SEJA BEM VINDO - NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Putin diz a Merkel que Ucrânia está à beira da guerra civil

O presidente russo, Vladimir Putin, advertiu a chanceler alemã, Angela Merkel, que a Ucrânia está "à beira de uma guerra civil", após o envio de tropas ucranianas para combater separatistas no leste do país, informou o Kremlin nesta quarta-feira.
"O presidente russo destacou que a escalada brutal do conflito deixou o país à beira de uma guerra civil", declarou o Kremlin em um comunicado publicado após conversa por telefone entre os dois dirigentes.

Os dois líderes "assinalaram a importância" das discussões previstas para 17 de abril e "manifestaram sua esperança de que o encontro em Genebra possa dar um sinal claro para reverter a situação de forma pacífica".
Uma reunião entre representantes de Ucrânia, Rússia, Estados Unidos e União Europeia analisará a crise ucraniana em Genebra, nesta quinta-feira. As ações do Exército ucraniano no leste do país apresentam "um recurso inconstitucional à força contra manifestações pacíficas", destaca o comunicado do Kremlin.
Putin lembrou ainda a importância de se estabilizar a economia ucraniana e de manter o fornecimento de gás russo à Europa. Em outra conversa, com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, o presidente russo "destacou que esta escalada brutal é consequência das políticas irresponsáveis de Kiev, que tem ignorado os direitos e interesses jurídicos da população russófona do país". Ele também considerou "inaceitável" o uso da força contra "movimentos civis de protesto" no leste da Ucrânia.
Defesa Net/AFP

http://noticia-final.blogspot.com.br/2014/04/putin-diz-merkel-que-ucrania-esta-beira.html

Dengue volta a crescer em São Paulo e gestão Haddad tenta terceirizar a culpa

Enquanto seus secretários culpam o governo do estado e até a prefeitura de Campinas, órgão da prefeitura de São Paulo é foco do mosquito da dengue.


haddad padilha Dengue volta a crescer em São Paulo e gestão Haddad tenta terceirizar a culpa
Haddad e outro “novo” que tentarão empurrar neste ano.
Segundo reportagem da Folha de São Paulo, os casos de dengue na cidade de São Paulo passaram dos 1.100 no primeiro trimestre de 2014, representando um aumento de 15,4% em relação ao ano anterior. Por mais paradoxal que soe – uma vez que o mosquito transmissor precisa de água parada para se reproduzir –, o secretário José de Filippi Jr tentou associar o crescimento à falta de chuvas no período, jogando a culpa para o governo do estado:
“Nossos agentes da Lapa identificaram a população reservando água em recipientes desprotegidos, se precavendo por causa da escassez de chuvas”, disse Fillippi Jr.
Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde classificou de “absurda” e “ofensiva” a tentativa da prefeitura de São Paulo de não assumir o problema.
“A secretaria municipal de saúde deveria compreender que não é do interesse público jogar sobre os cidadãos ou sobre outras esferas de governo uma responsabilidade que lhe é exclusiva”, diz a nota.
Um ano antes, a mesma Folha de São Paulo alertava que a prefeitura de São Paulo havia reduzido a ação contra a proliferação de mosquitos na região, o que gerou protestos dos moradores.
Reclamações sobre o “boom” de pernilongos são frequentes em bairros da zona oeste, como Vila Madalena, Pinheiros e Butantã – ao lado do rio Pinheiros, criadouro ideal da praga.
Moradores são unânimes em dizer que, neste ano, a situação está pior. E a culpa não é só do calor recorde. Agentes da prefeitura que realizam vistorias e o controle dos insetos não são vistos com frequência pelas ruas.
Sob condição de anonimato, os funcionários que atuam na região oeste confirmam que as visitas diminuíram.
(grifos nossos)
A situação chegou a tamanho absurdo que até a subprefeitura da Lapa vem sendo vitimada pelo avanço da Dengue. O SPTV fez uma reportagem em vídeo sobre o ocorrido. Os funcionários do órgão não se deixaram filmar, mas confirmam que estão todos trabalhando munidos de “raquetes eletrônicas” para se defenderem dos ataques que sofrem. Já há um caso confirmado e ao menos duas outras suspeitas.
Screen Shot 2014 04 16 at 3.13.23 PM Dengue volta a crescer em São Paulo e gestão Haddad tenta terceirizar a culpa
Osasco, município vizinho à Lapa e que também se encontra sob o comando do PT, é citada no vídeo como tendo uma suspeita de foco de dengue num terreno da prefeitura. Mas, mesmo com os mosquitos atacando os próprios funcionários públicos, em outra fala do secretário, José de Filippi Junior tenta convencer que a doença estaria vindo de Campinas, município que fica a 100km de distância da capital.

Na conta atualizada, os casos de dengue em 2014 já estariam em 1.745 contra 1.229 para o mesmo período um ano antes.

Fraudes e mentiras das urnas eletrônicas brasileiras. Tantas provas e nenhuma investigação

Publicado por  em 16 abril

Veja abaixo, diversas provas e relatos de especialistas de que as urnas eletrônicas são facilmente manipuláveis e portanto não é confiável.
Um dos especialistas diz, inclusive, que as urnas servem para manter no poder os poderosos do país. São diversas provas e indícios de manipulação, no entanto as autoridades não se movem para investigar as urnas, por que será? Entre os denunciantes, há estudiosos respeitados, não é apenas falácia, mesmo assim, as autoridades se fazem de desentendidas e ignoram este, que é um gravíssimo problema, pois, retira do cidadão a liberdade e poder constitucional de efetivamente escolher seus representantes.
Assista o vídeo e tire suas próprias conclusões sobre as urnas eletrônicas brasileiras.


Redação
Revolta Brasil

Cidades brasileiras podem estar sendo envenenadas

Assunto desconhecido por grande parte da população, a discussão sobre a possível existência de “trilhas químicas” nos céus das cidades brasileiras começa já é debatida por grupos preocupados com o assunto. Nesta terça-feira (26), um avião foi flagrado no espaço aéreo de Rio Claro liberando a típica fumaça no céu da região central. 
Ao ver as fotos capturadas em Rio Claro, o catarinense Oberon de Mello, um dos principais estudiosos do assunto no Brasil, afirma veementemente: “Com certeza são chemtrails” (trilhas químicas, em inglês). Para Odebron, essas trilhas são, na verdade, parte de um plano secreto de governos ao redor do mundo. “Essas aeronaves pulverizariam agentes biológicos a altas atitudes, por motivos desconhecidos”, declara. A teoria mais aceita pelos envolvidos no assunto, é de uma tentativa dos governos em modificar o clima do planeta.
Diferença entre trilhas químicas e trilhas de condensação
Os adeptos da teoria indicam claras diferenças entre as trilhas químicas e as trilhas de condensação (essas seriam comuns e formadas pelo calor das turbinas na atmosfera gelada). Alguns artigos alertam que as aeronaves mais modernas já contam com sistemas em seus motores que impediriam a formação do vapor resultante da condensação.
Além das trilhas, nossa equipe registrou outra aeronave, que aparentava estar próxima ao primeiro avião. Em nota, a Assessoria de Imprensa da FAB declarou: “devido à excelente visibilidade e contraste que a condição metereológica do momento proporcionou, há a impressão de proximidade em linha de visada, o que não ocorre de fato, devido à defasagem em altitude, de acordo com as regras de tráfego aéreo previstas”. A nota também diz que, assim como em uma estrada, podem ocorrer ilusões de ótica ao observar-se aerovias.
Já para o estudioso catarinense, a presença de outra aeronave nas imagens não surpreende. “Eles sempre atacam em bando, pois uma trilha só, pode parecer pouco, mas muitas trilhas juntas formam nuvens artificiais que despejam os agentes tóxicos”, argumenta.
O Engenheiro Aeronáutico Lourenço Campos, formado pela UNITAU, diz que a formação de trilhas de condensação (as que não são tóxicas) ainda existe. “Isso ainda é realidade nas aeronaves modernas, pois trata-se de um processo físico”. Entretanto, Campos não pôde garantir que a fumaça registrada nas fotos seja formada por trilhas de condensação. “Me estranha o fato de, aparentemente, a fumaça não estar saindo das turbinas”, salientou.
Com toda a polêmica criada pelas teorias sobre as trilhas, até a Força Aérea Americana se posicionou. “Essa teoria é um embuste que tem sido investigado e refutado por muitas universidades credenciadas, organizações científicas e publicações de mídia”, declarou o órgão do governo americano.
Já para o catarinense Oberon, esse seria só o início de uma série de eventos de ordem global. “Estudo a geoengenharia desde 2011, quando começaram os ataques no Brasil, e posso afirmar que existe muita coisa por detrás disso. É só a ponta do iceberg”.

Por: Matéria de O Jornal/ editada por Walter Luiz / Foto: Divulgação


FONTE:
http://www.diariodoestadoms.com.br/?pag=noticia.php&id=11231

http://illuminatielitemaldita.blogspot.com.br/2014/04/cidades-brasileiras-podem-estar-sendo.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+IlluminatiAEliteMaldita+(ILLUMINATI:+A+ELITE+MALDITA)

Heróis da Vida Real

Publicado em 24/05/2013
"

A melhor parte da vida de um homem bom; Seus pequenos, sem nome, atos de bondade e não lembrados de amor". William Wordsworth (1770-1850)


https://www.youtube.com/watch?v=sOSti_7WVHU

Definição do Brasil

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Luiz Sérgio Silveira Costa

“No Brasil, nem a esquerda é direita”. (José Simão)

Nelson Rodrigues, nosso grande cronista do cotidiano,  disse, entre as suas várias frases simples, mas profundas,  que: “O brasileiro é um feriado”; “Subdesenvolvimento não se improvisa. É obra de séculos”. E  “O brasileiro tem complexo de vira-lata”. Por isso, costumo aduzir que o complexo é devido, pois, apesar de poucos lampejos primeiro-mundistas,  o país é vira-lata.

Para provar, vejamos: quando há um acidente com caminhão na estrada, os moradores da localidade saqueiam as cargas; a corrupção estrutural; o povo não acredita na Justiça e a faz com suas próprias mãos, queimando ônibus e saqueando e destruindo lojas; as construções em encostas, que vão morro abaixo com chuvas abundantes; 10% da população é analfabeta, sem contar os funcionais; a lerdeza da Justiça, causada por copiosos agravos e embargos e dias não trabalhados, próximos a feriados; senador suplente, sem voto; prescrição da pena; progressão da pena; jovens mães solteiras, com vários filhos, de diferentes pais, todos não assumidos e sumidos; a proliferação de sindicatos.

Obras superfaturadas, que custam e demoram muito mais do que o estimado; empréstimos a Cuba e países africanos sob segredo e à revelia do Congresso; foro privilegiado; prisão especial para quem tem curso superior; limite máximo de 30 anos de prisão; indulto de Natal; universidade gratuita; indenização e pensão aos anistiados livre de imposto de renda (bolsa-ditadura); auxílio-reclusão; prisão domiciliar; Justiça que privilegia os ritos em detrimento dos fatos; extinção da punibilidade para quem tem mais de 70 anos; palácios na Justiça; imunidade parlamentar, que devia ser apenas para falar.

Juiz corrupto aposentado, em vez de demitido e processado; equiparação salarial em cargos diferentes; réus que podem ficar calados ou mentir para não se incriminar; cargos iguais com salários desiguais entre os Poderes; zonas de exclusão, como reservas indígenas contínuas; subsídio a fundo perdido; violência urbana; marajás no Serviço Público; desrespeito às posturas públicas (desordem urbana); excesso de ONG, muitas inidôneas, recebendo recursos públicos; favelização crescente nas cidades; falta de presença do Estado nas fronteiras; progressão continuada nas escolas.

Cargos de confiança, em detrimento de concursos públicos; senador suplente sem voto; deputado com poucos votos eleito por coeficiente eleitoral do partido; o Foro de São Paulo; deputados e senadores que aprovam aumentos salariais para si mesmos; dez milhões de analfabetos; falta de qualidade na educação fundamental; a cultura da mentira por políticos e advogados de criminosos; notas frias; verbas indenizatórias e verbas de gabinete dos congressistas; funcionários fantasmas; garçons do Senado ganhando R$ 15 mil, nomeados por atos secretos; maioridade penal de menores delinquentes só aos 18 anos.

Elevada carga e terrorismo tributário; maquiagem das contas públicas; excesso de vereadores, deputados e senadores; recursos não contabilizados; Constituição plena de direitos e parca de deveres; proibição do uso de algemas nos bandidos; emenda dos parlamentares ao orçamento; infidelidade partidária; voto secreto no Congresso; povos indígenas sob controle de ONG estrangeiras; cão pitbull;  milhões de brasileiros dormindo nas ruas por não terem dinheiro da passagem para voltar para casa; aumento da idade para recebimento da bolsa-família; trem da alegria; passeatas e marchas em apoio às drogas; nações e terras indígenas e quilombolas.

O desmonte da Petrobras e Eletrobras, usadas para corrupção e objetivos eleitoreiros de manutenção do poder; índios inimputáveis, que cobram pedágio em estrada; bandidos com celular nos presídios; agressividade e impunidade no trânsito; dengue, gripe suína, febre amarela, hepatite, meningite e hanseníase; péssimo atendimento à sociedade pelo Estado; ingerência político-partidária na administração pública (partidarismo de Estado); despesas sem fonte de receita;  aposentadoria sem contribuição anterior; o esvaziamento da Comissão de Ética Pública; dinheiro nas meias, cuecas e quartos de hotel.

Balas perdidas; acidentes e mortes nas péssimas estradas; deficit  crescente na Previdência; gastos “secretos” da Presidência da República; deficit habitacional;  as filas e sofrimentos dos que usam a saúde pública; cartões corporativos do governo; rádios piratas; excesso de ministérios e secretarias; aparelhamento da máquina pública com correligionários, em detrimento de técnicos de carreira; plano de saúde vitalício para senadores, ex-senadores e seus familiares, mesmo que tenham exercido o cargo por poucos dias; nomeação para cargos públicos de políticos derrotados nas urnas; comunidades que vivem nos lixões; metade das casas do País sem rede de esgoto e coleta de lixo; bueiros sem tampa, roubadas.

Fraudes generalizadas; financiamento público das campanhas eleitorais; interferência da Igreja em assuntos como células-tronco e aborto; asilo a bandidos internacionais e liberdade aos bandidos nacionais; congressos de ministros, desembargadores e juízes financiados por bancos privados; autoridades viajando em jatinhos de empresários; traficantes fechando o comércio; falta de atitude do Congresso, Assembléias e Câmaras contra os políticos corruptos; funcionários da Receita Federal acessando dados de contribuintes, protegidos por sigilo, com fins inidôneos;

Elevado spread bancário; invocação de direitos humanos para aqueles que desrespeitam os direitos humanos; a prestação de favores em troca de benefícios pessoais; desmatamento da Amazônia e da Mata Atlântica; Códigos Penal, Ambiental e de Processo Penal desatualizados; excessiva demora no licenciamento ambiental; pais, dias na fila para matricular filhos em colégios públicos; sucessão de escândalos de corrupção; “laranjas”, inclusive a babá; tentativas de aumento do número de vereadores, de municípios e de estados; indulgência com os movimentos sociais, que invadem e depredam propriedades.

Caixa 2; Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê limite máximo de três anos de reclusão para menores de 18 anos, mesmo que tenham praticado crimes hediondos; cooptação, à custa de recursos financeiros, de sindicatos, movimentos sociais e de estudantes; auxílio-moradia para quem tem imóvel e para o cônjuge, embora ambos morem na mesma residência; consumo crescente de crack e cocaína nos últimos anos; ausência de trabalho nas prisões superlotadas e desumanas; milícias nas favelas; tráfico de influência; prevalência do pragmatismo político sobre o principismo ético; falta de transparência nos contratos; 20 mil funcionários no Congresso; tráfico de drogas.

Sete anos depois de ter sido escolhido o pais da Copa de 2014, estádios, aeroportos e mobilidade urbana ainda não estão prontos, a 60 dias do jogo inicial; crime organizado; contribuição sindical compulsória; aumento e maquiagem dos gastos públicos; falta de compromisso com a verdade; anúncios de planos e ações nunca executadas; as gastanças e os passaportes diplomáticos dos filhos de Lula; os filhos e a neta de Sarney, sua Fundação e seus contratados “secretos”; Roseana Sarney, seu mordomo e as suas muitas cirurgias às custas de dinheiro público; Juiz Lalau, do TRT.

Dilma e suas mentiras sobre projetos nunca executados; políticos filmados recebendo propina, que teimam em voltar; as cotas raciais no Instituto Rio Branco; excesso de feriados; arrastão; o presidente da FIESP, meca do capitalismo, membro de Partido Socialista, o Brasileiro; fundos de pensão privados fabricando dossiês contra adversários políticos do governo; livros escolares nas escolas públicas exaltando o socialismo e criticando o capitalismo; licitações combinadas e superfaturadas; tráfico de influência; transporte público caótico, maltratando os usuários; institucionalização da corrupção nos altos escalões, em todos os níveis do Estado e em todos os poderes.

Horário eleitoral obrigatório; padres pedófilos; insegurança pública; ministro do STF, empresário no ramo do ensino; violência nas escolas; Demóstenes Torres, senador cassado, promotor vitalício no MP de Goiás; trabalho escravo no campo; tráfico de influência nos empréstimos consignados; passaportes diplomáticos fornecidos a pastores evangélicos; banalização do erro; chamar crime, de falha administrativa; manutenção de gratificações por funções não mais exercidas.

Estatuto da Igualdade Racial, que, com suas ações afirmativas, torna desigual o tratamento às raças e contribui para o racismo;  pagamento de horas extras não trabalhadas a funcionários do Congresso; vice-presidente da República sem funções administrativas; congressistas ganhando 15 salários anuais e adicionais; atrasar prazos para depois comprar com urgência, sem licitação; cotas raciais nas universidades; uso de órgãos do Estado como extensão de um partido político; a degradação generalizada do patrimônio público; nepotismo direto e cruzado; descaso com as Forças Armadas, embora com ambição de ser membro do Conselho de Segurança da ONU.

As tendências autoritárias do PT; o mensalão do PT e do DEM; os sanguessugas, os aloprados e o valerioduto do PT; o Bancoop e o tesoureiro do PT; generosidades com países vizinhos em detrimento das necessidades internas; presidentes que não separam o Estado do seu partido político; ministros do STM que se atribuem auxílio-aposentadoria; perdão de dívidas de países diversos; atos administrativos secretos no Senado, criando cargos e aumentos de salários para apaniguados; congressistas usando verbas de representação em despesas pessoais; férias excessivas de políticos e juízes; juízes recebendo auxílio-moradia em suas comarcas; irresponsabilidade fiscal.

Uso da máquina oficial em favor de uma candidatura; Poder Legislativo submisso aos interesses do Poder Executivo; desmerecimento de presidentes anteriores; liberdade assistida de menores criminosos; encanto com as ditaduras de esquerda, como em Cuba, e revanchismo contra as de direita; o custo exagerado da Copa, muito além do previsto, e com dinheiro público, quando se anunciava que o grosso seria privado; o trem-bala, anunciado com apesar de pauta extensa de PEC e MP, só trabalha meia semana.

Simpatia e apoio a grupos revolucionários de esquerda, como as FARC; simpatia e apoio a governos bolivarianos, como da Venezuela, Equador e Bolívia; ônibus escolares municipais reprovados pelo Detran;  Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos dos LGBT; o Plano Nacional de Direitos Humanos e a Política Nacional de Cultura, contrários aos princípios democráticos; ameaças de “controle social” da mídia; eufemismos caridosos, chamando menores criminosos não de presos, mas “apreendidos”, e presidiários, de “reeducandos”, etc, etc, etc.

E mais, mais, mas muito mais!!!

Afinal, que país é este?

Respondo: a melhor definição do Brasil colhi, recentemente, de um artigo de Maria Helena R. R. de Souza, em seu blog, “Pintando o 7”:

“Já fomos o País do Futuro. Hoje somos o B dos BRICS. Não sei se B maiúsculo ou minúsculo. Para mim, somos é a Viúva Porcina, a que foi sem nunca ter sido”.

Irretocável!!


Luiz Sérgio Silveira Costa é Almirante, reformado.

O anel do Capeta, a realidade






https://www.youtube.com/watch?v=MROD6V-xRew&feature=em-uploademail

11 fatos surpreendentes sobre o esqueleto

O sistema esquelético de uma pessoa adulta é composto por 206 ossos, 32 dentes e uma rede de outras estruturas que conectam os ossos e os mantêm juntos.
Este sistema realiza uma série de funções vitais, tais como dar ao corpo a sua forma, ajudando os movimentos corporais e produzindo novas células sanguíneas.

Dada a enorme importância do esqueleto na vida de qualquer vertebrado, aqui estão 11 fatos surpreendentes sobre o sistema esquelético.

11. Os bebés têm mais ossos do que os adultos

Os adultos têm 206 ossos, mas o mesmo não é verdade para as crianças. O esqueleto de um bebé recém-nascido tem cerca de 300 componentes diferentes, que são uma mistura de ossos e cartilagens.
A cartilagem eventualmente solidifica em osso num processo chamado de ossificação - por exemplo, os joelhos dos recém-nascidos começam como cartilagem e tornam-se osso em poucos anos. Ao longo do tempo, os ossos "extra" dos lactentes fundem-se para formar ossos maiores, reduzindo o número total de ossos para 206 na idade adulta.

10. As mãos e pés têm mais de metade dos ossos do corpo

Há ossos de todas as formas e tamanhos e não estão uniformemente distribuídos por todo o corpo, sendo que algumas áreas têm muito mais ossos do que outras. As suas mãos e pés são exemplos de locais superpovoados com ossos.
Cada mão tem 27 ossos, e cada pé tem 26, o que significa que as duas mãos juntas e os dois pés têm 106 ossos. Isto é, as mãos e os pés contêm mais da metade dos ossos presentes no corpo inteiro.

9. Algumas pessoas têm uma costela extra

A maioria dos adultos tem 24 costelas (12 pares), mas cerca de uma em cada 500 pessoas tem uma costela extra, chamada de costela cervical. Esta costela, que cresce a partir da base do pescoço, logo acima da clavícula, nem sempre é completamente formada - é às vezes é apenas uma mecha fina de fibras de tecido.
Independentemente da sua forma, a costela extra pode causar problemas de saúde se comprimir os vasos sanguíneos próximos, ou os nervos. Isso resulta numa condição conhecida como síndrome do desfiladeiro torácico, que é marcado por dor no ombro ou no pescoço, perda de sensibilidade nos membros, coágulos sanguíneos e outros problemas.

8. Todos os ossos estão conectados, com uma exceção

O hióide é um osso em forma de ferradura na garganta, situado entre o queixo e a cartilagem tireóide. É também o único osso do corpo humano que não está ligado a outro osso. O hióide é muitas vezes considerado a base anatómica do discurso, porque onde está localizado pode trabalhar com a laringe (cordas vocais) e língua para produzir a gama de vocalizações humanas.
Os Neandertais são a únicas outra espécie que tinha hióides como os seres humanos, e sua presença nos hominídeos levou os cientistas a especular que os mesmos tinham padrões de fala complexos, semelhantes aos humanos modernos.

7. Os antigos egípcios desenvolveram a primeira prótese funcional do mundo 

As próteses são dispositivos artificiais que tomam o lugar de partes do corpo faltantes ou feridas. Algumas partes do corpo prostéticas são meramente cosméticas - os olhos artificiais, por exemplo -, mas as próteses que substituem ossos têm um propósito funcional.
Há cerca de 3.000 anos, os antigos egípcios desenvolveram a primeira prótese funcional: um dedão artificial. Em 2011, os pesquisadores mostraram que os egípcios com os dedos dos pés falsos teriam tido mais facilidade a caminhar com sandálias do que as pessoas sem dedos.

6. Lidamos com tumores ósseos há 120 mil anos

Os ossos são feitos de células vivas e ativas. E como as outras células do seu corpo, as células nos seus ossos são suscetíveis a tumores benignos e até mesmo cancro. Mas isso não é novidade: os seres humanos modernos e seus parentes têm lidado com tumores há milhares de anos.
Em 2013, os cientistas descobriram um tumor num osso de costela Neanderthal que remonta há entre 120.000 e 130.000 anos. Trata-se, de facto, do mais antigo tumor humano alguma vez descoberto pela ciência. [Descoberto caso mais antigo de cancro em esqueleto]

5. Animais com esqueleto ósseo interno estão em minoria

O sistema esquelético ósseo em humanos está escondido sob camadas de pele e músculo. O mesmo é verdadeiro para outros vertebrados, ou animais com coluna vertebral, incluindo anfíbios, aves, répteis e peixes.
Mas os vertebrados representam apenas 2 por cento das espécies animais do planeta; os outros 98 por cento são invertebrados, incluindo insetos, aracnídeos e moluscos. Isto significa que a grande maioria das espécies de animais do planeta não tem esqueleto interno ou externo feito de ossos.
Alguns invertebrados tem exoesqueletos feitos a partir de uma substância fibrosa chamada quitina, enquanto outros têm uma estrutura esquelética cheia de líquido, assim como acontece com as medusas e os vermes, ou minhocas.

4. Tubarões perdem milhares de dentes nas suas vidas

Os dentes não são contados como ossos, mas elas são considerados parte do sistema esquelético. A maioria das pessoas tem 52 dentes na vida - 20 dentes de leite, que caem durante a infância, e 32 dentes permanentes que crescem em seguida.
Por outro lado, os tubarões têm uma serrilhada de dentes na frente e várias fileiras de dentes de substituição, que constantemente se deslocam para a frente quando os dentes da frente caem. Os dentes são substituídos por vezes tão frequentemente quanto uma vez a cada 8 a 10 dias.

3. Os ossos não são as substâncias mais duras do corpo

Os ossos são fortes e rígidos, e construídos para suportar uma grande quantidade de força - sendo até mais fortes do que o aço quando comparados pelo peso. Mas, surpreendentemente, eles não são a substância mais dura do corpo.
Esse título vai para uma outra parte do sistema esquelético: o esmalte dos dentes. Esta substância protege a coroa de dentes e deve a sua resistência à sua elevada concentração de sais minerais (cálcio, em particular).

2. As pessoas não controlam diretamente os seus ossos

Um dos trajes de filmes de terror é o esqueleto ambulante. Claro que, tal criatura é pura ficção, porque não tem cérebro ou sistema nervoso para controlar os seus movimentos. Mas mesmo que tivesse esses componentes vitais, o monstro morto-vivo ainda seria incapaz de andar por aí.
Quando as pessoas movem os seus braços, pernas, ou qualquer outra parte do corpo, não estão diretamente a mover os seus ossos. As pessoas movem os músculos, que estão ligados aos seus ossos, e fazem-nos mover.

1. As pessoas sabem como lidar com fraturas ósseas há milhares de anos

Os seres humanos têm, sem dúvida, sofrido com ossos quebrados durante o tempo que a espécie tem existido. Mas as pessoas sabem como lidar com essas fraturas há muito tempo, de acordo com uma revisão de 2009 na revista Clinical Orthopaedics and Related Research.
Por exemplo, num papiro do antigo Egito, que remonta a cerca de 1600 AC, os autores descrevem como tratar fraturas ósseas, incluindo um braço quebrado. A sua recomendação: realinhar os fragmentos de ossos (um processo chamado de redução) e enfaixar o ferimento com linho. 
E na Coleção de Hipócrates, um documento médico grego de cerca de 440-340 AC, os autores descrevem totalmente a sua técnica para redução, que envolve ligaduras de linho imersas em óleo e cera.


http://www.ciencia-online.net/2014/04/11-fatos-sobre-o-esqueleto.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+ciencia-online+%28Ci%C3%AAncia+Online%29

Siga este Blog

Postagem em destaque

Agora é real, NIBIRU está chegando, e já é visto a olho nu.

Olá amigos, desculpem a ausência. Estou muito mais ativo no meu mural Facebook, e também no nosso grupo do Facebook também, mas vamos lá...

NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

POSTAGENS MAIS VISITADAS

Disso Você Sabia ? no Facebook