SEJA BEM VINDO - NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

terça-feira, 25 de março de 2014

O que é o G8?

A Rússia foi indefinidamente suspensa do grupo de países conhecido como G8, um consórcio de oito das maiores economias do mundo.

O movimento para expulsar a Rússia, anunciado ontem (24 de março), resultou da anexação da Crimeia pela Rússia, anteriormente parte da Ucrânia. O ato de agressão militar foi amplamente condenado nos círculos diplomáticos internacionais.
O G8 - que, por enquanto, pode ser referido como o G7 - surgiu na década de 1970, quando o mundo estava a sofrer com o impacto do embargo do petróleo da OPEP e outras questões económicas.

História do G8

Inicialmente, o grupo ficou conhecido como o Grupo dos Seis, ou G6, uma vez que incluía apenas a França, a Alemanha Ocidental, a Itália, o Japão, o Reino Unido e os Estados Unidos. Em 1976, o Canadá juntou-se ao grupo, tornando-se conhecido como o Grupo dos Sete ou G7.
Na sua forma mais primitiva, o grupo incluiu apenas os ministros das finanças, ou seus equivalentes, das sete nações, mas pouco depois passou também a incluir os chefes de Estado de cada país.
O grupo reúne-se anualmente e os convidados de outros países e entidades (como a União Europeia, o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial), participam muitas vezes da reunião anual do G8.
Após a queda da União Soviética em 1991, o presidente russo, Boris Yeltsin foi convidado a participar na Cimeira do G7, como observador, em 1998 - num movimento destinado a acabar definitivamente com a Guerra Fria - a Rússia conseguiu a plena adesão, criando o G8.

Como funciona o G8?

Ao contrário das Nações Unidas ou de outras organizações internacionais, o G8 é um grupo relativamente informal - não tem administração permanente, não tem funcionários e não tem sede física.
Anualmente, a presidência do G8 desloca-se para outro líder, de acordo com uma ordem específica (Alemanha, Japão, etc., etc.) O presidente planeia e abriga uma série de reuniões, incluindo a reunião anual do G8 que ocorre a meio do ano num local dentro do país de acolhimento.
Era esperado que a Rússia fosse a sede da Cimeria do G8 de 2014, em Sochi (local dos Jogos Olímpicos de Inverno), mas a reunião irá agora ter lugar entre junho e agosto, em Bruxelas, na Bélgica.

O que faz o G8?

Não muito, de acordo com os líderes russos, que já minimizaram a sua expulsão do G8. "O G8 é um clube informal, sem filiação formal, de modo que ninguém pode ser expulso. Se os nossos parceiros ocidentais acreditam que esse formato não é mais necessário, que assim seja", disse o ministro do Exterior russo, Sergei Lavrov, citado pelo The Guardian.
"Nós não estamos agarrados a esse formato e não vamos ver um grande problema se não houver tais reuniões durante um ano", acrescentou
Outros observadores notam, contudo, que o G8 é fundamental para abordar uma ampla gama de questões internacionais, que vão desde a atividade económica ao aquecimento global e ao terrorismo. [Política é fundamental para evitar catástrofe do aquecimento global]
Os críticos, no entanto, são rápidos a acusar o G8 de ser um anacronismo ocidental centrado que não reflete a realidade da economia global de hoje.

Quem não está no G8?

A Rússia junta-se agora a uma série de outras potências económicas globais que não estão incluídas no G8. Brasil, Índia, China, México e África do Sul são por vezes referido como os "Outreach Five", ou O5, já que são frequentemente convidados para reuniões e cimeiras como observadores.
O G20, um grupo de autoridades financeiras das 20 das maiores economias mundiais, representa com mais precisão a economia global interconectada e inclui Argentina, Brasil, Austrália, África do Sul, Índia, Arábia Saudita e outras nações.
Juntos, o G20 representa cerca de 85 por cento da produção do produto bruto mundial. Apesar das críticas de que o G8 tenha perdido a sua utilidade, representa, no entanto, cerca de 60 por cento da produção do produto bruto mundial, quase três quartos da despesa militar do mundo e quase todas as armas nucleares. 


http://www.ciencia-online.net/2014/03/o-que-e-o-g8.html

Mato Grosso já registra 15 casos da gripe H1N1 em 2014


Mato Grosso já registra 15 casos da gripe H1N1, destes 9 já foram curados e 6 ainda se encontram em investigação. Só em Cuiabá foram apontados 9 registros, em Várzea Grande foram listadas 3 ocorrências, os municípios de São Félix, Sapezal e Nova Maringá tiveram 1 caso cada. As informações são da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), e compreendem o período de 1º de janeiro até a data de hoje (25).

Em contrapartida, a Secretaria de Saúde de Cuiabá, alega que o relatório da Vigilância Sanitária do município apontou apenas 6 registros da influenza. Cinco das suspeitas já tiveram material coletado para análise, mas ainda não saiu o resultado, e um foi confirmado.

A confirmação trata-se de uma mulher, de 54 anos, que encontra-se em estado grave, em tratamento na UTI de um hospital particular da capital.

No ano passado o Estado registrou mais de 100 casos da influenza H1N1, destes resultaram em 3 mortes em Mato Grosso.

As secretarias de saúde, tanto do Estado como do Município alertam a população quanto os sintomas da influenza H1N1, que podem se confundir com os de uma gripe comum, uma vez que ela também se manifesta através de febre alta, dores repentinas de cabeça ou muscular, irritação dos olhos, coriza e cansaço e em alguns casos, também pode haver vômito e diarréia.

Para se proteger da contaminação, alguns cuidados básicos como lavar as mãos com frequência com água corrente e sabão, ou desinfetá-las com álcool, evitar contato com pessoas infectadas e não compartilhar copos, talheres ou objetos de uso pessoal, podem ajudar na prevenção da doença.

Fonte: GazetaDigital / MatoGrossoNews
http://relatosmundiais.blogspot.com.br/2014/03/mato-grosso-ja-registra-15-casos-da.html

Câmara aprova Marco Civil assegurando neutralidade de rede

Usuário ganha com o texto do projeto de lei aprovado, que fortalece fundamentos essenciais ao desenvolvimento da internet no Brasil. Governo sofre derrota em uma de suas principais bandeiras: os data centers


A urgência de uma grande mudança no atual sistema político brasileiro

Publicado por Silvag1 em 25 março
A urgência de uma grande mudança no atual sistema político brasileiro
Em recente manifestação o atual Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ministro Marco Aurélio Mello, defende a desobrigação do eleitor de ir às urnas. Para Marco Aurélio, obrigar o eleitor a votar é uma maneira de tratar o cidadão como “tutelado”. “O cidadão deve ter vontade de exercitar sua vontade. O voto no Brasil sempre foi obrigatório, não decorreu do regime de exceção, mas agora é hora de se avançar e pensar no voto facultativo”.
Se tal ideia reverberar e criar corpo teremos com absoluta certeza um grande avanço na democracia.
Na verdade o que precisamos urgentemente é uma grande reforma política, onde possamos tocar em pontos nervosos do atual sistema, tais como a implementação do voto distrital, o fim do famigerado voto de legenda, o quociente eleitoral, a redução de congressistas (513 Deputados Federais e 81 Senadores da República). Enfim, matérias que estão muito longe do debate popular, por óbvio motivo, pois manter a ignorância política do eleitor só beneficia quem transformou o Congresso Nacional em um grande balcão de negócios, para todos os fins (todos mesmo!) menos os interesses da sociedade que os elege.
O atual sistema é por demais maléfico, onde o eleitor escolhe um determinado candidato e acaba elegendo outro, peguemos como exemplo o Deputado Tiririca, eleito quase 1,5 milhão de votos, lindo né? Pois é, com essa incrível façanha a coligação de “partidecos prostitutos” conseguiu eleger, por tabela, José Genoíno e Valdemar Costa Neto, mensaleiros condenados e diplomados às vésperas de serem presos.
A complexidade do atual sistema afasta a maioria da população da política, sendo que em sua maioria nem se lembra em quem votou nas últimas eleições, além da proliferação desmedida de partidos nanicos destinados – única e exclusivamente – à “prostituição ideológica”, no congresso seus membros são chamados pejorativamente de ‘baixo clero’.
Portanto, acabar com o voto obrigatório já seria um bom começo, principalmente pelo fato de tirar a “canga” do pescoço dos desvalidos que dependem de “bolsas-esmolas” para sua sobrevivência e vivem à mercê de políticas assistencialistas inescrupulosas, tais como carros pipa, distribuidores de cestas básicas, dentaduras, panelas de pressão, dinheiro e tantas outras formas de comprar o voto, com o único intuito de manter currais eleitorais pelo Brasil afora.
Não se quer aqui afastar qualquer forma de auxílio, mas sim trazer à lume o fato de que tal prática tem que ter um começo e um fim, sendo que o fim a achar a causa da miséria dos esquecidos da sociedade (porém lembrados a cada 4 anos!). Se é seca, construa-se açudes, perfurem-se poços, se é fome tenhamos uma política governamental de hortifrutigranjeiros comunitários, piscicultura participativa, vamos todos trabalhar! A quem interessa manter na miséria os miseráveis?
Esses grandes e necessários debates não surgirão nas tribunas das casas legislativas, devem partir da própria sociedade livre, que tem por obrigação elegerem candidatos compromissados com suas bases. Mas, para tanto, se faz necessário um trabalho de conscientização política de base, a começar pelas faculdades com projetos de cidadania nas escolas de nível fundamental e médio, oficinas, workshops, palestras de direitos políticos, sociais, mostrar como funciona o País e como os jovens de hoje podem trazer a mudança de que tanto necessitamos e isso não é utopia.
Com o sistema político arcaico, retrógrado e viciado no qual vivemos só nos resta abaixar a cabeça para os ensinamentos do ex-presidente dos Estados Unidos, Lyndon Johnson, de que “se há um idiota no poder, os que o elegeram estão muito bem representados”.
Façamos a diferença!

Fábio Delgado
Via: 


O MUNDO aos poucos fica ciente do que realmente ocorre no BRASIL. Agências internacionais divulgam as solicitações de intervenção militar.

Fonte:

O MUNDO aos poucos fica ciente do que realmente ocorre no BRASIL. Agências internacionais divulgam as solicitações de intervenção militar e gritos de "Fora Dilma".
   Se parte dos manifestantes, indignados e impotentes, diante de um governo que disputará uma reeleição nos próximos meses, chegou ao extremo de pedir uma intervenção militar para retirar a Presidente e re-organizar a administração federal, isso deve ser encarado como um sinal de que a situação chegou ao extremo.
Muita gente acha que o Brasil vive o caos social. 
Os notíciários de TV mostram realmente uma situação caótica. A segurança acabou nas grandes cidades, e a população chega ao extremo de fazer justiça com as próprias mãos.
Policiais são assassinados todos os dias no Rio, Sao Paulo e outras grandes cidades. No Rio de Janeiro o governo a partir dessa semana contará com a ajuda das Forças Armadas, homens com armas pesadas e treinamento voltado para grande conflitos. Os militares foram deslocados para as ruas com o objetivo de por um freio no verdadeiro exército de guerrilheiros que se esconde nas favelas da periferia, O Rio receberá milhares de turistas estrangeiros nos proximos meses.
    No final de semana passado, finalmente parte da população sai às ruas e expressa seu descontentamento, acusando quem no seu ponto de vista realmente têm a culpa, o governo de Dilma Roussef. No último sábado, 22 de março, alguns milhares de brasileiros foram às praças de suas cidades e pediram a deposição da presidente. Outros manifestantes também foram às ruas em São Paulo - em número um pouco menor - mas estes não tinham uma pauta de reivindicações, queimaram bandeiras do próprio país e fizeram arruaça, sua motivação era anti-democrática, apenas tentavam calar o grupo que protestava contra o governo. 
   Talvez a única coisa que ainda mantenha o governo do PT de pé seja o assistencialismo e a proteção que oferece à grupos de cunho esquerdista, como Movimentos de trabalhadores sem Terra, sem Teto e outros sem "qualquer coisa".
     Agora o mundo sabe disso. A curiosdade foi aguçada. Agências internacionais divulgaram as manifestações e os próprios sites, como Sociedade Militar e Pesadelo de Qualquer Político foram  acessados intensamente da Europa e EUA.
Até a AL Jazeera, agência árabe, divulgou o caos que assola o Brasil.
As coisas logo vão mudar.
Http://sociedademilitar.com.br

Caos nas favelas do Rio – Traficantes retomam áreas pacificadas e exercito é chamado

Publicado por Silvag1 em 25 março
Caos nas favelas do Rio – Traficantes retomam áreas pacificadas e exercito é chamado
O Rio de Janeiro se prepara para reviver nos próximos dias cenas que pareciam ter ficado ancoradas no passado. Diante da escalada de tensão pela onda de ataques orquestrados pelo narcotráfico cariocas às Unidades de Policía Pacificadora (UPP) em várias favelas da cidade, a apenas quatro meses do início da Copa do Mundo a presidenta Dilma Rousseff autorizou o envio do Exército à capital mais turística do Brasil. A missão é reforçar as operações de reocupação de favelas que se presumiam pacificadas. À vista das inumeráveis e virulentas investidas de células do narcotráfico que permaneceram em letargia durante os últimos anos, e diante da sensação generalizada de que a segurança pública e o processo pacificador no Rio estão em xeque, o Governador Sergio Cabral admitiu pela primeira vez que precisa da ajuda do Exército para que a situação não se degenere ainda mais. (Foto de Arquivo)
Segundo especialistas em segurança, o processo pacificador avançou muito rápido, sem consolidar os territórios ocupados e deixando áreas de alto risco em mãos de jovens agentes sem experiência. A consequência, segundo os mesmos analistas, é que as facções do narco se reorganizaram e decidiram voltar ao ataque em um momento crucial para o Brasil.
Durante a madrugada da sexta-feira, três policiais militares ficaram feridos em tiroteios com narcotraficantes na favela de Manguinhos e no Complexo do Alemão, ambos na zona Norte da cidade. Dois veículos e cinco bases da Polícia também foram incendiadas por elementos unidos ao Comando Vermelho (CV), a principal facção criminosa carioca na ativa, junto aos denominados Amigos Dos Amigos (ADA). Segundo informações da inteligência da polícia, os ataques foram ordenados desde o interior de vários presídios federais e levados à prática por líderes do segundo escalão que estão em liberdade. Segundo o Governo do Rio de Janeiro, trata-se de uma nova tentativa do narco local de amedrontar e desmoralizar a tropa pacificadora, que já sofre a rejeição frontal da população local de algumas favelas.
Depois de uma reunião de emergência em Brasília com a presidenta brasileira durante mais de duas horas, Cabral não quis explicar em que consistirá a resposta à onda de ataques lançada pelo narcotráfico nas últimas semanas, que já vitimou onze agentes desde 2012. A julgar pela contundente bênção de Rousseff ao envio de tropas e a participação do chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, o General José Carlos de Nardi, no desenho da estratégia a seguir, parece seguro que o Rio reviverá nos próximos dias as operações militares de toques cinematográficos, com destacamentos de fuzileiros navais penetrando nas favelas do Complexo do Alemão (uma das áreas mais críticas que, previsivelmente, serão reocupadas) para dar obertura às operações do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (BOPE), Batalhão de Choque e diversas unidades das Polícias Civil, Militar e Federal. A ideia, segundo confirmam fontes da Secretaria de Segurança Pública do Rio, é lançar uma grande contraofensiva que neutralize por completo qualquer tentativa das facções narco de voltar às velhas práticas, ao menos no curto e médio prazo. A sempre controvertida decisão de mandar o Exército às favelas também responde claramente a uma mensagem de confiança e tranquilidade que o Governo do Brasil pretende lançar ao resto do planeta e a sua própria população diante da iminente chegada da Copa do Mundo.
Não obstante, o ministro de Justiça, José Eduardo Cardozo, negou qualquer conexão das operações em curso com o Mundial. “Já temos um excelente plano para fazer frente a determinadas situações durante a Copa do Mundo e nos sentimos muito seguros. Teremos uma excelente Copa com excelentes níveis de segurança”, declarou.
Segundo o sociólogo especialista em violência policial Ignacio Cano, “a decisão de mandar o Exército é um sinal claro de retrocesso. Com ela se está reconhecendo que estamos em uma situação de emergência e descontrole, e que é necessária uma resposta imediata. Esta medida não vai mudar nada, já que é de caráter de curto prazo e está motivada pela chegada da Copa. Não resta dúvidas de que a política de pacificação está em crise e perdeu parte de sua legitimidade”.
O Complexo do Alemão já viveu uma espetacular ocupação militar em novembro de 2010, protagonizada por 11.000 efetivos, entre eles fuzileiros navais, comandos de operações especiais, tanques e carros blindados. As imagens deram a volta ao mundo, pois chama a atenção o fato de o  Brasil nunca adotar intervenções militares no âmbito internacional e agora começam a se tornar familiares em algumas favelas de Rio.

Fonte: Jornal El País
Via: 



PF apura fraude de R$10 bilhões em refinaria superfaturada que será a mais cara da história do Brasil

Publicado por Silvag1 em 25 março, as 16 : 49 PM Print
PF apura fraude de R$10 bilhões em refinaria superfaturada que será a mais cara da história do Brasil
Investigadores ligam transações descobertas na Operação Lava Jato à execução das obras de construção da refinaria de Pernambuco; Justiça transforma prisão temporária de Costa em prisão preventiva por suspeita de corrupção passiva
A Polícia Federal suspeita que o doleiro Alberto Youssef, alvo da Operação Lava Jato, pagou R$ 7,9 milhões em propinas para o ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa entre 2011 e 2012. Os pagamentos, segundo a PF, estavam “relacionados a obras da refinaria Abreu e Lima, licitada pela Petrobrás na qual o investigado (Costa) teve participação”.
Indiciado por corrupção passiva, Costa foi preso em regime temporário no dia 19 pelo prazo de 5 dias. Ontem, acolhendo pedido formal da PF, a Justiça Federal decretou sua prisão preventiva – a menos que consiga obter habeas corpus em algum tribunal, ele ficará preso até a instrução processual em juízo.
A Lava Jato foi deflagrada há 8 dias e desmontou sofisticado esquema de lavagem de dinheiro que atingiu o montante de R$ 10 bilhões. Youssef é suspeito de agir em conluio com Costa para desvios de recursos do Ministério da Saúde e da Petrobrás. Youssef foi protagonista do escândalo Banestado, evasão de US$ 30 bilhões nos anos 1990.
Os negócios na Petrobrás seriam intermediados por Fernando Soares, um lobista conhecido como “Fernando Baiano”.
Profundidade. O ex-diretor da Petrobrás recebeu valores e uma Land Rover de Youssef sob alegação de que havia prestado “serviços de consultorias”.
Mas rastreamento promovido pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão do Ministério da Fazenda que mapeia movimentações atípicas na rede bancária, indica que a relação do ex-diretor da Petrobrás com Youssef “é bem mais profunda do que a alegada consultoria”.
“A prova documental revela pagamentos vultosos, sub-reptícios e sem causa lícita efetuados pelo doleiro Alberto Youssef a Paulo Roberto Costa”, diz a PF. Os pagamentos ocorreram, segundo planilhas apreendidas pela PF, entre 28 de julho de 2011 e 18 de julho de 2012.

Com informações da Folha de São Paulo


Mesmo com recordes de arrecadação, governo quer aumentar ainda mais os impostos

Publicado por Silvag1 em 25 março
Mesmo com recordes de arrecadação, governo quer aumentar ainda mais os impostos

Dezenas de bilhões atrás de dezenas de bilhões de dinheiro desviado está fazendo o poço secar? O governo tem batido recordes de arrecadação, mesmo assim já planeja aumento de impostos para faturar pelo menos mais 4 bilhões. O que será que justifica isso? Fica a pergunta no ar.

O governo prepara o anúncio de aumento de impostos de alguns setores para gerar arrecadação extraordinária de cerca de R$ 4 bilhões este ano e ajudar o Tesouro Nacional a aumentar os repasses para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).
Conforme informou a Receita Federal nesta terça-feira, foram concluídos os estudos para aumento de Pis/Cofins de produtos importados e do setor de cosméticos e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de bebidas frias (cervejas, refrigerantes, isotônicos e água) para fortalecer as receitas.
As medidas estão prontas, mas a decisão ainda não foi tomada, informou o secretário-adjunto do órgão, Luiz Fernando Teixeira. “Existe série de medidas de aumento de tributos prontas para tomada de decisão para implementação”, afirmou ele a jornalistas.


Segundo Teixeira, o acerto para a implementação das medidas depende do Ministério da Fazenda e da Casa Civil e ainda há tempo hábil para que sejam adotadas.
Os aumentos serviriam para gerar receita tributária extra de cerca de R$ 4 bilhões e criar condições para o Tesouro Nacional aumentar seus repasses para a CDE.
Esses aportes à CDE visam compensar parcialmente o aumento dos custos no setor elétrico, afetado pelo acionamento das termelétricas em meio à forte estiagem que se abateu sobre o país neste início de ano.
Também para reforçar o caixa, o governo vai reabrir o Refis (refinanciamento de dívidas tributárias) para que as empresas possam pagar impostos e contribuições vencidos em 2013 e ainda não pagos.
Essa autorização para parcelamento de tributos será feita por meio da Medida Provisória 627, que trata das novas regras de tributação do lucro das controladas de multinacionais brasileiras no exterior e que está em tramitação no Congresso.
Opinião de Heuston Neno Gomes
As grande maioria das empresas Brasileiras já “nascem” falidas devido as extraordinárias taxas tributárias imposta pelo Governo para tapar o rombo causado pela corrupção, pela falta de planejamento e pela distribuição de dinheiro público em forma de “bolsa votos”
Se isso realmente acontecer e o povo não fizer uma revolução contra tudo o que está acontecendo de errado debaixo de nosso nariz, realmente teremos certeza de que o nosso País acabou!!!

(Com Terra conteúdo)

A lente de contato que permitirá a visão noturna

Pesquisadores da Universidade de Michigan revelaram planos desenvolver uma lente de contato em grafeno que permitirá enxergar no escuro, proporcionando ao seu portador  ”visão noturna” infravermelha.
A lente de contato que permitirá a visão noturna para humanos
Os pesquisadores querem aproveitar as propriedades “especiais” do grafeno, que é capaz de detectar o espectro infravermelho, luz visível e ultravioleta. [O espectro electromagnético]
Mas o material revolucionário, como possui apenas um átomo de espessura, pode absorver apenas 2,3% da luz que o atinge, o que não é suficiente para gerar um sinal elétrico. Sem um sinal, ele não pode funcionar como um sensor de infravermelho.
Zhaohui Zhong, professor assistente na Universidade de Michigan, em um comunicado de imprensa, disse:
“O desafio para a atual geração de detectores baseados em grafeno é que sua sensibilidade é geralmente muito pobre. É de uma centena de milhares de vezes menor do que um dispositivo comercial exigiria “.
Agora, os pesquisadores de Michigan descobriram um novo método para gerar o sinal eléctrico. Na revista Nature Nanotechnology, eles publicaram:
“Em vez de tentar medir os elétrons que são liberados quando a luz atinge o material, eles amplificam uma corrente elétrica que está perto dos sinais elétricos gerados pela luz recebida”.
A capacidade de detectar a luz em uma ampla faixa espectral é fundamental para diversas aplicações tecnológicas no processamento de imagens, sensoriamento, espectroscopia e comunicação.
Novos estudos estão sendo feitos e, em breve, os pesquisadores esperam começar o desenvolvimento de um protótipo da lente. 


http://misteriosdomundo.com/lente-de-contato-que-permitira-visao-noturna

Estatais perderam R$ 262 bilhões em valor de mercado desde o início do governo Dilma

Somados, tombos no BB, Petrobras e Eletrobras fizeram empresas perderem mais de metade do valor de mercado em pouco mais de 3 anos

1155 2 L.jpg.ashx  482x338 Estatais perderam R$ 262 bilhões em valor de mercado desde o início do governo Dilma
Matéria do jornal O Globo:
SÃO PAULO – Desde o início do governo da presidente Dilma Rousseff, o Banco do Brasil, a Eletrobras e a Petrobras perderam juntas R$ 262,1 bilhões em valor de mercado, até a semana passada, segundo levantamento feito pela consultoria Economática. Elas valiam R$ R$ 496,3 bilhões em 31 de dezembro de 2010, quando o presidente Luis Inácio Lula da Silva deixou a presidência. Na ponta do lápis, é uma queda de 52,8% do valor somado das três companhias. Só o Banco do Brasil perdeu R$ 34,2 bilhões (ou 38% de seu valor) desde 2010. Em dois dias da semana passada, as ações dessas companhias subiram com a expectativa de que uma pesquisa eleitoral mostrasse queda nas intenções de voto na presidente Dilma Rousseff para a eleição presidencial, o que acabou não se concretizando. Segundo analistas, foi o primeiro sinal de como as eleições presidenciais irão interferir no mercado financeiro este ano.
- Daqui para a frente, o mercado vai começar a trazer para o preço das ações qualquer possibilidade de mudança na política econômica ou mesmo na gestão das estatais. Se a possibilidade de mudanças crescer, a tendência é que o preço dessas ações suba. O intervencionismo do atual governo influenciou negativamente o lucro dessas empresas nos últimos anos e a perspectiva de uma mudança, que em tese melhoraria o ganho dessas companhias, agrada o mercado – diz Rodolfo Oliveira, economista especializado em mercados da Consultoria Tendências,
Em relatório enviado a clientes, os analistas do Citi, Stephen Graham e Fernando Siqueira lembraram que outros fatores favoreceram a Bolsa de Valores na semana passada, entre eles um fluxo de capital para mercados emergentes, além do Brasil, como México e Chile.
Mas segundo o relatório, o efeito dos rumores de uma queda de Dilma Rousseff na pesquisa eleitoral teve peso razoável sobre o mercado. Os analistas do Citi lembram que as chances de um apagão elétrico, fraco crescimento econômico e inflação ainda ameaçando poderiam tornar a eleição mais competitiva para a oposição do que parecia à primeira vista.
Para o estrategista-chefe no Brasil do banco japonês Mizuho, Luciano Rostagno, a infuencia do fator político sobre o preço das empresas ligadas ao governo já começou, embora não seja o único dado a influenciar o mercado.
- Os pré-candidatos já estão em campanha, ainda que não oficialmente. E o governo toma decisões pensando nas eleições. É natural que o mercado se antecipe e incorpore o fator político no preço das ações, já avaliando a política econômica que seria colocada em prática caso um candidato de oposição desponte nas pesquisas – diz Rostagno.
O governo federal, por exemplo, adiou para 2015 um reajuste na conta de luz dos brasileiros, enquanto especialistas apontam que o aumento deveria acontecer agora, já que a energia gerada pela térmicas é mais cara. A decisão foi tomada, segundo os especialistas, para que não impacto negativo nas intenções de de voto para Dilma.
Rostagno avalia que o intervencionismo do governo pesou na reação positiva do mercado a uma possível queda da presidente Dilma na pesquisa eleitoral. O governo federal usou os bancos públicos para fazer as instituições pirvadas reduzirem os juros, antecipou a renovação das concessões de empresas de energia obrigando a uma redução das tarifas e não reajusta o preço dos combustíveis para evitar impacto na inflação, o que prejudica o caixa da Petrobras.
- O intervencionismo desse governo vai contra as leis de mercado e por isso a reçaão é positiva quando existe a chance de uma mudança – diz Rostagno.
Para o estrategista-chefe da corretora SLW, Pedro Galdi, a oposição busca na Petrobras sua bandeira de campanha eleitoral contra o PT.
- E imbróglios não faltam, Pasadena, Refinaria Abreu Lima e agora acharam uma refinaria superfaturada no Japão – diz Galdi.
O valor de mercado da Petrobras, era de R$ R$ 380,2 bilhões ao final de dezembro de 2010. Na semana passada, até o dia 19, a petrolífera estava valendo R$ 169,9 bilhões, segundo os números da Economática. É uma perda de R$ 210,3 bilhões (ou 55,3%) de seu valor. Na Eletrobras, do setor de energia, a perda de valor foi de R$ 17,7 bilhões no mesmo período. A empresa valia R$ 26,2 bilhões há pouco mais de três anos e na semana passada suas ações negociadas no pregão da Bolsa de Valores de São Paulo estavam valendo R$ 8,5 bilhões, um recuo de 67,5%. O valor de mercado do Banco do Brasil encolheu de R$ 89,8 bilhões em dezembro de 2010 para R$ 55,6 bilhões até o dia 19 passado.
Procurada para explicar a perda de seu valor de mercado, a Eletrobras respondeu que não iria comentar os números. A Petrobras e o Banco do Brasil não responderam até o final da tarde.
 http://www.implicante.org/informes/estatais-perderam-r-262-bilhoes-em-valor-de-mercado-desde-o-inicio-do-governo-dilma/

Açucar: O "doce Veneno"

Até cerca de 300 anos atrás a humanidade não usava aditivos doces na sua dieta ordinária. Hoje somos uma civilização, consumidora de milhares de toneladas diárias de açúcar. 

O açúcar é uma “droga doce e viciante que dissolve os dentes e os ossos de toda uma civilização”. Seus efeitos nunca são imediatos, mas lentos, acumulativos, insidiosos, drenando a saúde aos poucos. 

O açúcar é descalcificante, desmineralizante, desvitaminizante e empobrecedor metabólico. Açúcar não é “alimento”, mas um poderoso “antinutriente”, um grande ladrão. 

Paradoxalmente, quem come muito açúcar fica dependente
organicamente do mesmo e tende a ter menos força. Grandes consumidores de açúcar geralmente são fracos, astênicos, que não podem fazer quase nada sem usar um pouco de doce. 

Por ser considerado então como um produto antibiológico, ou antivida”, ele está diretamente ligado à causa p/ o surgimento de várias doenças, como a arteriosclerose, o câncer, a leucemias, o diabetes, enxaquecas, as distonias neuro-vegetativas, insônia, asma, bronquite, infecções, pressão alta, diarréias crônicas, perturbações e doenças visuais, problemas de pele, distúrbios glandulares, cáries , problemas de crescimento, osteoporose. 

Um dos efeitos mais diretos dos excessos de consumo do açúcar é a hipoglicemia, ou seja, falta de açúcar no sangue. Hipoglicemia é um distúrbio que se manifesta sob variadas formas, determinando mais comumente langor, fraqueza, sensação de desmaio iminente, Vertigens, tonturas, prostração, angústia, depressão, palpitação cardíaca, sudorese, sensação de irrealidade etc.

A depressão provocada é variável, dependendo do indivíduo, podendo ser ausente ou fraca ou até mesmo extremamente forte, incapacitante. Sabemos que muitas pessoas são tratadas pela psiquiatria e até internadas por depressão, cuja única origem é hipoglicemia, ou falta de açúcar em demasia, e se pesquisarmos, grande parte desses pacientes usa muito açúcar.

O mecanismo é muito simples: ao consumirmos açúcar em demasia, o organismo, através das células beta das ilhotas de Langherhans do pâncreas, produz muita insulina, que é o hormônio responsável pela “queima” da glicose do sangue. Ora, quanto mais açúcar é consumido, mais insulina é produzida.

Com o tempo, e com o consumo continuado, o pâncreas produz mais insulina do que o necessário, pois a sua liberação depende da avaliação da intensidade de estímulos gástricos e da dosagem de glicose proveniente do sistema porta e hepático. Um pouco mais de insulina determina queima a mais de glicose, gerando falta. 

Hoje muitas doenças modernas são provocadas pela poluição alimentar, devido a uma nutrição desequilibrada, colaborando também para o surgimento de doenças como: arteriosclerose, leucemia, diabetes, varizes, enxaquecas. insônia, asma, pressão alta, prisão de ventre, problemas de pele, distúrbios glandulares, cáries dentárias (e outras doenças da boca), problemas de crescimento, osteoporose. 

Recomendamos o livro: ” Sugar Blues” o gosto amargo do açucar”. Autor: William Duftv, Editora Ground. >>> Clique aqui 

Fonte: Jorge Roriz

Siga este Blog

Postagem em destaque

Agora é real, NIBIRU está chegando, e já é visto a olho nu.

Olá amigos, desculpem a ausência. Estou muito mais ativo no meu mural Facebook, e também no nosso grupo do Facebook também, mas vamos lá...

NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

POSTAGENS MAIS VISITADAS

Disso Você Sabia ? no Facebook