NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

terça-feira, 23 de setembro de 2014

SÍRIA: EUA E ÁRABES LANÇAM MAIS DE 50 ATAQUES CONTRA EI NA SÍRIA, RÚSSIA E IRÃ PROTESTAM

Guerra no oriente entra em nova fase, com participação ativa dos EUA e aliados árabes no conflito que já dura mais de 3 anos

FONTE: GLOBO - Aviões de coalizão internacional lançam 50 ataques contra o EI na Síria

Os aviões da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos lançaram nesta terça-feira (23) 50 ataques contra alvos do grupo Estado Islâmico (EI) nas províncias sírias de Al Raqqah e Deir ez Zor, onde causaram um número indeterminado de vítimas, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A operação é a primeira feita pelos EUA contra o Estado Islâmico na Síria.

A aviação internacional lançou 20 bombardeios contra bases e postos de controle da organização extremista em Al Raqqah, seu principal bastião no território sírio, e em sua periferia norte e oeste, assim como nas localidades de Tel Abiad, Tabaqa e Ain Aisa.

Eles atingiram campos de treinamento, bases e suprimentos de armas.

Um dos alvos dos ataques foi a antiga sede do governo provincial de Al Raqqah, que o EI tinha transformado em um de seus quartéis mais importantes.

Os ataques também tiveram como alvo o braço da Al-Qaeda conhecido como grupo Khorasan, que preparava um ataque "iminente" contra os Estados Unidos e alvos ocidentais, informou nesta terça o Pentágono.

O governo da Síria informou que respalda os esforços internacionais para o combate do Estado Islâmico. "A Síria respalda qualquer esforço internacional para combater o terrorismo, como o do Daesh (um dos acrônimos em árabe do EI) e da Al-Nosra, mas insistindo no respeito da soberania nacional e de acordo com a legislação internacional", afirma um comunicado ministerial.

Nestes bombardeios, houve mortos, entre eles extremistas, apesar de o EI ter esvaziado suas bases na semana passada diante da iminente ofensiva americana.

O balanço inclui 70 combatentes do grupo Estado Islâmico, que registrou, além disso, 300 feridos, 100 deles em estado grave, e 50 membros de grupos afiliados à Al-Qaeda, indicou a ONG. Os feridos do Estado Islâmico foram levados para o Iraque.

O presidente do Irã, Hasan Rowhani, disse nesta terça-feira (23) que os ataques aéreos da coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o Estado Islâmico (EI) na Síria são ilegais, porque não foram aprovados ou coordenados pelo governo da Síria.

O presidente disse que o Irã está pronto para ajudar a combater o terrorismo, mas ressaltou que a política norte-americana é confusa, porque, ao mesmo tempo em que combate os militantes islâmicos, tenta minar o governo do presidente sírio, Bashar al-Assad.

Ele sugeriu que Washington enfrente em primeiro lugar o desafio de lutar contra os terroristas e deixe para resolver suas questões com o governo sírio para depois.

A Rússia criticou nesta terça-feira (23) os ataques aéreos liderados pelos Estados Unidos contra posições do Estado Islâmico na Síria, dizendo que eles têm de ser coordenados com o governo sírio e que criariam mais tensão na região.

Os EUA, que há tempos pedem pela saída do presidente sírio, Bashar al-Assad, e diversos aliados do Golfo Árabe realizaram os primeiros ataques aéreos com mísseis sobre bastiões do Estado Islâmico na Síria.

“Qualquer ação do tipo deve ser executava apenas de acordo com a lei internacional”, disse o Ministério de Relações Exteriores da Rússia em comunicado.


NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Disso Você Sabia ? no Facebook