NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Estado islamico mantém Brasileira como refém na Austrália. E aí Dilma, vai negociar?

Estado islamico mantém Brasileira como refém na Austrália. E aí Dilma, vai negociar?
Ha alguns meses a Presidente Dilma gerou polêmica ao dizer que acreditava que se deveria buscar o diálogo com os terroristas mais crueis da atualidade, o chamado Estado Islâmico, que de Estado não tem nada. Hoje um jihadista mantém sob a mira de armas uma brasileira, junto com mais de uma dezena de reféns. Ela é nascida em Goiás e trabalha como gerente em um banco em Sydney.
A brasileira se chama Marcia Mikhael, Em sua rede social já ha varios comentários de incentivo a sua libertação. Mas também se encontra mensagens de ódio postadas por muçulmados radicais. Há postagens de bandeiras do estado islamico. Uma das mensagens diz que muçulmanos são maltratados no país.
O terrorista já exigiu uma bandeira do estado islâmico em troca da libertação de alguns refens. O homem também quer entrar ao vivo nas redes de TV da Austrália. 
O sequestrador mostrou, através da vitrina, uma bandeira negra com a inscrição “Não existe outro Deus senão Alá e Maomé é o seu profeta” – a profissão de fé muçulmana, um dos pilares do Islão, o que leva a acreditar que se trata de um ato ligado ao jihadismo internacional.
Não é claro se o homem tem, ou não, ligações ao grupo radical Estado Islâmico, embora o sequestrador tenha pedido uma bandeira deste grupo.
Cinco pessoas conseguiram já sair. Não é claro se fugiram ou foram libertadas. O número de pessoas que continuam no interior do café também é incerto. A maioria dos relatos fala em cerca de 20 pessoas, mas algumas testemunhas falam em cerca de 50.
O homem exige falar com o primeiro-ministro Tony Abbott, que já falou à imprensa: “Este é um incidente perturbador. É chocante ver pessoas inocentes feitas reféns por um homem armado que clama motivação política. Acho que posso apelar às pessoas em Sydney para manterem a calma que tiveram durante este incidente perturbador. Somos um povo livre e generoso e hoje respondemos a isto com caráter”, disse o chefe do governo.
Toda a zona ao redor do café está isolada pela polícia. O primeiro-ministro do Estado de Nova Gales do Sul pediu às pessoas que trabalham na área que fiquem em casa amanhã.
Fotografia de Facebook.
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO