NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

domingo, 6 de setembro de 2015

Ataque nuclear de falsa bandeira para provocar um Pulso Eletromagnético nos EUA?

A mídia sionista ocidental continua divulgando as opções para o próximo atentado de falsa bandeira.
O site norteamericano “The Washington Times” diz que o Irã poderia detonar uma bomba nuclear na atmosfera para provocar um pulso eletromagnético e deixar o país no escuro.


(18-08-2015) O Congresso deve parar o acordo nuclear do presidente Obama com o Irã. A razão mais importante – O Irã pode ameaçar a existência dos Estados Unidos, fazendo um ataque com pulso eletromagnético (EMP) usando uma única arma nuclear.
Pode obter uma, com relativa facilidade, por engano no uso da infra-estrutura nuclear permitida por força do acordo.
A Inteligência dos EUA não pode cumprir o impossivelmente alto padrão de assegurar que o Irã não pode adquirir uma única arma nuclear e, tendo em conta a infra-estrutura nuclear existente do regime, não pode com garantia absoluta certeza de que o Irã não tenha uma. […]

Já se sabe que Irã não possui nenhuma bomba nuclear e está pressionado pelo recente acordo nuclear com o G5+1 e a AIEA. Por que continuam mentindo e acusando o Irã?
Porque detonar uma bomba de PEM poderia ser o futuro atentado terrorista de falsa bandeira e obrigar que os EUA ataque o país persa. É o plano sionista da extrema-direita em Israel e nos EUA liderado pelo lobby AIPAC.
Em outros artigos foi alertado para um possível ataque nuclear de falsa bandeira, inclusive para 23 de setembro, usando como base de raciocínio a própria mídia norteamericana, como a CNN e sua propaganda contra a Coréia do Norte e o Irã.
Portanto, quanto mais eles divulgam propaganda contra o Irã, mas eles revelam o possível plano sionista para começar a guerra global.
As mensagens subliminares e “profecia” tratando de um impacto de asteróide para setembro pode ser uma referência a este plano de ataque com bomba de PEM na atmosfera.
Esta detonação provocaria um pulso eletromagnético na rede elétrica capaz de deixar o país inteiro em completo “black-out”, como apontado no mapa do artigo do “The Washington Times”.
O que aconteceria com um país atacado com uma bomba PEM ou EMP(pulso eletromagético)?

Na guerra moderna, as várias modalidades de ataque poderiam completar uma série de importantes missões de combate sem que fossem registradas muitas vítimas. Por exemplo, uma bomba eletromagnética poderia efetivamente neutralizar:
  • sistemas de controle de veículos;
  • sistemas de mira, em terra, de mísseis e bombas;
  • sistemas de comunicação;
  • sistemas de navegação;
  • sistemas de rastreamento de curto e longo alcances.
Por outro lado, os EUA também são altamente vulneráveis a ataques com armas PEM. Nos últimos anos, o exército dos Estados Unidos acrescentou sofisticados componentes eletrônicos à vasta gama de seu arsenal. Boa parte de toda esta tecnologia está baseada em dispositivos semicondutores da mesma categoria dos encontrados em equipamentos vendidos ao público, que são altamente sensíveis a qualquer oscilação de corrente elétrica. Na verdade, uma tecnologia mais rudimentar como a das válvulas eletrônicas teria mais chances de resistir a um ataque de bomba eletromagnética.
Um ataque em larga escala com arma PEM em qualquer país poderia comprometer a capacidade de organização de suas forças armadas. As tropas em terra poderiam perfeitamente operar armamento não elétrico (como metralhadoras), mas não teriam como utilizar equipamentos para planejar um ataque ou localizar o inimigo. Um ataque com uma arma PEM poderia efetivamente rebaixar qualquer unidade militar ao nível de um exército guerrilheiro.
Embora sejam geralmente consideradas não-letais, as armas PEM poderiam facilmente matar pessoas se fossem direcionadas contra alvos específicos. Se um PEM desligasse a eletricidade de um hospital, por exemplo, qualquer paciente ligado a aparelhos de suporte vital morreria imediatamente. Uma arma PEM poderia ainda neutralizar veículos, inclusive aeronaves, causando acidentes catastróficos.
Em última análise, o efeito de maior alcance de uma bomba eletromagnética poderia ser psicológico. Um ataque maciço com armas PEM desferido contra um país desenvolvido faria com que a vida moderna sofresse uma parada brusca, imediata. Haveria muitos sobreviventes, mas eles teriam que viver num mundo totalmente diferente do mundo em que vivemos.
Mas a parte mais interessante é que sem energia todo o sistema bancário e financeiro ficaria paralisado e ninguém poderia sacar seu dinheiro dos bancos, nem fazer nenhuma transação financeira. E aí a questão começa a envolver o negócio fraudulento das famílias que controlam os Bancos Centrais em todo o mundo, os Rothschild, Rockefeller, Morgan, Warburg, Lazard, Schiff, Goldman, etc.
Estaria a máfia bancária internacional planejando um ataque de PEM para “chutar o tabuleiro”? Ou melhor, promover o “reset” financeiro?
Existem investigadores que apontam para esta possibilidade. Dizem que os EUA seria detruído na próxima guerra e o FED eliminado, já que a banca Rothschild e seus sócios se mudaram para a China(AIIB , BRICS), então não precisariam do FED norteamericano para continuar com o esquema fraudulento de gerar dívida.
É uma questão de saber o que poderia acontecer primeiro: um ataque de PEM, o colapso financeiro internacional, um ataque militar direito ou a combinação dos três?
Outro ponto importante é que os próprios banqueiros internacionais estão promovendo o fim do dinheiro físico e a implantação da moeda digital e o chip subcutâneo, mas só poderão usar este tipo de tecnologia nos países não atingidos por PEM.
De qualquer forma, o sionismo internacional precisa resetar o sistema da dívida perpétua e de um grande atentado para provocar uma guerra entre as potências nucleares.
Curiosamente, o seriado dos Simpson possui um epsódio chamado “Homer vai para a Escola de Preparação(Prepers)” que trata justamente de um ataque de pulso eletromagnético contra os EUA, sugerindo as datas de 23 a 25 de setembro de forma subliminar.



A intenção com estes artigos é que todos fiquem em alerta para um possível atentado terrorista promovido pelo sionismo internacional. Se nada acontecer, ótimo. Sinal de que quanto mais as pessoas divulgam as intenções da elite globalista em criar um Governo Mundial à força, mais eles precisam se adaptar e refazer os planos. Às vezes os ataques chegam com menor intensidade, são adiados ou até cancelados.
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Disso Você Sabia ? no Facebook