NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Siga este Blog

sábado, 16 de agosto de 2014

Ciberguerra da NSA Poderia Escolher Alvos Errados, diz Snowden

A Agência de Segurança Nacional (NSA) está planejando combater ataques cibernéticos a partir de outros países com um programa sofisticado mas altamente arriscado de codinome 'MonsterMind," adverte o whistleblower Edward Snowden. Os ciberataques são muitas vezes encaminhados por meio de computadores de outros países inocentes.

Em uma entrevista na edição de setembro da revista Wired, Snowden disse que o software MonsterMind tem como objetivo identificar o início de ataques estrangeiros e impedi-los de entrar nos EUA. O que torna o MonsterMind único é a sua capacidade de "contra-atacar automaticamente" a estes ataques sem envolvimento humano, disse.

Snowden descreveu o MonsterMind como problemático, observando que os ciberataques são muitas vezes encaminhados por meio de computadores de outros países "inocentes". Isso levanta a possibilidade de contra-ataques dos EUA contra alvos errados. "Você poderia ter alguém sentado na China, por exemplo, fazendo parecer que um destes ataques é originário da Rússia", disse ele. "E então a gente acaba atirando de volta a um hospital russo. O que acontece a seguir?"

O ex-funcionário da NSA também vê o MonsterMind como uma ameaça enorme à privacidade, advertindo que a agência teria de obter acesso a praticamente todas as comunicações privadas que entram nos EUA do exterior.

"Se nós estamos analisando todos os fluxos de tráfego, o que significa que temos que estar interceptando todos os fluxos de tráfego", disse ele. "Isso significa violar a Quarta Emenda, confiscando comunicações privadas sem um mandado, sem causa provável ou mesmo uma suspeita de irregularidade. Para todos, o tempo todo".

A Wired informou que Snowden descobriu o MonsterMind enquanto aprendia sobre uma unidade secreta de armazenamento de dados da NSA em Bluffdale, no estado americano de Utah. Este 1 milhão de metros quadrados do Mission Data Repository é declaradamente capaz de manter um "yottabyte" de dados, ou 500 quintilhões de páginas de texto.

A entrevista da Wired foi realizada em Moscou. Snowden, que provocou uma tempestade quando ele roubou um cache de documentos da NSA e começou a liberá-los à imprensa no ano passado, tem vivido como um fugitivo na Rússia desde 23 de junho de 2013. O Departamento de Estado dos Estados Unidos revogou seu passaporte americano no dia anterior.

Quando a FoxNews contactou a NSA para comentar a história, a agência não respondeu a nenhuma das alegações de Snowden. "Se o Sr. Snowden quer discutir suas atividades, a conversa deve ser realizada com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos", disse ela, em um comunicado enviado por email para a FoxNews. "Ele precisa voltar para os Estados Unidos para enfrentar as acusações contra ele."

Ciberataques estrangeiros continuam a ser uma grande dor de cabeça para as organizações do governo dos EUA e corporações. Na última semana a Serviços de Investigação dos Estados Unidos (USIS), o principal fornecedor de verificação de antecedentes para o governo dos EUA, disse que tinha descoberto um ataque cibernético em sua rede corporativa - possivelmente lançado por uma potência estrangeira.

No ano passado, um relatório da Defense Science Board arrogantemente acusou a China de usar ataques cibernéticos para acessar informações de quase 40 programas de armas do Pentágono, e as tensões de segurança cibernética entre os dois países continuam a ferver. As autoridades norte-americanas no mês passado acusaram um empresário chinês de invadir os sistemas de empresas americanas com grandes contratos de defesa, incluindo a Boeing. Leia o artigo "Obama: Procurado! Acusar a China por Ciberespionagem é Arrogância Doentia" para maiores informações.

Especialistas em segurança haviam previsto que Snowden iria manter a agência no foco das atenções da espionagem com os vazamentos em curso.

No mês passado, um documento vazado, supostamente fornecido por Snowden, parecia detalhar os truques da espionagem cibernética empregada pela contraparte britânica da NSA,  o GCHQ.

Leia mais:



Documentos Mostram Como a NSA Grampeia o Planeta








NSA Recolheu Mais Dados sobre Internautas Comuns do que sobre Alvos Legais



Fontes:
Infowars: NSA cyberwarfare could pick wrong targets, Snowden says
Fox News: NSA cyberwarfare could pick the wrong targets, Snowden says

Via: http://www.anovaordemmundial.com/2014/08/ciberguerra-da-nsa-poderia-escolher-alvos-errados-diz-snowden.html#ixzz3AbIG20Oj
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO