Seja Bem Vindo
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

8 coisas que você faz errado todos os dias e nem imagina.


De escovar os dentes a usar o vaso sanitário descubra 8 coisas que você faz errado todos os dias.

Cada um tem um estilo de vida própria e entende melhor do que ninguém do próprio corpo, mas a verdade é que existem certos hábitos negativos que a maioria de nós cultiva sem perceber.
Seja por convenções sociais ou instinto, diversos costumes cotidianos que achamos serem benéficos podem na verdade estar nos prejudicando. Então se você tem interesse em melhorar sua qualidade de vida, preste atenção nessa lista de 8 coisas que fazemos de forma incorreta todos os dias:

1 – Respirar


respirando

Respirar pode parecer óbvio, mas é uma função do corpo que é alvo de domínio há milênios. Uma respiração equilibrada e ritmada, sem esforço, é a base para a meditação, o bom desempenho nos esportes e a atividade cerebral afiada. Isso porque a frequência com que respiramos determina a quantidade de oxigênio (energia) e gás carbônico (fadiga) no nosso sangue. Considerando que não fomos feitos para respirar usando os músculos do tórax, e sim do diafragma (foto), a energia que provém da respiração é subaproveitada. Quando respiramos utilizando o diafragma (movendo a barriga, e não o peito), inflamos melhor o pulmão, que captura mais ar. Isso aumenta a oxigenação sanguínea e reduz o número de vezes que se inspira e expira por minuto.

A respiração errada pode causar aumento da pressão sanguínea, o que ocasiona em dificuldade para dormir, estresse, taquicardia, sudorese e cansaço constante. Pois é, esses problemas comuns talvez sejam frutos de uma coisa tão simples quanto a forma de respirar.

2 – Comer


comendo

Nosso corpo funciona como um computador: para transformar comidas, bebidas e qualquer outra fonte de energia que usemos para a vida, é preciso “quebrar” estruturas grandes até que se tornem “reconhecíveis” pelo organismo. É assim, por exemplo, que um sanduíche – formado por salada, carne, queijo, pão, temperos – é “entendido” por nosso corpo. Cada um desses elementos será quebrado numa partícula específica, como o carboidrato, a proteína ou o lipídio, que têm funções diferentes no nosso corpo. “Tá, mas e o quê isso tem a ver com eu comer errado?”, o leitor pode estar se perguntando.

Pois bem, a maior parte das pessoas não mastiga a comida vezes o suficiente, o que dificulta o trabalho do estômago, que fica pesado. Além disso, quando passa de um estado de descanso para digestão de forma abrupta (quando se come rápido e muito), o corpo não tem tempo suficiente para entender quanta comida está sendo ingerida. Isso faz com que o consumo seja maior, o que causa, novamente, a desconfortável sensação de estufamento. Ainda há de se citar o consumo diário e exagerado de carne vermelha, que, apesar de saborosa, aumenta o risco de diversos tipos de câncer. A recomendação de especialistas é diminuir o consumo de carne vermelha para duas ou três refeições na semana.

3 – Dormir


dormir

Todos nós já ouvimos várias vezes que a insônia é o mal do século, mas e se esse for um mal inventado? Isso porque, apesar dos estudos que afirmam que oito horas de sono em sequência são melhores para o descanso do corpo, estamos biologicamente adaptados para acordar durante a noite. A mudança de comportamento se dá pela existência da luz artificial, que faz com que nosso horário de dormir seja cada vez mais tarde. O relógio interno que temos, entretanto, é programado para que acordemos após mais ou menos três horas de sono, tenhamos um período de uma hora (em média) acordados e voltemos a dormir. É assim que as pessoas da Idade Média, por exemplo, tinham costume de dormir.

Portanto se você acordar no meio da noite, o mais importante é se manter relaxado, pois seu corpo está num estado de descanso. Aproveite o tempo, dê um beijinhos no cangote da sua namorada, leia um pouco, tome um chá – logo o sono volta. Ficar nervoso só aumentar a pressão sanguínea e libera adrenalina, o que funciona mais ou menos como um café natural.

4 – Usar o banheiro 

0Bc7tIr - Imgur

É, nem fazer m**** é fácil hoje em dia. Com a invenção das privadas-bidê, em que se faz necessidades sentado, o conforto criou um reflexo bem doloroso, chamado de hemorroida.
Isso porque, ao sentarmos, dobramos os tubos de nosso cólon, o que impede a passagem correta das fezes – o que faz de uma ação diária um ato de esforço muscular. Além disso, temos músculos que fazem especificamente esse trabalho, de “fechar” o canal digestivo, quando estamos sentado ou em pé – para evitar acidentes.

Portanto, pra você que acha os banheiros asiáticos e de rodoviária bizarros, saiba que reduzem o tempo que se leva para usar o toalete e exigem menos do corpo. Para realizar isso na sua casa, basta comprar um banquinho mais alto e por na frente do vaso assim você pode colocar seus pés em cima e simular a posição de cócoras.

5 – Tomar banho

tomar banho
Tomar um banho quentinho numa manhã fria pode ser uma delícia, mas além de não tirar as bactérias do seu corpo, isso danifica a proteção natural da sua pele. Existe uma camada de óleo natural que se forma sobre a pele de nosso rosto e corpo, que serve tanto como um escudo para infecções e desnível da acidez (pH). Quando tomamos muitos banhos, essa camada não pode ser formada, o que deixa a pele frágil e pode levar a um aumento no número de espinhas e lesões, além de desidratação e rugas precoces. A solução é tomar banhos com água fria ou morna (e não soltando vapor de tão quente) e, se possível, evitar fazê-lo todos os dias.

6 – Escovar os dentes


dentes

“Você deve escovar os dentes após cada refeição”; te disseram isso a vida inteira, não é mesmo? Mas será que essa é mesmo a maneira correta de agir? Quando acabamos de nos alimentar, a comida deixada nos dentes libera um ácido que enfraquece o esmalte dos dentes, o que faz com que a escovação logo após as refeições tenha um efeito corrosivo na dentição. Isso aumenta a sensibilidade, a propensão para cáries e a fragilidade dentária. Na verdade, a maior parte das bactérias fica na gengiva e na língua e a escovação não depende de força, mas sim da limpeza de restos de comida entre os dentes. Por isso, deve ser feita de forma leve, em movimentos circulares (movimentos verticais empurram a comida para dentro da gengiva e dos dentes) e, principalmente, usar o fio dental.

A não ser que seja tarde demais e você já seja…bem…imune às cáries.

7 – Fazer academia todos os dias


diasOs

marombeiros e marombeiras de plantão querem resultados rápidos, mas muitas vezes acabam danificando seu corpo no ânsia por um físico escultural. Malhar o mesmo grupo de músculos todos os dias é negativo, pois não dá tempo suficiente para os músculos descansarem, o que pode gerar lesões gravíssimas. Ainda há de se observar que esse período é essencial para o efeito visual almejado, já que é no período de descanso que os músculos incham.

Outra coisa importante é não iniciar exercícios pesados, mesmo com aquecimento. O aquecimento, na verdade, relaxa os músculos, de forma que fazer alongamentos e logo após partir para o ferro pode ser prejudicial à saúde. O correto é começar de forma gradual, com exercícios e pesos leves após o alongamento, aumentando o nível vagarosamente. Dessa forma, não há distensão muscular.

8 – Sentar


sentado

É isso aí: dormir, comer, respirar e até sentar são coisas que a maior parte de nós faz errado, e pra que você pare de se perguntar como é que você está vivo até hoje sem saber disso, aqui vão algumas dicas pra melhorar a sua expectativa de vida e postura. Existem duas formas de sentar, a ativa e a passiva. A forma ativa é a em que se usa os músculos das costas para apoio, como quando estamos sentados num banquinho ou tamborete. Já a passiva é realizada em cadeiras com encosto, que fazem com que todo o peso do corpo seja sentido na coluna, abusando da mesma, que acaba ficando torta – seja por escoliose, hérnia de disco ou mau jeito. Portanto a forma ativa é a mais indicada para quando você for ficar longas horas sentado. Além disso, pessoas que passam muito tempo sentadas têm mais ou menos o dobro de chances de terem problemas de coração e obesidade que as que passam boa parte do dia em pé.

 

 

Fonte:

Fatos Desconhecidos: 8 coisas que você faz errado todos os dias e nem imagina

Via: http://www.somerice.com/2014/09/8-coisas-que-voce-faz-errado-todos-os.html
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

POSTAGENS MAIS VISITADAS

Disso Você Sabia ? no Facebook