NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

quarta-feira, 23 de abril de 2014

10 perguntas sem resposta sobre o corpo humano

Nos últimos anos, a ciência tem melhorado a olhos vistos, dando-nos resposta a muitos enigmas antigos.

A nossa compreensão científica do corpo humano é certamente muito melhor do que costumava ser, e as pessoas estão a viver muito mais do que nunca. [O corpo humano: anatomia, fatos e funções]

No entanto, ainda não sabemos tudo sobre os nossos corpos, apesar do fato de que vivemos com os nossos corpos todos os dias. Ainda há mistérios para resolver e coisas novas para descobrir. 



10. Por que temos impressões digitais?


Apesar da utilidade conhecida das nossas impressões digitais únicas e das inúmeras maneiras que podem ajudar a identificar uma pessoa, a ciência não sabe realmente porque as temos. [Nova tecnologia promete dificultar vida a criminosos]

Por que temos impressões digitais?


Alguns cientistas projetaram modelos de computador elaborados para determinar como as impressões digitais se formam, mas, apesar de se entender como crescem, não estamos realmente mais perto de compreender a razão evolucionária por a sua existência.

No entanto, os pesquisadores podem estar a ficar mais perto de um avanço. Uma desordem genética muito estranha chamado adermatoglifia, que afeta apenas algumas famílias em todo o mundo, faz com que os portadores não tenham impressões digitais.

Além do efeito colateral incomum de suarem um pouco menos, essas pessoas parecem não ser nem mais nem menos saudáveis ​​do que as restantes pessoas. Os pesquisadores estão esperançosos de que, estudando essas famílias e os seus genes, possam ser capazes de resolver o mistério evolutivo das impressões digitais. 

9. O que fazem os probióticos?


Se você já assistiu a um comercial de iogurte, você provavelmente já ouviu a palavra "probiótico". Muitos iogurtes anunciam ter culturas probióticas vivas, destinadas a melhorar a sua saúde em geral. Os probióticos são um tipo de bactérias boas que vivem nos intestinos.

O que fazem os probióticos?


Apesar de mencionarem benefícios, as empresas de iogurte não dizem especificamente o que os probióticos fazem à saúde. A razão pela qual isso acontece é porque ninguém sabe realmente o que qualquer uma dessas culturas faz.

Na verdade, muitos dos probióticos em uso hoje como suplementos ou em produtos alimentares foram utilizados por causa da sua vida útil e não necessariamente porque são o melhor para os nossos corpos. [Bactérias probióticas podem queimar gordura abdominal]

Eles certamente não fazem mal nenhum, mas os cientistas estão apenas começando a trabalhar em desvendar os benefícios de saúde que cada bactéria específica tem. Resolver esse enigma provavelmente será uma longa jornada pois há centenas de diferentes bactérias para estudar.

8. Porque há diferentes tipos de sangue?


Você provavelmente já está familiarizado com os tipos de sangue comuns, e se você já deu sangue, você provavelmente sabe qual é o seu. Desde que os tipos de sangue evoluíram, há 20 milhões de anos, tivemos muito tempo para descobrir o motivo.

Porque há diferentes tipos de sangue?


No entanto, apesar de sabermos como funcionam os tipos de sangue, realmente não sabemos a razão da existência de diferentes tipos. Estes antigénios são os sinais para anticorpos que destroem as células estranhas no corpo. [Cientistas criam sangue artificial]

O melhor palpite é que poderá ter alguma coisa a ver com doenças, como sugerem pesquisas interessantes. Os cientistas descobriram, por exemplo, que as pessoas com sangue tipo B podem ser mais propensas a ser incomodado por E. coli.

Embora seja difícil ter certeza do motivo da existência de diversos tipos de sangue, talvez os distintos grupos sanguíneos tenham evoluído como uma forma de combater doenças infecciosas que afetam determinados tipos mais do que outros.

7. O cérebro permanece vivo após decapitação?


Em muitas lendas urbanas populares, uma pessoa é decapitada, mas durante alguns minutos terríveis, permanece consciente. Em algumas histórias, a pessoa pisca ou faz algum outro movimento para mostrar a sua consciência.

O cérebro permanece vivo após decapitação?


Para alguns, soa como uma história fantasiosa para assustar crianças pequenas, mas a verdade é que nós realmente não temos a certeza de quanto tempo o cérebro pode ficar ativo num fenómeno difícil de testar. [15 Fatos bizarros sobre o cérebro]

A única oportunidade real de coleta de dados ocorreu na Revolução Francesa, quando a guilhotina era o principal método de execução. Enquanto várias experiências foram realizados, só há uma tentativa documentada de comunicar imediatamente após a decapitação, realizado por um pesquisador chamado Dr. Gabriel Beaurieux.

Depois de chamar várias vezes o nome do homem decapitado, os seus olhos abriram e pareceu brevemente concentrar-se antes de os fechar uma última vez. O médico chegou à conclusão de que algumas funções menores permanecem ativas durante cerca de 30 segundos após a decapitação, mas não foi capaz de determinar se a consciência permanece.

6. Será que os humanos têm feromonas?


Farejar feromonas, especialmente para fins de reprodução, tem sido observado no reino animal. Isso levou os pesquisadores a estudar o possível papel das feromonas nas interações humanas, com resultados que têm sido muitas vezes mais confusos do que qualquer outra coisa.

Será que os humanos têm feromonas?


Enquanto muitos estudos têm mostrado que os seres humanos são afetados pelo cheiro, o assunto das feromonas é ligeiramente mais completo.

Os cientistas acreditaram durante um longo período de tempo que não temos um órgão vomeronasal, que é o órgão olfativo que os animais usam para detectar feromonas. [Perfume imune para atrair parceiros íntimos?]

Nós temos um muito pequeno, mas não está claro se ele realmente funciona. A ciência tem mostrado que os seres humanos têm os seus próprios cheiros exclusivos que são provavelmente influenciados geneticamente, assim como as impressões digitais.

Por exemplo, os bebés muito jovens podem identificar as suas mães pelo cheiro, e a exposição regular ao cheiro um do outro pode sincronizar os ciclos menstruais num grupo de mulheres. Claramente, ainda há muito a aprender sobre a resposta olfativa humana.

5. O que acontece quando alguém é atingido por um raio?


Se você já esteve fora durante uma tempestade, especialmente perto de qualquer coisa de metal, provavelmente você já pensou no risco de ser atingido por um raio. É uma perspectiva bastante assustadora.

O que acontece quando alguém é atingido por um raio?


Você pode acabar com danos cerebrais permanentes, horrivelmente queimado, ou até mesmo morto. No entanto, apesar do que parece ser uma lesão horrível, a maioria das vítimas sobrevive. Alguns até saem completamente ilesos e a ciência não tem ideia do porquê.

Numa tentativa de entender melhor, pesquisadores foram para a África do Sul, onde as trovoadas são mais comuns e perigosas. Eles descobriram que o raio tem a sua própria maneira de viajar através dos nossos corpos e acreditam que isso tem a ver com a incrível quantidade de energia que está a passar por nós num curto espaço de tempo.

4. Como pode uma mulher não saber que está grávida?


Parece sempre duvidoso quando uma mulher afirma que foi apanhada de surpresa quando um ser humano saiu do seu corpo, depois de passar nove meses totalmente inconsciente da situação. É um fenómeno muito raro que torna difícil o seu estudo.
Como pode uma mulher não saber que está grávida?


Um motivo uma mulher poder não estar ciente de que está grávida pode ser o facto de já estar muito acima do peso, o que significa que ela não pode ganhar muito mais e um bebé em crescimento pode passar despercebido.

De facto, em muitas mulheres, particularmente aquelas que estão acima do peso, os períodos não são regulares, e não ter durante meses a fio pode não ser estranho para elas. Também não é incomum as mulheres passarem por sangramento leve e regular ao longo da gravidez, podendo ser confundido com período.

Outras vezes, uma mulher pode estar apenas em negação, enquanto outras estão perfeitamente saudáveis e apenas sem quaisquer sintomas. Ainda assim, os médicos continuam extremamente confusos a respeito de como isso pode acontecer.

3. Como funcionam as mitocôndrias?


As mitocôndrias são uma parte essencial dos nossos corpos. O único propósito dos organelos microscópicos é levar pegar em todas as coisas que nós consumimos e transformá-las em energia para usarmos.
Como funcionam as mitocôndrias?


Durante muito tempo, não sabíamos quase nada sobre as mitocôndrias, mas a ciência tem vindo a fazer grandes saltos na compreensão destes importante organismos. Recentemente, os cientistas descobriram como as mitocôndrias transferem energia.

Eles também aprenderam que elas realmente gostam de cálcio, o que às vezes pode causar problemas. Se as mitocôndrias consumirem cálcio em excesso, pode matar as células, e tal facto tem sido associado a doenças como a diabetes do tipo 2.

Uma equipa da Harvard conseguiu recentemente catalogar todas as proteínas numa única mitocôndria, incluindo todas aquelas envolvidas na ingestão de cálcio. Apesar dos avanços científicos, as mitocôndrias continuam a ser um mistério.

2. Por que temos três ossos no ouvido?


Ouvir é algo que nós tomamos como certo a maior parte do tempo, o que é bastante compreensível. Os nossos ouvidos tendem a trabalhar muito bem e geralmente não exigem muita manutenção.
Por que temos três ossos no ouvido?


Ainda assim, existe um fato bizarro que tem causado alguma curiosidade nos cientistas. Um pesquisador de Stanford chamado Sunil Puria apontou que os répteis e as aves só têm dois ossos do ouvido, enquanto os mamíferos têm três, e ninguém entende o porquê.

De acordo com Puria, nós realmente ouvimos de várias maneiras. A primeira é a óbvia, que envolve o som a passar pelos nossos ouvidos, mas também ouvimos coisas quando as vibrações do movimento de nossas cordas vocais são conduzidas através dos ossos nos nossos crânios.

Quando você fala, você está realmente a ouvir a sua voz de uma forma diferente do que o resto das pessoas. Isso explica por que nós odiamos ouvir as nossas próprias vozes reproduzidas por um gravado. 

O motivo porque temos um terceiro osso do ouvido envolve uma estranha doença chamada deiscência do canal semicircular. Esta doença pode levar a uma diminuição do tecido no canal do ouvido, o que fez com que as pessoas ouçam sons estranhos, como o seu próprio batimento cardíaco.

Puria sugere que possivelmente esse terceiro osso do ouvido seja precisamente feito para minimizar esses efeitos sonoros, mas o pesquisador também acredita que muito mais trabalho é necessário para se saber ao certo o motivo da existência do terceiro osso.

1. Que tipo de bactérias vivem nas nossas línguas?


A boca humana não parece ser um grande mistério. Nós sabemos o que os dentes são e como eles funcionam, entendemos as gengivas e temos um bom controle sobre o paladar. [A verdade sobre como o paladar funciona]

Parece, então, que a língua não tem muito a esconder, mas na verdade ela contém um tesouro de segredos.

Que tipo de bactérias vivem nas nossas línguas?


Os médicos gostariam de ter nas suas mãos todas as bactérias existentes, para que pudessem compreendê-las, tanto quanto possível e salvar mais vidas, mas a maioria das bactérias encontradas na boca humana não crescem numa placa de Petri.

Isso fez com que a sua compreensão e classificação seja uma grande dor de cabeça. Esta falta de entendimento tem provado ser um grande obstáculo para o tratamento de doenças da gengiva, como a periodontite. Por enquanto, muitos dos microorganismos na nossa boca permanecem um mistério. 


http://www.ciencia-online.net/2014/04/10-perguntas-sem-resposta-corpo-humano.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+ciencia-online+%28Ci%C3%AAncia+Online%29

Aprenda a fazer um excelente suco antigripe

Este suco é um poderoso antigripal natural.

E o que nos faz dizer isso?

Pela rica composição dele, destacando-se a vitamina C e o zinco, nutrientes estimuladores da imunidade e com reconhecida ação contra a gripe.

Do abacaxi, da acerola, da laranja e do mamão, vem a vitamina C.

Da semente de girassol, o zinco.


Se você fizer com água de coco, tornará o suco ainda mais poderoso, pois este ingrediente é bactericida e virucida, ou seja, um exterminador de bactérias e vírus. 

Se morar em região onde não exista acerola, substitua essa frutinha por morango, por framboesa ou goiaba.

Anote a receita:

INGREDIENTES

1 fatia de abacaxi

1 xícara (chá de acerola (ou um dos substitutos sugeridos)

O suco de 1 laranja

Meio mamão-papaia

1 colher (sopa) de sementes de girassol

Meia xícara (chá) de água filtrada ou de coco

MODO DE PREPARO

Ponha todos os ingredientes no liquidificador.

Bata bem.

Coe e beba na hora.

Como preventivo,  basta 1 copo por dia.

Mas, durante uma gripe, tome até 3 copos por dia.


Fonte: 

Médicos identificam superbactéria inédita em paciente brasileiro

Postado por: Ton Müller 23 de abril de 2014
Uma superbactéria inédita no mundo foi identificada no sangue de um paciente que ficou internado no Hospital das Clínicas de São Paulo no ano passado e colocou a comunidade científica internacional em alerta.
O microrganismo estava alojado em um homem de 35 anos que tinha micose fungoide (um tipo de câncer de pele). Ele também era diabético e dependente químico.
Segundo a médica Flávia Rossi, diretora do laboratório de microbiologia do HC e uma das autoras do artigo, o homem começou a apresentar muitas infecções na pele e depois no sangue. Apesar do tratamento com diversos antibióticos, a febre persistia.
A superbactéria é de uma classe já conhecida, mas tem características que a tornam única: a capacidade de infectar pessoas saudáveis, fora do hospital, e um alto nível de resistência aos antibióticos mais usados para tratar infecções severas.
001
O artigo com a descrição do caso foi publicado na semana passada na revista "The New England Journal of Medicine". O trabalho reuniu pesquisadores brasileiros, americanos e europeus.
"É diferente de tudo que já vimos. Essa mutação pode causar infecções na comunidade e não mais só nos hospitais", alerta o médico Cesar Arias, líder da equipe de pesquisa do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, em Houston (EUA).
A cepa original da superbactéria pertence a uma classe conhecida como SARM (Staphylococcus aureus resistente à meticilina) e é uma das causas mais comuns de infecções de pele e mucosas em pessoas de todas as idades, inclusive as saudáveis.
Mais virulento e resistente, o novo microrganismo representa um problema de saúde pública, na avaliação de Cesar Arias. "Ele não responde à vancomicina, um dos antibióticos mais comuns e baratos nesse tipo de tratamento, e à meticilina, do grupo das penicilinas."
A superbactéria foi isolada em uma das análises de rotina do laboratório. Além da resistência incomum, a equipe do HC percebeu que ela tinha um padrão diferente das que já haviam sido descritas.
O material foi enviado então ao grupo de Arias, no Texas, onde foi feita uma investigação molecular detalhada.
002
"A 'alma' dela, que é a parte genética, está ligada a bactérias de linhagem comunitária. Todas as descritas anteriormente, que já eram poucas [13 no mundo], eram de linhagem hospitalar, tinham um DNA maior. Essa nova tem um DNA menor, o que facilita a transmissão mais rápida e também entre pessoas saudáveis da comunidade."
No caso do paciente do HC, a infecção causada pela superbactéria foi debelada com um antibiótico mais potente (bactemicina), mas, debilitado, o homem morreu três meses depois de pneumonia, em novembro do ano passado.
Segundo Flávia, como o microrganismo não infectou outros pacientes, não há risco imediato nem motivo para alarde. No entanto, reforça a médica, é preciso intensificar a vigilância, especialmente dentro dos hospitais.
Ela diz que ainda há no país muitas instituições sem laboratórios de microbiologia, aparelho fundamental para a detecção rápida e tratamento correto da infecção.
"Se eu não tenho um laboratório bem estruturado e bem equipado, não tenho como reconhecer a bactéria."
Flávia explica que hoje há uma deficiência de suporte diagnóstico. "Às vezes, a devolução do resultado de um exame demora cinco dias. Se for mais rápido, consigo intervir mais precocemente."
Para ela, com o alerta mundial, novos estudos de vigilância microbiológica serão feitos. "Precisamos entender melhor a genética dessa bactéria e monitorá-la de perto."
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioe...eiro.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioe...eiro.shtml

Via: http://www.verdademundial.org/2014/04/medicos-identificam-superbacteria.html

Cientistas usam o Allen Telescope Array para procurar inteligência ET no planeta recém-descoberto, Kepler-186f

POR SALVADOR NOGUEIRA
22/04/14 06:06

Causou furor na semana passada o anúncio da descoberta do primeiro planeta do tamanho da Terra na zona habitável em torno de outra estrela — o mais próximo que chegamos até agora de encontrar uma segunda Terra no Universo. Mas, para os pesquisadores do Instituto SETI, na Califórnia, esse mundo já gera entusiasmo há cerca de um mês. Foi quando os cientistas iniciaram o esforço para tentar captar sinais de rádio enviados de lá por uma possível civilização extraterrestre.

A escuta é feita com o Allen Telescope Array, conjunto de radiotelescópios instalados no norte da Califórnia com o objetivo explícito de buscar sinais de inteligência alienígena no cosmos. Desde 2012, os pesquisadores têm apontado o ATA para diversas estrelas que abrigam planetas descobertos com o satélite Kepler. Não poderia ser diferente com a mais recente descoberta.

“Por quase um mês, o ATA se concentrou no sistema Kepler-186, que tem um planeta do tamanho da Terra na zona habitável”, conta Elisa Quintana, pesquisadora do Centro Ames de Pesquisa da Nasa e do Instituto SETI. Ela foi a primeira autora do trabalho que reportou a descoberta, na revista “Science” da semana passada. “Até agora, todos os sinais que foram detectados podem ser atribuídos à tecnologia da Terra”, o que significa dizer que os cientistas infelizmente não encontraram nenhuma transmissão alienígena vindo de lá. “Até agora, nada, embora certamente continuaremos tentando”, diz Seth Shostak, astrofísico colega de Quintana na instituição de pesquisa privada dedicada à busca por ETs.

AGULHA NUM PALHEIRO

A ausência de sinais até agora de forma alguma implica que não tem ninguém por lá. Na verdade, ela é um ótimo lembrete do tamanho da dificuldade envolvida no contato com outras civilizações no cosmos. A estrela Kepler-186 e seus planetas estão a cerca de 490 anos-luz da Terra. Se levarmos em conta que a Via Láctea, nossa galáxia, tem diâmetro de 100 mil anos-luz, o planeta recém-descoberto, como diria Fernando Vannucci, “é logo ali”. Ainda assim, com o poder de detecção concentrado no ATA, para que ele captasse uma transmissão vinda de lá, seria preciso que os alienígenas estivessem usando um transmissor 10 a 20 vezes mais poderoso do que o melhor que temos aqui na Terra — a antena gigante do Observatório de Arecibo, em Porto Rico.

Em outras palavras, se houvesse uma civilização tecnológica em Kepler-186f, se eles tivessem uma antena de 300 metros de diâmetro (Arecibo tem 305), se eles soubessem que o Sol tem um planeta de porte similar ao deles na zona habitável e se decidissem usar essa antena para nos enviar um sinal, exatamente nas frequências em que estamos escutando, sabe o que nós ouviríamos? Nada. Rigorosamente nada.

Não é de surpreender, portanto, que, mesmo depois de mais de meio século de buscas, os pesquisadores envolvidos com a SETI (sigla inglesa para Busca por Inteligência Extraterrestre) não tenham encontrado ninguém até agora transmitindo de outras estrelas. Isso não significa que estejamos sozinhos no cosmos. Sugere apenas que encontrar outras civilizações é extraordinariamente difícil. Depende de sorte, tecnologia e muita, muita, muita paciência.

Ainda assim, não há dúvida de que informações obtidas pelos astrônomos caçadores de planetas ajudam a guiar e focar essa busca. No mínimo, elas produzem alvos preferenciais para a escuta — sistemas planetários como o Kepler-186, que possivelmente abrigam pelo menos alguma forma de vida. A busca continuará sendo algo como procurar uma agulha num palheiro. Mas pelo menos o tamanho do palheiro pode ser significativamente reduzido nos próximos anos.


Concepção artística do planeta Kepler-186f

FONTE: http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/
http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2014/04/cientistas-usam-o-allen-telescope-array.html

Rússia poderá criar motor antigravitacional

A Rússia será possivelmente o primeiro país do mundo a criar um motor antigravitacional. O engenheiro e inventor Garri Gilmanov, da cidade de Troitsk, no sul dos Montes Urais, afirma ter desvendado o segredo da antigravidade e demonstra aos jornalistas a “cadeira antigravidade” que ele criou.

É verdade que ela não se eleva no ar, mas de acordo com o seu inventor ela ajuda as pessoas com doenças lombares e do sistema esquelético e motor. O segredo está em que as pessoas, ao se sentarem na cadeira, deixam de sentir o peso do corpo, diz Garri Gilmanov:
“Eu posso trabalhar com a força da gravidade. Posso alterar o peso. Aumentar o seu valor, ou diminuir. Alterar sua direção. Posso mesmo excluir a força de gravidade para um determinado corpo ao longo de um determinado período."
Os amigos e conhecidos do inventor, que experimentaram a “cadeira antigravidade”, declaram que esse dispositivo se justifica a 100 por cento. Muitos conseguiram realmente se liberar das dores nas costas.
Garri Gilmanov tem agora quase 70 anos. Ele é autor de mais de duas mil invenções. O seu sonho é proporcionar às pessoas a possibilidade de se deslocarem com recurso à força da gravidade. Como ter um pequeno dispositivo à cintura, puxar um fio e voar para onde se quiser. Ou subir na bicicleta, girar os pedais e levantar voo, diz o inventor:
“Uma espécie de bicicleta voadora. Você imagina? Subiu, rodou os pedais, levantou voo e você se desloca. Sem qualquer motor. Isso seria formidável, na minha opinião. Claro que a velocidade não seria muita.”
Tudo isso soa fantástico se não tomarmos em consideração a personalidade do inventor. Garri Gilmanov trabalhou a maior parte de sua vida numa fábrica militar secreta, na qual desenvolvia projetos secretos. Atualmente ele ainda não pode desvendar os mistérios de suas invenções – ele assinou um termo de confidencialidade.
O know-how do engenheiro e inventor dos Urais pode concorrer perfeitamente a um prêmio Nobel, diz quem conhece Gilmanov. Contudo, o aposentado ainda não consegue aplicar sozinho suas ideias na prática.
Para colocar o projeto em prática são necessários cálculos e testes muito precisos com recurso a alta tecnologia. Isso custa muito dinheiro que não se consegue obter, reconhece com tristeza Garri Gilmanov. Mas o inventor também não tenciona vender suas ideias ao estrangeiro – ele se considera um patriota.
Resta esperar que o Estado se interesse pelo invento de Gilmanov. Uma descoberta tão revolucionária não é brincadeira, se ela realmente for baseada numa ideia racional, isso já seria uma questão de importância mundial.

FONTE: VOZ DA RUSSIA
http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2014/04/russia-podera-criar-motor.html

Enquanto Dilma defende gastos com a Copa e diz que inflação está sob controle, dados do BC mostram que o país enfrenta uma das maiores inflações do mundo


Publicado por  em 23 abril
Enquanto Dilma defende gastos públicos com a Copa e diz que inflação está sob controle, dados oficiais do Banco Central vão direto em contramão aos argumentos da presidenta. Matéria publicada no Correio Braziliense do dia 21 mostra que das 16 economias pesquisadas pelo BC apenas Venezuela, Argentina e Uruguai tem inflação maior que a do Brasil.
A matéria vem trazendo informações vergonhosas para qualquer brasileiro, e deveria ser muito mais vergonhosa para o governo, que é quem deveria controlar as taxas inflacionárias e manter o custo de vida em um patamar razoável, no entanto o Brasil está entre os países com maior custo de vida do mundo e em consequência, também uma das maiores inflações do mundo. A matéria ainda enumera o fato de que o brasileiro mês a mês tem visto seu dinheiro render menos no carrinho de compras. “A preocupação com a economia começa quando o eleitor se dá conta de que o salário dele já não é mais suficiente para comprar a mesma quantidade de itens que um mês antes”
Acompanhe a matéria na íntegra no site EM.com.br (Matéria publicada originalmente no site Correio Brasiziliense): Taxa de inflação no Brasil é uma das maiores do mundo
Redação
Revolta Brasil

Depois do cubano, o governo brasileiro quer financiar porto no Uruguai

Operadores portuários, no entanto, temem que essa concorrência prejudique os portos nacionais. O financiamento pode ainda causar atritos entre o Brasil e seus colegas do Mercosul, já que eles também seriam afetados.


dilma mariel raul castro Depois do cubano, o governo brasileiro quer financiar porto no Uruguai
Após financiar praticamente sozinho o Porto de Mariel, em Cuba, o Brasil está em vias de ceder US$ 1 bilhão do BNDES para ajudar o Uruguai a construir seu próprio superporto. Segundo a matéria d’O Globo, há muitos fatores que atraem o país para o negócio.
Maior oferta de frequências marítimas, fretes mais baratos, tempo de deslocamento menor e, principalmente, possibilidade de alcance do mercado asiático pelo Estreito de Magalhães (na extremo sul do continente), em condições de concorrência com o Canal do Panamá, atraem o Brasil.
Operadores portuários, no entanto, temem que essa concorrência prejudique os portos nacionais. O financiamento pode ainda causar atritos entre o Brasil e seus colegas do Mercosul, já que eles também seriam afetados.
O empreendimento será construído em Rocha, cidade a 288 quilômetros de Rio Grande (RS), onde está um dos mais importantes portos brasileiros. O projeto uruguaio, segundo os estudos atuais, é ousado: calado (profundidade) de 20 metros, que permite a atracação de navios com capacidade para até 180 mil toneladas. Os portos do Sul do Brasil têm, no máximo, 14 metros de calado e recebem navios com capacidade de até 78 mil toneladas. O porto uruguaio pode sugar cargas da região, afetando Sul e Centro-Oeste do Brasil, Paraguai, Bolívia e Norte e Centro da Argentina.
De acordo com o site do governo uruguaio, em 2025 o porto deve movimentar 87,5 milhões de toneladas, mais do que a soma dos terminais de Paranaguá e Rio Grande juntos. Apesar disso, o governo segue preferindo investir no exterior, destinando para todos os portos brasileiros, ao longo de quatro anos, um total de US$ 16 bilhões, o que dá uma média de somente R$ 260 milhões para cada um.
Enquanto isso, o Porto de Mariel, que ainda nem foi inaugurado e cujo financiamento foi classificado como secreto, já está sob suspeitas de contrabandear armas para a Coreia do Norte, violando assim sanções internacionais.

Num tempo em que o governo brasileiro habituou-se no uso do “não sabia” como desculpa para má gestão e desvios de ética, o eleitor precisa se manter atento a projetos do tipo. A seis meses das eleições, ainda há tempo de reverter este quadro.
http://www.implicante.org/blog/depois-do-cubano-o-governo-brasileiro-quer-financiar-porto-no-uruguai/

Para melhorar nas pesquisas, Dilma pede ao Facebook que retire do ar páginas 'ofensivas' à sua imagem

A recente intervenção implícita do ex-presidente Lula no governo já teve resultados. Nas últimas semanas, a presidente Dilma Rousseff acatou algumas recomendações do padrinho político e adotou a tática "bateu, levou". 
A ordem agora é não deixar nenhuma crítica sem resposta, falar o máximo possível sobre as realizações do governo, comparar as gestões tucanas com os mandatos do PT e melhorar a divulgação das ações vinculadas diretamente à presidente, como os programas Pronatec e Mais Médicos, por exemplo. 
Nos bastidores, o ex-presidente vinha alertando que Dilma precisava fazer a "disputa política" por meio da imprensa e pelos canais oficiais de comunicação, com o uso de propaganda institucional e até mesmo lançando mão de pronunciamentos em cadeia nacional de rádio e TV. 
Em uma conversa a sós com Dilma há duas semanas, Lula listou uma série de providências para reverter queda nas pesquisas e melhorar a avaliação do governo. Duas delas: resolver problemas no programa Minha Casa Minha Vida e adotar uma ofensiva para resgatar o apoio da população à Copa. 
Segundo interlocutores, o ex-presidente voltou a insistir na necessidade de Dilma ampliar o diálogo com o setor privado e setores da sociedade civil organizada. Ela já abriu sua agenda para empresários, banqueiros e movimento jovem. 
Em uma ação exclusiva para reverter percepções negativas sobre a Copa –uma das maiores preocupações do Planalto no período eleitoral–, a presidente decidiu receber jornalistas esportivos, conforme a Folha apurou. 
A data ainda não foi marcada, mas a iniciativa parte da avaliação de que a imprensa alimenta um pessimismo em relação ao Mundial. 
Sobre a Petrobras, Lula orientou a sucessora a partir para o ataque. Nesta semana, a presidente fez uso da estratégia e afirmou, em Pernambuco, reduto do adversário Eduardo Campos (PSB), que não "admitirá que nada nem ninguém" destrua a estatal. 
Foi a primeira vez que Dilma falou publicamente sobre a polêmica em torno da compra de uma refinaria nos EUA, assunto vastamente explorado pela oposição. 
Outros exemplos da tática "bateu, levou" são a reclamação disciplinar contra a promotora que pediu quebra de sigilo de celulares do Planalto, a elaboração de uma propaganda oficial contra alegação do governo de Minas de que o governo federal seria responsável pelo aumento da conta de luz no Estado e uma requisição do Planalto ao Facebook para que retire do ar sites ofensivos à presidente. 
Sobre a Copa, não há ilusão no governo de que seja possível resgatar o apoio maciço da população à realização do mundial. Uma campanha publicitária entrará em cena, possivelmente no fim deste mês, como mostrou a edição de ontem do jornal "Valor Econômico". 
O PT e Lula cobram um discurso que reforce o legado para o povo, não somente para turistas e frequentadores dos estádios. Já uma outra ala do governo prefere uma mensagem que inspire o orgulho pelo futebol. 
O marqueteiro João Santana já avisou que deve abandonar a expressão "legado" de suas peças, mas a ideia de uma herança em infraestrutura para beneficiar ricos e pobres tende a persistir.
FONTES:
Natuza Nery
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política

http://illuminatielitemaldita.blogspot.com.br/2014/04/para-melhorar-nas-pesquisas-dilma-pede.html

Oposição sugere que governo Dilma desvaloriza Petrobras para privatizá-la




O pré-candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, sugeriu neste sábado (22) que o governo Dilma Rousseff planeja desvalorizar a Petrobras para privatizá-la.

Em ato com sua possível vice Marina Silva, em Salvador, ele disse que a perda nas ações e as denúncias que envolvem a empresa o "preocupam severamente".

"Em três anos, a Petrobras vale a metade do que valia e deve quatro vezes mais do que devia", disse, numa alusão aos anos de mandato da presidente Dilma Rousseff.

"Às vezes fico seriamente desconfiado se isso não faz parte de um jogo para desvalorizar a Petrobras e e vender a Petrobras. Nós precisamos fazer o jogo correto, republicano, brasileiro, que é proteger a maior empresa pública do Brasil", acrescentou.

Mais tarde, em entrevista, Campos citou Dilma diretamente ao lembrar a campanha passada, em que ela acusou o então rival José Serra (PSDB) de querer privatizar a estatal.

"Em 2010, a presidente acusou o candidato que disputava a eleição com ela de querer fazer a privatização da Petrobras. Três anos depois, a Petrobras vale a metade do que valia", disse.

O presidenciável citou as suspeitas de irregularidade na compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, e disse que a demissão do ex-diretor da estatal Nestor Cerveró não resolve a crise.

"A gente não pode achar que está tudo normal e que a saída de uma pessoa vai resolver algo mais complexo. Nós temos preocupação com a Petrobras. A Petrobras não pertence a este governo, pertence ao povo brasileiro", afirmou.

Marina Silva também citou a crise na estatal e disse que não se pode ter "complacência" com escândalos.

"O que está sendo feito com a Petrobras é um sedimento ruim. Nós não podemos ter qualquer complacência com o que estão fazendo", afirmou.

CARGOS

Campos e Marina voltaram a criticar a distribuição de cargos a partidos que apoiam Dilma no Congresso. A ex-senadora disse que a aliança encabeçada pelo PT está "com a validade vencida" e deve ser denunciada ao Procon.

"Essa governabilidade com base na distribuição de cargos está com a validade vencida. Se não venceu, é porque estão fraudando a data. Temos que denunciar no Procon", disse Marina.

"Não dá mais para colocar o Estado brasileiro nas mãos de partidos que querem privatizá-lo", acrescentou.

Bernardo Mello Franco e João Pedro Pitombo
Folha de S. Paulo 
FONTE:
http://www.folhapolitica.org/2014/03/oposicao-sugere-que-governo-dilma.html
http://illuminatielitemaldita.blogspot.com.br/2014/04/oposicao-sugere-que-governo-dilma.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+IlluminatiAEliteMaldita+(ILLUMINATI:+A+ELITE+MALDITA)
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO