Translate

Trabalhamos para divulgar notícias SOBRE: POLITICA, CURIOSIDADES, SAÚDE, ASTRONOMIA, UFOLOGIA, GUERRA, MISTÉRIOS E MUITO MAIS.Precisamos de sua ajuda, clique nas propagandas expostas no Blog, para manter nosso site no ar.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Os Illuminati e o novo aeroporto da capital do México (VIDEO)

Apresentado no dia 04 de Setembro e visto como uma obra totalmente futurista, o novo aeroporto da Cidade do México conta com características únicas, e assume, desde já, o posto de um dos três maiores do Planeta Azul.

O projeto tem a assinatura do ilustre arquiteto inglês Norman Foster, que é considerado um dos génios da arquitetura contemporânea (responsável pelos aeroportos de Pequim e de Hong Kong, assim como a Ponte do Milénio, em Londres, com a qual foi coroado com o Prémio Pritzker).
Vale lembrar que tudo foi feito em parceria com o também conceituado arquiteto mexicano Fernando Romero e com a renomada empresa de consultoria holandesa Netherlands Airport Consultants. Além disso, o magnata Carlos Slim (pai de Norman), que é um dos homens mais ricos do mundo e membro de sociedades secretas, também esteve muito envolvido no projeto.
Confira abaixo um vídeo de apresentação da nova obra:

Um aeroporto reptiliano?

Desde que a obra ficou pronta, os símbolos esotéricos presentes em diversos locais da estrutura arquitetônica do aeroporto estão sendo vistos como verdadeiras mensagens ocultas — aquelas em que apenas os bons iniciados no assunto sabem identificar — por diversos especialistas em análise crítica.
Lá, é possível encontrar Vímanas (máquinas voadoras descritas em culturas muito antigas), o OVNI que aparece na obra “A crucificação”, assim como o “Olho de Sauron” (símbolo do mal na saga O Senhor dos Anéis), inspirado no famoso Olho da Providência, também chamado de Olho Que Tudo Vê (famoso símbolo maçônico, presente em uma nota de dólar).
Com isso, a suspeita de que o novo aeroporto teria relação com alguma Teoria da Conspiração, Illuminati ou algo do tipo ganhou força nas redes sociais, fazendo com que muita gente acreditasse na ideia de que haveria algum plano maior e maligno por parte dos investidores e de todos aqueles envolvidos no projeto para a raça humana — será?

Voltando para a realidade

Deixando de lado essas teorias ilustres ou algum plano mirabolante de sociedades secretas que controlam o mundo, a verdade é bem mais simples e pode ser facilmente compreendida por todos nós. De acordo com Norman Foster e sua equipe, a obra é uma celebração à monumentalidade da arquitetura mexicana, remontando ao tempo dos famosos Astecas, e por isso está cheia de diversos símbolos místicos.
Além disso, o antigo Aeroporto Benito Juarez esgotou toda a sua capacidade e não tem por onde se expandir mais. De acordo com o governo mexicano, o local deve dar lugar a uma nova zona verde e habitacional.

Uma verdadeira mega obra

Em sua primeira fase, o novo aeroporto internacional da Cidade do México terá capacidade para movimentar 50 milhões de passageiros, além de três pistas que vão operar em simultâneo, permitindo 550 mil operações por ano. Para você ter ideia, o projeto foi implantado em um terreno com 4430 hectares — quase seis vezes maior do que o atual.
De acordo com os arquitetos envolvidos, o aeroporto será uma infraestrutura sustentável (do ponto de vista energético), projetada para tirar o máximo proveito das boas características climáticas do México, como luz natural e temperatura do ar.
Além disso, a grana vai rolar solta, implicando um investimento de cerca de 10 mil milhões de dólares, em que 52% da obra é financiada pelo governo e 48% por setores privados.

De olho no futuro

O objetivo maior do novo aeroporto é integrar um plano de desenvolvimento global que visa transformar a capital mexicana em uma cidade policêntrica, articulada e extremamente funcional.Se existe algum plano maligno ou Teoria da Conspiração nisso, ninguém sabe ainda.
Por fim, como se trata de obra feita a pensar no futuro, o limite da capacidade da nova obra arquitetônica pode suportar até 120 milhões de passageiros por ano e vai ter seis pistas a operarem simultaneamente, chegando a um milhão de operações por ano.
Se você quiser acessar o site oficial do aeroporto e conferir essa mega obra com os seus próprios olhos, basta clicar aqui.
FONTE(S)
IMAGENS

Descoberta épica do Big Bang pode ser apenas poeira espacial

Uma das descobertas astrofísicas mais emocionantes dos últimos tempos pode ser uma miragem.
Em março, uma equipa de cientistas anunciou ter encontrado evidências de ondas gravitacionais primordiais.
Tal facto validou a hipótese de ondulações no espaço-tempo, cuja existência sugere que o universo de fato se expandiu várias vezes mais rápido que a velocidade da luz nos primeiros instantes após o Big bang, como postulado pela teoria da inflação cósmica.
Mas alguns pesquisadores externos rapidamente levantaram questões sobre a descoberta. O suposto sinal de ondas gravitacionais, afirmam os céticos, pode realmente ser um contaminante, o resultado de poeira e gás dentro da nossa própria Via Láctea.
A equipa de pesquisa viu um padrão de polarização conhecida como "modos B" na radiação cósmica de fundo em microondas (RCFM), a luz antiga que restou do Big Bang que criou o universo há 13,8 bilhões de anos atrás.
A ampla aceitação da suposta descoberta provavelmente só ocorrerá se outros instrumentos o encontrem. Uma nova equipa seguiu o resultado, analisando dados da mesma região do céu numa variedade de frequências e a notícia não é muito boa, relata um novo estudo.
"Infelizmente, de acordo com a nossa análise, o efeito de contaminantes e, em particular, de gases presentes na nossa galáxia não pode ser descartado", disse Carlo Baccigalupi da Escola Internacional de Estudos Avançados em Trieste, Itália, e co-autor da pesquisa.
No entanto, o novo estudo não descarta a possibilidade de que a equipa anterior realmente viu a assinatura de ondas gravitacionais primordiais. Na verdade, os cientistas da nova equipa estão trabalhando com a equipe da descoberta para ver se este pode ser o caso.
O novo estudo será publicado na próxima segunda-feira 29 de setembro na revista Astronomy & Astrophysics. Até lá, e se tiver curiosidade, pode ler uma pré-impressão dele aqui: http://arxiv.org/abs/1409.5738 [Space]

http://www.ciencia-online.net/2014/09/descoberta-epica-do-big-bang-pode-ser-poeira-espacial.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+ciencia-online+%28Ci%C3%AAncia+Online%29
voltar ao topo, inicio