SEJA BEM VINDO - NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Vietnã alerta para risco de propagação do vírus H7N9

As autoridades do Vietnã alertaram para o risco de propagação do vírus H7N9, da gripe aviária, na fronteira com a China, onde a doença já provocou 22 mortes em 2014, informou a imprensa local.

Tran Duc Phu, chefe do Departamento de Saúde Preventiva do Ministério da Saúde do Vietnã, explicou que várias aves de capoeira (cesto de varas usado para carregá-las) tiveram resultado positivo no teste do H7N9, na província de Guang Xi, que tem 253 quilômetros de fronteira com a província vietnamita de Lang Son.

"A epidemia pode entrar no Vietnã a qualquer momento, já que há grande volume de pessoas e bens, incluindo aves de capoeira, que cruzam a fronteira entre os dois países diariamente", disse ele.

Em nota conjunta com várias agências das Nações Unidas, o ministério confirma o aumento do risco de contágio para humanos e aves e recomenda que sejam evitadas viagens às áreas afetadas.

Apesar do alerta, o Vietnã não registou, até agora, qualquer caso de H7N9. Outro tipo da gripe das aves, o H5N1, já causou pelo menos duas mortes este ano no Vietnã.

Fonte: Agência Brasil


Via: http://relatosmundiais.blogspot.com.br/2014/02/vietna-alerta-para-risco-de-propagacao.html

EUA criam sistema de Ataque Global Imediato.

Por mais de uma década os Estados Unidos tem procurado desenvolver armas não-nucleares que poderiam atingir alvos distantes em um curto período de tempo. No entanto o debate sobre o Programa de Ataque Global Imediato Convencional tem sido dominado por um tema – a possibilidade de que a Rússia (ou outro estado observador) possa confundir uma dessas armas com uma arma nuclear e lançar uma resposta nuclear. Infelizmente, esse foco especificamente ignora outros riscos estratégicos mais graves, bem como benefícios estratégicos. 

Por mais triste que pareça, a corrida armamentista não é coisa do passado. Os EUA continuam desenvolvendo um conceito de “ataque-relâmpago global”, que obriga a Rússia a retribuir com as medidas adequadas, inclusive, aperfeiçoar suas próprias concepções estratégicas.

O programa de “ataque-relâmpago global” (Prompt Global Strike, PGS) constitui um conjunto de medidas, visando a modernização de armamentos estratégicos convencionais existentes e a criação de outros tantos não nucleares. No primeiro caso, se trata, sobretudo, de mísseis balísticos intercontinentais de todos os tipos, munidos de cargas convencionais. Algumas projeções iniciadas pressupõem a criação de mísseis de cruzeiro hipersônicos e drones estratosféricos, também hipersônicos.

Ora, a combinação de sistemas modernos de teleguiamento com as velocidades hipersônicas deverá garantir a realização da meta principal – a possibilidade de desferir um golpe em qualquer ponto da Terra uma hora após a respectiva ordem.

Assim, na mira poderão ficar vários alvos – um abrigo de cabecilhas terroristas, um campo de rebeldes, um quartel-general de um adversário militar e até rampas de lançamentos de seus mísseis.

Claro que um golpe rápido e global não será desferido aos aliados da OTAN, à Arábia Saudita e nem sequer aos talibãs afegãos. Este sistema é destinado à Rússia, sustenta Viktor Litovkin, do periódico Nezavissimoe Voennoe Obozrenie (Revista Militar Independente):

“Tal sistema custa os olhos da cara e só se justifica aplicá-lo em alvos igual ou até mais caros do que as armas empregues para o efeito. Eis porque os EUA, projetando tais sistemas de ataque rápido global, pretendem utilizá-los para estabelecer o seu domínio. Este é o primeiro ponto. O segundo ponto é que, deste modo, será possível diminuir a possibilidade de um golpe de resposta mediante o emprego de mísseis estratégicos russos ou chineses.

Convém dizer que, nos últimos dias, a apreensão quanto ao perigo do PGS foi expressa, reiteradas vezes, por altos governantes russos – o presidente Putin, o vice-primeiro-ministro Dmitri Rogozin e o vice-ministro das Relações Exteriores, Serguei Riabkov. Todos são unânimes na opinião que a progressão do PGS leva ao rompimento do equilíbrio estratégico, podendo, sem exagero, acarretar graves consequências.

É óbvio que vencer os EUA por meios convencionais é quase inexequível. Tal será impossível para qualquer país ou coalizão de países, realçou Mikhail Khodarenok, membro do Conselho Social junto da Comissão Industrial-Militar do Governo da FR.

“A potência das Forças Armadas norte-americanas é muito grande. O exército dos EUA, que supera em muito os exércitos de outros países, não poderá ser contido por meios convencionais. Por isso, a Rússia deverá garantir a soberania e a segurança nacional mediante as armas nucleares”.

O comandante-em-chefe das Tropas de Mísseis Estratégicos, Serguei Karakaev, disse há dias que no primeiro semestre de 2014 ao governo será apresentado um projeto de complexo de mísseis ferroviários. Tais trens militares, que desempenham o papel de centros de comando móveis e rampas de lançamento para mísseis balísticos, surgiram ainda na época soviética e foram retirados do serviço em 2005 ao abrigo do Tratado sobre a Redução de Armamentos Estratégicos Ofensivos (START-2), assinado pelos presidentes Boris Yeltsin e George Bush em 1993.

Esse acordo, que foi firmado, segundo enfatizou Mikhail Khodarenk, por razões políticas conjunturais, veio causar um enorme dano à capacidade defensiva do país e ao ramo de mísseis estratégicos, em particular. O novo convênio, START-3, celebrado em 2010 pelo Presidente Dmitri Medvedev e Barack Obama não proíbe a criação de novos complexos de mísseis.

É evidente que os complexos de mísseis ferroviários serão reproduzidos com base em tecnologias mais avançadas, pois se trata de um ramo militar muito importante para a Rússia, prossegue Mikhail Khodarenok:

“Se as rampas de lançamento fixas, baseadas em terra, são conhecidas do hipotético adversário, os complexos ferroviários móveis serão um dos meios eficientes de contenção do adversário potencial. Dificilmente detectáveis e produzidos em quantidades suficientes, poderão desferir um potente golpe de resposta”.

Claro que os “trens blindados nucleares” não constituem o único meio que a Rússia avança, reagindo à instalação da DAM e ao PGS. A julgar por tudo, Moscou já iniciou a realização de medidas de resposta perante os novos desafios que está enfrentando. Como se apurou, para além dos complexos de mísseis Iskander, transferidos para a fronteira ocidental da Rússia, armas idênticas foram estacionadas nas zonas meridionais do país. Como se pode ver, a Federação da Rússia não deixa de ser um alvo caro demais para seus hipotéticos adversários.

Dinâmica Global

Via: http://noticia-final.blogspot.com.br/2014/02/eua-criam-sistema-de-ataque-global.html


Arma espacial chinesa assusta EUA?

Os EUA têm “certos fundamentos” para estar preocupados com a mais recente arma espacial da China. Se trata de uma “arma real” que, no entanto, não será colocada no espaço: foi assim que peritos russos comentaram as análises feitas pelos militares norte-americanos e divulgadas nas audiências do Congresso dos EUA.

A China está desenvolvendo uma arma antissatélite capaz de destruir satélites militares estadunidenses ou perturbar gravemente o seu funcionamento, declarou Ashley J. Tellis, antigo funcionário do Departamento de Estado e do Conselho de Segurança Nacional dos EUA. Serão especulações para tentar obter financiamentos do Congresso ou os Estados Unidos estarão realmente preocupados com os avanços espaciais chineses? Ambas as coisas, considera o major-general Vladimir Dvorkin, investigador principal do Centro de Segurança Internacional:

“Os norte-americanos são quem mais depende do espaço do ponto de vista do apoio militar a quaisquer operações de vigilância e controle e para a satisfação de necessidades econômicas. Por isso é natural que eles estejam preocupados com quaisquer novidades ou testes que possam interferir de alguma maneira com as suas atividades espaciais. Entretanto é verdade que a China está realizando esses trabalhos, se bem que nada possa dizer sobre a sua intensidade. Os chineses fizeram uma experiência para a destruição de um satélite deles, isso é um fato conhecido. Por isso, aqui tanto se pode tratar de uma preocupação natural por parte dos Estados Unidos, como de uma tentativa dos lobbistas para receber fundos militares adicionais.”

A China aprendeu a destruir ou capturar aparelhos espaciais tanto na órbita terrestre, como a partir do centro de controle na Terra. Os militares estadunidenses chamaram a atenção dos congressistas para essas capacidades tecnológicas da China. O capitão de mar e guerra Konstantin Sivkov, vice-presidente da Academia dos Problemas Geopolíticos, considera:

“Isso é perfeitamente realista, visto que até os iranianos têm capacidade para interceptar o controle de drones dos EUA e fazê-los pousar em seu território. Contudo, o Irã está incomparavelmente mais atrasado que a China. Portanto, conseguir interceptar o controle de satélites dos EUA não representa uma grande dificuldade para a China. Tanto mais que o sistema de comando de um satélite não é mais potente que o comando de um drone, que atua em condições bem mais adversas que um satélite. Temos de olhar a China como um país que deu o salto para uma posição entre os líderes mundiais em tecnologias. Ela ainda está um pouco atrasada, mas essa diferença será rapidamente compensada nos anos mais próximos.”

O primeiro teste com sucesso da arma antissatélite foi realizado pela China a 11 de janeiro de 2007. Nessa altura o satélite meteorológico FY-1C da série Fengyun, com 1-1,5 toneladas de peso e uma órbita com 865 quilômetros de altitude, foi diretamente atingido com um míssil antissatélite. O míssil foi disparado a partir de um lançador móvel no centro de lançamentos de Xichang e interceptou o satélite em trajetória de colisão. Tendo chamado a atenção para esse fato, o diretor do Centro de Pesquisas Sociopolíticas Vladimir Evseev declarou:

“A China é realmente capaz de destruir satélites, mas os que se encontrem em órbitas baixas. Ainda não foi confirmada qualquer informação sobre a possibilidade de serem atingidos satélites geoestacionários a altitudes de 36 mil quilômetros. Ela tem a capacidade de atingir satélites a partir da Terra, mas não os geoestacionários. Para atingir alvos no espaço é preciso colocar em órbita um sistema de ataque. A Rússia e a China foram os iniciadores de uma convenção para a proibição da colocação de armas no espaço. Partindo desse princípio, a China não irá colocar quaisquer armas no espaço, apesar de ter potencialmente essa capacidade.”

Foi assim que Vladimir Evseev contestou à revelia a afirmação do perito Robert Butterworth no Congresso dos EUA que “os militares chineses parecem estar preparando um conflito com os EUA e querem abater satélites militares”. Contudo, o perito russo concorda com a opinião do seu colega estadunidense sobre a criação pela China de armas cibernéticas, anuladores de sinais no espaço e de armas laser:

“Esses trabalhos estão em curso, a questão é em que fase eles se encontram: na fase de investigação experimental ou na fase de trabalhos de concepção. Provavelmente os trabalhos ainda estarão na fase de investigação experimental. Ou seja, os objetivos ainda não terão sido completamente alcançados. Mas eu não duvido que esses trabalhos já estão em curso.”

Nesse contexto o major-general Vladimir Dvorkin recordou que já existe um código de conduta no espaço. Ele não é obrigatório, mas prevê a interdição do ataque a quaisquer objetos espaciais. É necessário reforçar essa tendência através da aprovação das convenções internacionais correspondentes.

Voz da Rússia


Via: http://noticia-final.blogspot.com.br/2014/02/arma-espacial-chinesa-assusta-eua.html

PARA QUE SERVE A MAMONA (VOCÊ SABE O QUE É ÓLEO DE RÍCINO?)

Posted by Liberte Sua Mente on quinta-feira, 06 Janeiro, 2014

UMA PLANTA MEDICINAL PODEROSA, PORÉM DE UMA EFICÁCIA DESCONHECIDA PELA MAIORIA DAS PESSOAS.




Ricinus communis

Descrição : Da família das Euforbiáceas,também conhecida como mamoneira, palma-Christi, carrapateiro e rícino. Caracteriza-se por folhas grandes palmadas e frutos rodeados de espinhos e contendo três sementes em seu interior. É um arbusto ou árvore anual, cujo porte atinge até 3 metros de altura, com caule ereto e ramos herbáceos, grossos, lisos e fistulosos. As folhas são alternas, longamente pecioladas, grandes, em formato de estrela com cerca de 8 pontas, denticuladas, glabas, com glândulas e estípulas. As flores são unissexuadas, coexistindo dos dois sexos em um mesmo ramo, sendo que as masculinas ficam abaixo das femininas. Apresentam-se em grandes cachos terminais e eretos. São numerosas, com pétalas pequenas e de cor pálida. O fruto é uma cápsula espinhosa e contêm até 3 sementes, com o formato de meia esfera achatada, lisas, brilhantes, de cor cinza claro ou escuro, matizadas de branco e pintalgadas de preto ou marrom.

O óleo de rícino é obtido por extração fria das sementes, que contêm 45% a 50% de óleo. O óleo é uma mistura de triglicerídios, dos quais o compõe 75% a 90%. Esta mistura é hidrolisada pelas lipases do duodeno, liberando o ácido ricinoléco, que exerce um efeito catártico. O material restante após a extração do óleo é a torta de mamona; As fitotoxinas rícino e ricinina estão presentes na torta e no óleo. O rícino é uma glicoproteína do peso molecular aproximado em 65.000 daltons, consistindo de uma corrente A neutra e uma corrente B ácida, que estam conectadas por ligações de disueto. A corrente de A inibe a síntese de proteínas, que causa a morte celular e a corrente de B serve para ligar a proteína à superfície da célula. O rícino pode ser subdividido em rícino D que é altamente tóxico, em rícino ácidico e em rícino básico. O alcalóide tóxico ricinina é encontrado nas sementes e nas folhas. Comercialmente, os óleos e tortas são obtidos pela prensa fria ou são tratado a vapor para desnaturar as toxinas.

Partes Utilizadas : Óleo das sementes e as flores.

Plantio : Reproduz-se por sementes, que devem ser plantadas duas a duas em cada cova, a intervalos de 1 metro para as de porte menor. Após seis meses de plantio começa a produção, podendo-se obter até 3 colheitas por ano.

Origem : África na Abissínia e Índia Ocidental.. Está naturalizada em todas as regiões tropicais e subtropicais, inclusive no Brasil.

História: O nome "ricinus" é derivado da palavra Itina que significa inseto, porque suas sementes se assemelham em forma e nas marcações a alguns besouros. A planta tem sido usada como objeto ornamental desde a antiguidade. As sementes da mamona também foram usadas como objetos de arte e ornamentos. O óleo de rícino já era usado pelos Egípcios como óleo para lâmpada, como ungüento e também ingerido misturado com a cerveja como um purgativo. O óleo possui uma secagem rápida e não-amarela, e por isso é usado na indústria para tintura de tecidos, na manufatura de lubrificantes de alta qualidade e de corantes e tintas. A planta e o óleo têm sido usados medicinalmente para uma variedade inumerável de doenças, porém um benefício clínico verdadeiro é raramente observado.

Modo de conservar : As folhas devem ser secas ao sol, em local ventilado, ao abrigo de insetos. Guardar em sacos de pano ou de papel. O óleo de rícino extraído da semente deve ser guardada em vidros bem fechados.

Plantio : Multiplicação: por sementes;

Cultivo: Não exige clima, prefere solos orgânicos, profundos e secos. Responde a irrigação e a adubação orgânica. Já existe diversos cultivares selecionados com capacidade de produção variável, desenvolvidos em laboratórios agronômicos. O espaçamento é de 2 metros entre plantas.

Colheita: colhem-se as sementes quando as bagas estiverem amadurecendo.

Propriedades : Vermífugo, purgante (uso interno), emoliente e cicatrizante (uso externo), catártico, anticancerígeno, analgésico.

Indicações : Combate a parasitos intestinais e externamente é usado para combater eczemas, herpes, erupções, feridas, queimaduras e calvície.

Princípios Ativos : Alcalóides (ricinina), glucoproteína (ricina), óleo riglicerídeos, ácido ricinolénico; fitotoxinas, lípase, complexo alergênico.

Uso na gestação e na lactação: O uso da mamona em mulheres grávidas pode provocar sangramento menstrual e aborto espontâneo.

Toxicologia : ingestão das sementes mastigadas causa náuseas, vômitos, cólicas abdominais, diarréia mucosa e até sanguinolenta; nos casos mais graves podem ocorrer convulsões, coma e óbito. (15 sementes).

Tratamento: Antiespasmódicos, antieméticos, eventualmente antidiarréicos. Correção precoce dos distúrbios hidroeletrolíticos. Lesões de pele: soluções antissépticas, analgésicos, anti-histamínicos. Casos graves: corticóides.

Mamona Fruto

Modo de usar: - folhas aplicadas em tumores; - das sementes extrai-se o óleo de mamona que após purificado em laboratório recebe o nome de "óleo de rícino": purgativo, vermífugo; - o óleo rícino é utilizado na fabricação de cremes para os cabelos e tratamentos de pele.

Henorróidas; fissura anal ; coloque 5 colheres de sopa de folhas fatiadas em 1 litro de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos. Coe e espere amornar. Faça banhos de assento de manhã e à noite ou somente uma vez por dia, massageando o local suavemente.

Regularizador do instestino; como purgante tome, em jejum, 2 colheres de sopa do óleo de rícino, e como laxante somente 1 colher de sopa, e em seguida, suco de laranja.

Unha desfolhadas e descamada; cutícula ressecada : misture 1 colher de sopa de óleo de rícino e 5 gotas de suco de limão. Bata bem, até emulsionar. Lave bem as mãos, enxugue e apl;ique à noite nas unhas, massageando. Deixe a loção agir durante uma semana. Estimula a renovação e o crescimento saudável das unhas.

Fortalecer os cabelos : em um recipiente, coloque 5 colheres de sopa de óleo de rícino, 1 gema de ovo e 2 colheres de sopa de rum. Misture bem. Aplique nos cabelos, massageando-os. Deixe o preparado atuar por 30 minutos e, em seguida, lave os cabelos com água morna.

Prevenir rugas : todas as manhãs, passe no rosto um chumaço de algodão embebido em óleo de ríci no. Deixe por 30 minutos, e retire, em seguida, com um chá morno feito com flores de malva.

Receita Caseira de Banho de Assento do Chá da Mamona.
Posologia : As sementes contêm uma lipase e um complexo alergênico designado CBA (sigla em Inglês para Castorbean aliergen - alergênico da semente de mamona); O rícino é uma glicoproteína do peso molecular aproximado em 65.000 daltons, consistindo de uma corrente A neutra e uma corrente B ácida, que estão conectadas por ligações de disulfeto. A corrente de A inibe a síntese de proteínas, que causa a morte celular, e a corrente de B serve para ligar a proteína à supertície da célula. O rícino é um veneno protoplásmico que é absorvido em apenas 30 segundos, assim rapidamente inibindo o processo de elongamento de cadeias protéicas. Esta molécula liga-se as células e interrompe a síntese do DNA e o metabolismo celular de proteínas causando a morte celular. Ingestão, inalação ou administração intravenosa do rícino resultam em uma morte rápida; A mamona é uma planta comumente cultivada. O uso decorativo das sementes aumenta a probabilidade de toxicidade, pois as sementes geralmente são perfuradas, assim rompendo o revestimento externo e expondo as toxinas. Se as sementes são engolidas sem mastigar, envenenamento é improvável, pois o revestimento impermeável da semente permanece intacto; A dose letal mínima (administrada via intraperitoneal) nos ratos é 0.028 mcg de rícino bruto por cada grama do peso do rato. Em humanos, apenas um ou duas sementes mastigadas são letais. Embora as sementes sejam as mais tóxicas, as folhas também podem causar envenenamento. A toxicidade é caracterizada pela queimação da boca e da garganta, por dores de estômago severas, visão embaçada, falha renal, uremia e morte. O tratamento é similar àquele de outros envenenamentos por fitotoxinas e geralmente consiste em terapia de suporte. A toxina ricinina causa náusea, vômito, gastrenterite hemorrágica, dano hepátiCO e renal, convulsões e morte; Deve-se ressaltar que análises mais recentes de dados clínicos sobre casos de envenenamento por mamona (confirmados), sugerem que a ingestão de sementes de mamona nem sempre conduzem à toxicidàde severa. Em um caso, mais de nove crianças ingeriram as sementes e não apresentaram nenhum sinal de toxicidade. Em um outro caso mais dramático, uma mulher com 38anos de idade ingeriu não menos de 24 sementes que tinham sido cortadas e picadas para garantir a absorção. Ela foi tratada para induzir o vômito e permaneceu completamente assintomática. Apesar destas experiências bem sucedidas mais recentes, o envenenamento por mamona sempre deve ser tratado como uma emergência médica séria; Resultados de estudo em animais - o composto rícino apresenta-se ativo em ratos inoculados com células de leucemia L 1210. Quando administrado por via intraperitoneal, seu efeito foi superior ao do composto 5-fluorouracH, porém menor do que o eferto obtido com a adriamicina. O rícino não mostrou nenhum efeito quando administrado por via intravenosa. Estudos in vitro mostraram que apenas 10 moléculas de rícino ligadas a células HeLa em cultura, são necessária para causar a morte celular.


http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/mamona.html#.Uu04ezJdVG8#ixzz2s62h5Oip


Via: http://libertesuamente13.blogspot.com.br/2014/02/para-que-serve-mamona-voce-sabe-o-que-e.html

Chuva radioativa atinge os Estados Unidos e Canadá

Vídeo registra níveis de radiação logo após uma chuva em Toronto. 


Seria uma tempestade proveniente de Fukushima? Talvez o resultado de testes com bombas realizados em segredo por alguma potência nuclear? Ou seria algum pesquisador maluco fazendo testes para modificar o clima?

Teorias da conspiração à parte, na verdade, a atmosfera terrestre está carregada de partículas radioativas, e o que a pessoa do vídeo provavelmente detectou foi o resultado de uma chuva absolutamente normal, que deu “uma limpadinha” nessas partículas.

A maioria das pessoas não faz ideia da magnitude da radiação com a qual convivemos. Existe uma grande quantidade de elementos radioativos presentes no solo e nas rochas, e conforme eles vão se degradando e erodindo, se transformam em gases que levam as partículas radioativas para a atmosfera. Portanto, sempre estivemos em contato com uma radioatividade natural, presente na Terra desde a sua formação.

Contudo, embora não seja aconselhável ficarmos expostos a gases ou materiais potencialmente radioativos, essas chuvas são comuns e não devem ser motivo de alarme.

fonte:http://www.megacurioso.com.br/radiacao/19909-chuva-radioativa-atinge-os-estados-unidos-e-canada.htm


Via: http://issoeofim.blogspot.com.br/2014/02/chuva-radioativa-atinge-os-estados.html

Apagões no Brasil – Qual a Verdadeira Causa?

Uma estrela no ciclo máximo de atividade bombardeia nosso planeta com cargas repetidas de EMCs (Ejeções de Massa Coronal = Fortes explosões solares). Grandes ondas de partículas carregadas atingem a magnetosfera da Terra, causando, além do belo espetáculo de Auroras nos pólos Norte e Sul (Auroras Boreais e Austrais), a modificação dos campos magnéticos do escudo natural do planeta (Magnetosfera) atingindo de forma destruidora as fontes fornecedoras de energia elétrica. Geradores, acumuladores e subestações das empresas fornecedoras de energia elétrica estão sendo afetados pelo intenso e constante ataque das partículas carregadas do Sol, no entanto as desculpas “esfarrapadas” por parte das autoridades governamentais continuam sempre confusas e sem embasamento científico.



Como sempre os especialistas e comunicadores escolhidos para justificar os “apagões”, apoiam suas explicações na debilidade de armazenamento e fluxo de água nas represas, lagos e rios, ligados diretamente ao consumo excessivo de energia por parte da população, por razão direta das altas temperaturas do verão brasileiro. Mas, existe um fator muito maior e que não é apresentado para não assustar a população. Energia elétrica, sem campo magnético, não existe, ou é alterada de tal maneira, que apresenta falha de condução nos cabos da rede de distribuição. Não é de hoje que falamos aqui no PQA dos eventos históricos dos grandes apagões que já foram causados pela alta atividade do Sol. Nossa estrela, de acordo com os gráficos emitidos por fontes científicas confiáveis, está apresentando explosões significativas a cada 2 horas e muitas destas explosões estão atingindo sem piedade o nosso escudo natural (cada explosão solar leva em média 72 horas para atingir a Terra), ocasionando instabilidade e enfraquecimento do sistema. Ao penetrar a magnetosfera da Terra, estas partículas carregadas, impulsionadas pelo plasma da superfície solar, e que viajam pelo espaço como um “spray”, penetra nossa atmosfera desequilibrando os campos magnéticos, neutralizando e danificando geradores, componentes eletrônicos e sistemas de transformação e distribuição elétrica, no entanto é mais fácil darem desculpas de “falhas” sem embasamento, ou erro humano para não contarem quem realmente está por trás destes apagões ou “blackouts”. Como sempre, apoiado por mais de cinco anos de pesquisa, me arrisco a dizer, que tem algo muito maior como agente causador. O “Poderoso Castigador”, como é chamado o sol pela primeira dama do Projeto Quartzo Azul, Rosana Ganimedes, parece estar sendo monitorado de perto pela classe científica, entretanto para não deixar a situação fora de controle, os especialistas sugerem para as empresas detentoras do poder elétrico, comunicar simplesmente, que foi uma falha técnica na hora de ligar ou desligar um interruptor na sala de operações. Por favor, senhores engenheiros e técnicos, com toda esta “brasa” na nossa cabeça, gráficos fornecidos por entidades científicas, mostrando manchas solares de alta atividade, fortes explosões solares, chuva de partículas intensas, raios UV acima dos níveis aceitáveis, velocidade de vento solar acima das medidas normais, magnetosfera totalmente alterada e relatos históricos de apagões causados pela alta atividade solar, tornam-se ridículas suas desculpas, explicações e justificativas técnicas. O ciclo de Máximo Solar é real e já havia sido alertado por cientistas do Reino Unido (Leia AQUI) sobre a possibilidade de apagões em 2014. Até quando nosso sistema elétrico subdimensionado e ultrapassado vai suportar?

Texto: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul ©©: http://projetoquartzoazul.blogspot.com/2014/02/apagoes-no-brasil-qual-verdadeira-causa.html#ixzz2sZbUVhiD


Via: http://issoeofim.blogspot.com.br/2014/02/apagoes-no-brasil-qual-verdadeira-causa.html

A ULTIMA PROFECIA DE NOSTRADAMUS PARA 2014 ( VÍDEO IMPRESSIONANTE )

EUA tenta Provocar uma Terceira Guerra Mundial com a Rússia e a China!
EUA tenta provocar uma terceira guerra mundial com a Rússia e a China e apenas seus próprios aliados impediriam, segundo o jornalista e analista político opinião Paul Craig Roberts.

"A mudança na doutrina militar do país, elevando o status de suas armas nucleares de dissuasão e retaliação a ataques preventivos, a construção de bases de mísseis perto de fronteiras da Rússia, e a militarização de novas tecnologias pelos EUA deixar claro ao governo russo que Washington está preparando um primeiro ataque contra a Rússia", disse o especialista em um artigo publicado pelo site Global Research. Limitado a não só a Rússia, o governo Obama encontrou um outro inimigo: a China. Washington declarou o Mar do Sul da China como uma "zona de interesse para a segurança dos EUA."



''A atitude militar agressiva de Washington em relação à Rússia e a China indica extrema confiança, o que geralmente leva a guerra ''


"É como se a China declarasse o Golfo do México, uma área de interesse para a sua segurança", disse o especialista, o deputado do Tesouro do Governo de Ronald Reagan. EUA disse que a transferência do foco estratégico para a Ásia, o que significa que 60% ​​da Marinha os EUA se move para a área de influência da China. Ao mesmo tempo, Washington não poupa recursos para manter bases navais e aéreas nas Filipinas, Coréia do Sul, Vietnã, Austrália e Tailândia. 
Também foi alinhada com a rival China no que diz respeito a várias ilhas áreas e ar disputado.


''Se alguém está escrevendo a história, do regime Obama será lembrado como regime que levantou a Guerra Fria, com a conclusão do ex-presidente Reagan tentou, e se transformou em guerra aberta''


Este insinuações de um potencial que o Irã obtenha armas e alegações de que um ataque preventivo é indispensável agora adicionar ameaça nucleares não obstante do cumprimento pelo Irã com as condições do acordo internacional destinado a resolver a crise na agenda nuclear iraniana, os EUA continua a agravar a situação ao adotar novas sanções contra a República Islâmica. "Se há alguém para escrever a história, o regime Obama será lembrado como regime reviveu a Guerra Fria, para ser concluída lutou tanto o ex-presidente Reagan, e tornou-se guerra aberta", disse Roberts. analista que salientou que os cidadãos americanos têm pouco, se é que tem alguma influência sobre o governo ou a compreensão de seus planos. "Além disso, não há oposição organizada que possa representar os cidadãos que querem protestar contra o caminho que conduz a uma guerra mundial", disse ele. Assim, o analista de sua esperança no "boneco" EUA europeu e asiático, que arriscam a nenhum propósito a não ser para promover a hegemonia global dos EUA acha que a Alemanha poderia salvar o mundo da guerra servindo ao mesmo tempo, os seus próprios interesses."Tudo que você tem a fazer é a Alemanha sair da UE e da NATO. A aliança entraria em colapso e sua queda acabaria com a ambição hegemônica de Washington", disse.
China, Rússia desafiam o poder militar dos EUA: Hagel
Secretário de Estado John Kerry (L) eo secretário de Defesa Chuck Hagel falar antes de abordar a Conferência de Segurança de Munique.

Secretário de Defesa dos EUA Chuck Hagel, alertou que a China ea Rússia estão desafiando os Estados Unidos como eles estão investindo em suas capacidades militares.
"A maioria dos problemas de segurança persistentes e prementes para a Europa e os Estados Unidos são globais", disse Hagel durante a Conferência de Segurança de Munique, o encontro mais importante de segurança transatlântica, no sábado.
"Países como a China ea Rússia estão modernizando rapidamente suas forças armadas e das indústrias de defesa global, desafiando a nossa vantagem tecnológica e parcerias de defesa em todo o mundo", disse ele.
O chefe do Pentágono, que falava na conferência com o secretário de Estado, John Kerry, afirmou que os militares dos EUA esta se reorganizando para lidar com novas ameaças.
Ele também observou que os Estados Unidos estão expandindo suas forças armadas em todo o mundo mais do que antes.
"Atrevo-me a dizer que os Estados Unidos estão mais presentes, fazer mais coisas em mais lugares do que hoje talvez nunca", disse Hagel.
"Como nós estamos fazendo isso é diferente", disse ele. "Se essa narrativa não é chegar lá, então talvez seja por nossa culpa."
Secretário Kerry também confirmou as observações de Hagel, durante seu discurso, empurrando pacote contra as críticas de que os EUA estão se retirando do Oriente Médio e do resto do mundo.
"Eu não consigo pensar em um lugar no mundo que estão a recuar, nem um", disse Kerry.
"Estamos diante de ameaças de terrorismo e crescimento indomável no sectarismo radical e extremismo religioso", disse Kerry. "A América precisa de uma Europa forte e Europa precisa de um comprometidos e engajados América. E isso significa que, se voltar para dentro não é uma opção para qualquer um de nós. "
Kerry disse que os EUA e a Europa precisa de um renascimento transatlântico ", uma nova explosão de energia e empenho e investimento nos três raízes de nossa força:. Nossa prosperidade económica, a nossa segurança comum e os valores comuns que nos sustentam"
O presidente Barack Obama colocou o foco de Washington para a Ásia em uma estratégia conhecida como "pivot para a Ásia."
A estratégia irritou a Rússia e a China, que têm manifestado repetidamente preocupações sobre a crescente presença militar da administração de Obama na região.
Fontes:
AGB / HJ 
Actualidade RT
Edição de Imagens e texto: UFOS ONLINE 

Veja o Vídeo Abaixo:

Fonte:Markc Cuban


fonte:http://ufosonline.blogspot.com.br/2014/02/a-ultima-profecia-de-nostradamus-para.html  

Fifa vai ter lucro de R$ 10 bilhões com Copa do Mundo, baixo custo e isenção de impostos

Posted by Silvag1
Fifa vai ter lucro de R$ 10 bilhões com Copa do Mundo, baixo custo e isenção de impostos
Faturamento da federação vai ser 110% maior que o obtido no Mundial da Alemanha
Falta mais de um ano para o início da Copa do Mundo, mas a Fifa tem muito a comemorar. Estudo da consultoria BDO aponta que a entidade máxima do futebol vai lucrar  e muito  com o Mundial disputado no Brasil, em 2014: cerca de R$ 10 bilhões.
A estimativa leva em conta as receitas que a Fifa projeta para o Mundial. Direitos de transmissão, patrocínio e licenciamentos compõem o montante, que, segundo o estudo, vai ultrapassar em 36% o faturamento com a Copa do Mundo da África do Sul 2010. O crescimento é ainda maior se comparado ao torneio disputado na Alemanha, em 2006: 110%, a mais.
Os direitos de transmissão são a maior fonte de receita da Fifa, seguida pelo patrocínio. Para a Copa do Mundo 2014, a entidade conta com o apoio de 20 empresas para promover o evento.
Para ajudar, a Fifa ainda terá isenção de impostos durante o Mundial e pouco custo com a preparação do torneio.
Construção de estádios, obras de infraestrutura e o custo para treinar voluntários que vão receber os turistas-torcedores durante a Copa do Mundo saem dos cofres do Brasil, governo Federal, estadual e prefeituras assumem boa parte da conta.
Segundo a Matriz de Responsabilidades da Copa do Mundo, o governo federal vai desembolsar cerca de R$ 27 bilhões em obras de infraestrutura e construção e reforma dos estádios para receber o torneio.

Fonte: R7
Via:

Leia Mais:

                                                           

Governo Dilma libera 60 milhões para que Evo possa enfrentar o déficit energético na Bolívia


                                                           

Água-viva gigante é descoberta na Austrália

Ao longo dos últimos anos, biólogos marinhos da Tasmânia, uma ilha australiana, receberem um vasto número de relatos de avistamentos de medusas gigantes. Agora, uma dessas criaturas não classificadas finalmente apareceu na praia – e é um estranho animal viscoso, de fato.
Água-viva gigante é descoberta na Tasmânia
O espécime de 1,5 metros de comprimento foi descoberto por uma família que estava recolhendo conchas em uma praia em Howden, ao sul de Hobart.
“Com certeza isso é uma grande ameaça, já que há diversos relatórios de avistamentos”, disse a bióloga Lisa-ann Gershwin.
Gershwin acredita que a água-viva habite somente as águas da Tasmânia, e é diferente e maior que qualquer outra espécie já descoberta pela ciência. Tem características musculares, tentáculos, e estruturas que são distintas de outras medusas.
Os biólogos não têm certeza por que houve um grande avistamento de águas-vivas gigantes na região, e quais os impactos que isso pode ter sobre o ecossistema local. 
Via: http://misteriosdomundo.com/agua-viva-gigante-e-descoberta-na-australaia
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

POSTAGENS MAIS VISITADAS

Disso Você Sabia ? no Facebook