhuaçu. Há interdição ainda na MG-050, entre Itaúna e Divinópolis, no Centro-Oeste. Além de Minas Gerais, seis estados enfrentam protestos, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, no Paraná, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul e Goiás com bloqueios em rodovias, nesta terça-feira.

Ontem, diversas rodovias foram bloqueadas por caminhoneiros que protestam contra alta de combustíveis, e servidores públicos e empregados terceirizados cruzaram os braços em busca de reajustes salariais. Para piorar a situação, trabalhadores da indústria automotiva foram dispensados ou obrigados a tirar férias e empresas envolvidas no escândalo de corrupção da Petrobras continuam a fechar vagas porque alegam que não recebem recursos para honrar os compromissos.

O governo acendeu o sinal de alerta com os problemas espalhados por todas as regiões do Brasil (veja quadro). Para analistas, a tendência é que a situação se agrave, já que o país está mergulhado em uma recessão. Eles avaliam que o baixo crescimento da economia e a inflação em alta devem acelerar o processo de demissões, que resultará no aumento do desemprego. E as pressões contra as medidas tomadas pelo Executivo para ajustar as contas públicas também são criticadas. Em sete estados do país, caminhoneiros cruzaram os braços, mas a Advocacia-Geral da União (AGU)ingressou com ações na Justiça Federalcom o intuito de suspender os bloqueios nas estradas.

Saiba mais

Os trabalhadores reclamam que o preço dos combustíveis aumentou e o dos fretes permanece inalterado. Os motoristas profissionais ainda reivindicam queda no valor dos pedágios, melhores condições nas rodovias do país e tributação diferenciada no transporte de cargas.

Fiat libera 6 mil trabalhadores

Com o tráfego de caminhões interrompidos, diversas empresas foram afetadas. Na fábrica da Fiat, em Betim, os trabalhadores do segundo e terceiro turno foram liberados nesta terça-feira - pelo segundo dia consecutivo - devido às perspectivas de falta de peças para a montagem de carros. São cerca de 6 mil funcionários dispensados. Considerando que a planta produz aproximadamente 3 mil carros diariamente, a paralisação dos dois turnos faz com que pelo menos 2 mil veículos deixem de ser produzidos por dia.

Na segunda-feira, cerca de 6 mil trabalhadores do segundo e do terceiro turnos já tinham sido liberados. Segundo a Fiat, eles estão sendo dispensados porque o protesto impediu que as autopeças e componentes utilizados na fabricação de veículos chegue no horário programado. A fábrica de Betim está localizada na BR-381 (rodovia Fernão Dias), principal ligação entre São Paulo e Belo Horizonte. A unidade fica em uma região de alta concentração industrial, próxima à refinaria Gabriel Passos da Petrobras.

A Fiat afirma que está monitorando o protesto, "na expectativa de que a situação se normalize", para decidir quando os trabalhadores devem voltar. A montadora informou que os funcionários do turno da noite (23h-5h) estão "mobilizados" para irem trabalhar nesta terça-feira, caso a situação das rodovias melhorem ao longo do dia. A empresa não descarta ter que dispensar os colaboradores novamente amanhã.

Ceasa No entreposto da Ceasa em Contagem, o fluxo de mercadorias ainda não tinha sido afetado pela paralisação, mas técnicos fazem o levantamento para mensurar a situação. Segundo nota da central de abastecimento divulgada hoje, "uma análise mais precisa dos eventuais impactos da entrada de mercadorias deverá ocorrer após o mercado da manhã desta quarta-feira, quando a movimentação volta a ser mais mais intensa". No mercado dessa segunda-feira, a entrada de mercadorias se deu normalmente, não comprometendo o abastecimento de produtos.

O diretor de expansão, sustentabilidade e agropecuaria da BRF, Luiz Stabile, relatou que sem a circulação de caminhões para o transporte de carga, a companhia foi obrigada a interromper as atividades em dois frigoríficos. Em um deles são abatidos diariamente 700 mil frangos e no outros além de 300 mil aves, 40 mil perus. “Isso afeta os produtores rurais pequenos que terão prejuízos. Além disso, há uma ameaça sanitária porque, com exposição dos muitos animais a doenças”, disse. O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, detalhou que uma única companhia deixou de processar 1,5 milhão de litros de leite e está com 100 contêineres vazios em um porto porque não consegue fazer a mercadoria chegar ao local com a greve dos caminheiros. Ele detalhou que o setor movimenta R$ 220 milhões por dia e fatura US$ 27 milhões com exportações, mas acumulará prejuízos com a paralisação dos motoristas profissionais.

Em Minas, os manifestantes interromperam o trânsito de pelo menos quatro rodovias do estado – as BRs 381, 262 e 040, além da MG-050. Na BR-381, a manifestação iniciada no domingo prosseguiu ontem em outros pontos da rodovia. Caminhoneiros impediram o trânsito em Igarapé, Oliveira e Perdões. Somados, os congestionamentos da Fernão Dias totalizaram quase 40 quilômetros. Na BR-262, em Juatuba, a paralisação interrompeu o fluxo no km 368, formando uma fila de mais de quatro quilômetros. No início da noite, o movimento chegou à BR-040, em pontos no município de Nova Lima e de Contagem. No Norte de Minas, houve o início de uma paralisação na BR-365, ligação com o Triângulo Mineiro. No entanto, sem adesão maciça, o movimento se desfez.

Segundo o presidente do Sindicato Interestadual dos Caminhoneiros, José Natan, a paralisação reflete o “estado de desespero” da categoria. Ele alega que os seguidos reajustes de combustível não foram incorporados ao valor do frete integralmente por uma parcela dos clientes. Isso tornou insustentável o custeio de uma parcela das transportadoras e de caminhoneiros autônomos. “O frete já estava pela hora da morte. Agora tem empresa que não conseguiu quitar o IPVA.”.

Natan diz ter havido redução de até 30% no valor pago no transporte de grãos e minérios devido à desaceleração do preço de commodities. O vice-presidente da Confederação Nacional dos Caminhoneiros, Carlos Alberto de la Rosa, pede que o governo refaça a planilha do preço do frete por quilômetro rodado. “A categoria quer se reunir com o governo para definir uma política. Os caminhoneiros estão sem condição de rodar.”

Outros tempos

Repetindo o formato da paralisação de julho de 2012, quando caminhoneiros pararam devido ao alto custo do óleo diesel e à entrada em vigor da Lei do Motorista, o movimento não tem uma liderança clara. Sindicatos negam serem os responsáveis. O presidente da Federação das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais (Fetcemg), Vander Francisco Costa, critica a situação e diz buscar entender quais são as reivindicações. Ev condena a paralisação do fluxo nas rodovias. “É abusiva. Estão parando até cargas perecíveis”, acusa. Segundo ele, a entidade já acionou o Ministério Público Federal para acionar judicialmente o movimento para tentar desobstruir a pista.

O representante da Associação Brasileira dos Caminhoneiros, filiada à Confederação Nacional dos Transportes (CNT), José da Fonseca, afirma haver certo tom político na manifestação. “Não são caminhoneiros autônomos. É uma manifestação iniciada por frotistas. Estão usando os caminhoneiros”, afirma.

Manifestações a rodo
Veja as categorias que estão de braços cruzados, os serviços suspensos e as demissões
Sudeste
Caminhoneiros de Minas Gerais:
Trabalhadores fecharam parte da rodovia Fernão Dias, principal ligação entre Minas e São Paulo, protestando contra o aumento do preço dos combustíveis

Garis de Vila Velha (ES):
Trabalhadores protestam contra a demissão de 200 funcionários. Com as dispensas, apenas 600 pessoas fazem o trabalho no município de 450 mil habitantes

Metalúrgicos de Taubaté (SP):
A Volkswagen deu férias coletivas de 20 dias para 250 empregados. O terceiro turno de trabalho na fábrica foi suspenso

Metalúrgicos de São José dos Campos (SP):
Funcionários da General Motors (GM) entraram em greve após a companhia dispensar 794 trabalhadores. Uma reunião entre as partes está marcada para às 15h30 de hoje, no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas (SP)

Metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP):
A Ford afastou 420 empregados, por tempo indeterminado. A empresa afirma que a medida visa adequar a produção à realidade de mercado, já que a demanda por veículos e caminhões despencou em 2015

Metalúrgicos de Resende (RJ):
A MAN, fabricante de caminhões e ônibus da Volkswagen, deu férias coletivas de 10 dias para todos os empregados


Caminhoneiros do Paraná:
No estado, 20 rodovias estão fechadas entre as cidades de Cascavel, Curitiba e Guarapuava. Além de criticar os preços dos combustíveis, a categoria pede fixação do frete por quilômetro rodado e carência de seis meses a um ano para os financiamento de veículos de carga

Caminhoneiros de Santa Catarina:
Cinco rodovias no estado estão bloqueadas. Os manifestantes pedem a queda no preço do diesel e melhores condições nas estradas da região. Por causa dos bloqueios, 100% da coleta de leite pode ser interrompida

Caminhoneiros do Rio Grande do Sul:
Seis pontos de rodovias federais e outros sete de rodovias estaduais foram bloqueados. Alguns caminhoneiros colocaram fogo em pneus nos acostamentos da estradas. Eles criticam os valores de combustíveis e pedágios e a tributação no transporte de cargas

Motoristas e cobradores de Blumenau (SC):
Trabalhadores do setor de transporte coletivo da cidade paralisaram o trabalho para que medidas de segurança sejam implantadas pelo município

Professores municipais de Foz do Iguaçu (PR):
Os educadores cruzaram os braços para que a prefeitura implante o plano de carreira e dê melhores condições de trabalho. Pelo menos 1 mil alunos estão sem aula na cidade

Servidores do Departamento de Trânsito do Paraná:
Centenas de funcionários param contra o pacote de medidas de austeridade que está em discussão no legislativo paranaense

Metalúrgicos de Rio Grande (RS):
Mais de 1,8 mil trabalhadores foram dispensados de um estaleiro que construía plataformas para a Petrobras desde que quatro empresas foram citadas na Operação Lava-Jato

Norte
Policiais civis de Tocantins:
Os servidores decidiram cruzar os braços a partir de amanhã, por tempo indeterminado. Eles cobram reajuste de salário

Servidores do Procuradoria da República no Acre:
O funcionalismo reclama que não tem ganho real salarial há nove anos

Trabalhadores terceirizados da Petrobras em Manaus (AM):
Mais de 800 prestadores de serviço à petroleira foram dispensados desde que a operação Lava-Jato foi deflagrada pela Polícia Federal

Nordeste
Servidores do Tribunal de Justiça do Piauí:
Alegam que não receberam o reajuste de 10% que havia sido acordado em junho do ano passado com a presidência da Corte. Dos mais de 2 mil servidores, 90% aderiram à greve

Servidores da Prefeitura de Maceió (AL):
Trabalhadores estão de braços cruzados e cobram reajuste de 14%

Metalúrgicos de Maragogipe (BA):
Um estaleiro que construía embarcações para a Petrobras dispensou mais de 2 mil trabalhadores nos últimos quatro meses. As três empresas donas do consórcio foram citadas na Operação Lava-Jato e estão com problemas financeiros

Metalúrgicos da Refinaria Abreu e Lima (PE):
Com as denúncias de corrupção e superfaturamento de obras no complexo petroquímico, 4,6 mil trabalhadores foram demitidos

Metalúrgicos do Comperj de Ibatoraí (RJ):
Mais de 4 mil trabalhadores perderam os emprego desde que a Polícia Federal deflagrou
a Operação Lava-Jato

Centro-Oeste
Caminhoneiros do Mato Grosso:
Os motoristas bloquearam trechos das BRs 163 e 364. Eles tentam impedir, há quase uma semana, que os veículos de cargas façam o escoamento da produção agrícola

Caminhoneiros do Mato Grosso do Sul:
Dois trechos da BR-163, em Dourados e em Fátima do Sul, estão bloqueados. As manifestação podem durar até que as principais reivindicações da categoria sejam atendidas

Caminhoneiros em Goiás:
Um protesto interdita a BR-364, no perímetro urbano de Jataí. A rodovia é uma das principais rotas de escoamento de grãos, e liga Goiás ao Mato Grosso

Professores da rede pública do Distrito Federal:
Os educadores querem que os salários sejam pagos integralmente e não parcelados, como definiu o governo (Com Agênicias)
http://www.em.com.br
Via:  http://undhorizontenews2.blogspot.com.br/2015/02/e-os-componentes-de-uma-crise-se.html

Sete receitas naturais para aliviar picadas de insetos

Os insetos costumam atacar mais durante o verão.
E seus lugares preferidos são úmidos e quentes, como o Nordeste.
O interessante é que o odor da pele pode atrair ou repelir esses bichinhos.
Eles são atraídos, por exemplo,  pelo gás carbônico, eliminado na respiração.
Assim, preferem pessoas que estão com o metabolismo acelerado, que acabaram de fazer atividade física.
As picadas coçam, irritam a pele e deixam a região inchada.
É um incômodo muito comum.
E por isso resolvemos trazer para você sete dicas de tratamentos caseiros que aliviam os sintomas das picadas de insetos.

1. Casca de banana: esfregue a parte interna da casca de banana na região picada pelo inseto.
A banana é ótima cicatrizante e pode até estancar sangramentos.
Ela vai, em poucos minutos, desinchar a pele.
2. Manjericão: amasse as folhas de manjericão até tirar o líquido escuro que elas guardam.
Em seguida, passe esse líquido na pele, pois ele contém cânfora e timol, propriedades que aliviam a coceira.
3. Gelo:  uma alternativa fácil, pois todo mundo tem em casa.
Uma pedra de gelo alivia a coceira e a dor causada pela picada de insetos.
Isso acontece porque as fibras nervosas da pele ficam anestesiadas e a pessoa acaba não sentindo os incômodos.
4. Mel: passe um pouco de mel natural na picada, pois a irritação e inchaço passarão rápido.
O mel tem propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias.
5. Leite e água: se você não tem alergia à lactose, essa é uma dica perfeita.
Misturar leite e água e colocar na picada do inseto acaba com todos os sintomas: dor, inchaço e coceira.
Os ingredientes precisam ter a mesma quantidade e estarem gelados.
Não faça a aplicação direto na pele, use um pano limpo.
6. Bicarbonato de sódio: este produto tem mil e uma utilidades, e uma delas é aliviar picadas de inseto.
O segredo é o seguinte:  o bicarbonato de sódio é um composto alcalino que ajuda a neutralizar o pH da pele.
Graças a isso,  ele combate a inflamação causada pela picada, e consequentemente, alivia a dor.
Basta passar um pouco de bicarbonato na pele e, depois, evitar a exposição ao sol.
7. Babosa: outro produto natural polivalente, com muitas propriedades medicinais, incluindo a de combater os sintomas de picadas de insetos.
Basta passar um pouco do gel da planta na região irritada.
Em pouco tempo, a coceira e o inchaço desaparecerão.

Fonte:
http://www.curapelanatureza.com.br/2015/02/sete-receitas-naturais-para-aliviar.html

10 fatos curiosos sobre os Óscares

Existem alguns fatos que você provavelmente não sabe sobre os prêmios mais importantes do cinema. Veja 10 fatos curiosos sobre os Óscares.

Saiba por exemplo, que a famosa estatueta banhada a ouro que os premiados ostentam no palco pesa 3.86kg? Confira mais algumas curiosidades à seguir.

10. Contrato de vendas

Se um ator se vê em tempos difíceis, vender sua estatueta banhada a ouro pode parecer uma saída rápida e razoável para questões financeiras. Mas desde 1950, os vencedores têm que concordar com algumas condições impostas pela academia para que possam levar o Oscar para casa. Uma das condições: Se quiser vender o prêmio, eles devem antes oferecer à Academia por USD 1,00.

9. Muito ouro!

Todos sabemos que o Oscar é dourado, mas você não deve saber que o troféu é, na verdade, banhado em ouro de 24 quilates. Ouro é pesado, então dá pra imaginar que a estátua de quase 35 centímetros é bem robusta. 3.86kg, para ser mais exato.
Entretanto, durante a II Guerra Mundial houve uma escassez de metal, o que obrigou a Academia a usar gesso, mas assim que essa escassez acabou, eles trataram de trocar as estatuetas de gesso pelas tradicionais estatuetas douradas que nós conhecemos.

8. O ops! de Tom Hanks

Em 1994, Tom Hanks fez seu discurso de melhor ator durante o qual ele exalta seu professor gay de teatro. Caramba! O discurso ficou famoso e inspirou o filme “Será que ele é?”, onde um famoso ex-aluno tira o professor do armário – que nem era óbvio, nem nada…

7. Recusa do melhor ator

Você imagina que qualquer um que recebesse o Oscar de melhor ator ficaria extasiado! mas não Marlon Brando em 1973. O ator recusou o prêmio e apresentou Sacheen Littlefeather para fazer o discurso em seu lugar. Brando e Littlefeather protestavam contra a imagem ultrajante que Hollywood passava dos índios nativos americanos.

6. Dodói

Em 1938, Alice Brady estava muito doente para ir à cerimônia, deixando um homem não identificado aceitar um prêmio de melhor atriz coadjuvante em seu lugar. Como já esperado, o homem foi embora e ele e a estatueta jamais foram vistos novamente.

5. Taxa de divórcio

Um surpreendente estudo, em 2011, mostrou que a probabilidade de divórcio das vencedoras do prêmio de melhor atriz é 1.68 vezes maior que as que não ganham o prêmio. A taxa de divórcio e conhecida como “a maldição do amor do Oscar”, mas se é maldição mesmo ou só maridos ciumentos, jamais saberemos.

4. O susto da Imigração

Em 2003, todo o espaço aéreo em volta do local da cerimônia foi bloqueado, os bueiros foram soldados por segurança. E não para por aí, ainda tinha atiradores de elite posicionados juntamente com uma equipe para a detecção de armas químicas. Estavam um pouco assustados, eu acho.

3. Óscares roubados

No ano 2000, 55 estatuetas foram roubadas de um galpão. 52 desses Óscares foram achados em uma lixeira pouco tempo depois. Três anos depois, em 2003, acharam mais uma em uma operação anti-drogas, em Miami. Porém duas ainda estão desaparecidas.

2. Vencedores sérios

Nem todo ganhador parece valorizar o prêmio como a maioria, ou talvez tenham achado uma utilidade melhor para ele. De qualquer forma, a lenda da Pixar John Lasseter e o ator Jack Nicholson, encontraram maneiras mais criativas de exibir seus prêmios. Lasseter veste suas 2 estatuetas com roupinhas de Barbie e Nicholson usa o seu como um cabideiro, onde mantém seu chapéu.

1. Premiação criativa

Não é surpresa que Walt Disney já ganhou um Oscar, mas o Oscar honorário pela obra da Branca de Neve foi um pouco diferente. O Oscar tinha uma estatueta grande e também 7 pequeninas estatuetas acompanhando. O Oscar do ventríloquo Edgar Bergen era de madeira e mexia a boca! 
 
 

Veja o que o Alzheimer faz ao cérebro (com video)

Veja a explicação passo-a-passo de como exatamente a doença de Alzheimer afeta os nossos processos neurais. Confira o video.

Para uma doença que afeta uma em cada 10 pessoas com mais de 65 anos de idade, muitas pessoas não sabem exatamente como funciona a doença de Alzheimer a nível científico.
O Alzheimer é uma doença tão devastadora a nível pessoal e com tão poucos sintomas físicos que é difícil pensar em como funciona quando se compara a algo como Ebola ou HIV.
Mas há um processo científico muito claro a acontecer por trás das cenas, e uma série de animações incríveis lançadas pela AboutAlz.org quebra-os passo-a-passo na tentativa de reduzir um pouco o estigma em torno da doença.
Tratam-se de filmes curtos projetados para serem vistos em qualquer lugar a qualquer momento: num consultório médico ou numa sala de estar da família. Os autores incentivam a colocar os filmes no seu próprio site ou nas apresentações PowerPoint que faça sobre a temática.
Compreender melhor a doença de Alzheimer vai reduzir o estigma, melhorar o atendimento, e ajudar a luta pública contra a doença. Como a animação introdutória abaixo descreve, a doença de Alzheimer começa quando dois fragmentos de proteínas anormais, conhecidas como placas e emaranhados, se acumulam no cérebro e começam a matar as células.
A doença começa no hipocampo, que é a região do cérebro onde as memórias são formadas em primeiro lugar, e ao longo de vários anos começa a interferir com a capacidade do paciente em criar novas memórias. Depois de destruirem o hipocampo, as placas e emaranhados espalham-se para a região onde a linguagem é processada, o que torna difícil para quem sofre se comunicar.
Chegam também à parte frontal do cérebro, que controla o pensamento lógico. Em seguida, a parte do cérebro que regula as emoções é atacada, fazendo com que as pessoas percam o controle do seu sentimento e comecem a agir irracionalmente. Os fragmentos de proteína depois passam para a parte do cérebro que dá sentido às experiências por que passamos, tais como imagens, sons e cheiros, podendo causar confusão e alucinações.
Depois disso, a doença ataca a parte do cérebro que armazena as memórias mais antigas de uma pessoa, e fá-las desaparecer lentamente. Bem perto do final, o equilíbrio e a coordenação são atacados. E na fase final da doença, as placas e emaranhados destroem a parte do cérebro que controla a respiração e o coração.
Em média, esse processo leva cerca de oito a 10 anos debilitantes (embora possa ser muito mais rápido). E, embora os pesquisadores tenham feito progressos no desenvolvimento de testes para identificar potenciais tratamentos, ainda não há tratamento. Confira abaixo o video para que possa aprender um pouco mais acerca desta debilitante doença. 
Measure
Measure

Guerra a Vista? Líder da Coreia do Norte pede que Exército se prepare para guerra

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, pediu ao Exército que esteja "totalmente preparado" para a guerra. O pedido  foi feito em reunião do Partido dos Trabalhadores, informou hoje (23) a agência oficial KCNA.
O então líder norte-coreano Kim Jong Il, à esq., caminha com o filho Kim Jong Un, à dir., enquanto assistem à marcha comemorativa na Coreia do Norte (2010)
Kim Jong-un fez discurso na primeira reunião, em dez meses, da Comissão Militar Central do partido único, no qual afirmou que a situação de segurança é “mais grave do que nunca” tanto na Coreia do Norte quanto no estrangeiro, segundo a KCNA.
O então líder norte-coreano Kim Jong Il, à esq., caminha com o filho Kim Jong Un, à dir., enquanto assistem à marcha comemorativa na Coreia do Norte (2010)
Kim exigiu do Exército lealdade a ele e ao partido e apelou para que esteja completamente preparado para reagir a qualquer forma de guerra desencadeada pelo inimigo, ao qual se referiu como “os imperialistas dos Estados Unidos”.
Fonte: IG
http://www.revelacaofinal.com/2015/02/guerra-vista-lider-da-coreia-do-norte.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+RevelaoFinal+%28Revela%C3%A7%C3%A3o+Final%29
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO