Siga este Blog

terça-feira, 27 de maio de 2014

Ministério Público Federal entra com ação contra campanha “Todos ganham (Hexa)” promovida pelo governo federal


Publicado por  em 27 maio

O Ministério Público Federal propôs Ação Pública contra a campanha “Todos ganham (Hexa)” promovida em todas as mídias pelo governo federal, segundo o MPF a campanha é acompanhada de mensagens subliminares, vendendo a ideia de que a Copa só trará benefícios para o país e que o governo fez tudo que prometeu, investimentos públicos que seriam realizados em infraestrutura urbana e serviços públicos prometidos, muitos ainda nem ficaram prontos, outros foram substituídos por serviços de menor impacto além de alguns que foram simplesmente cancelados.
O MPF observa que houve desorganização e falta de planejamento. Desde 2007, quando o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo, até o mês de maio deste ano, o governo não havia cumprindo nem metade do que se comprometeu a fazer. Além disso, segundo dados do Senado Federal, os custos para a Copa no Brasil chegaram a R$ 40 bilhões, enquanto a soma do total investido nas últimas três edições do evento (Japão/Coreia, Alemanha e África do Sul) não passou de US$ 30 bilhões.
De acordo com o procurador Ailton Benedito, autor da ação, além da mensagem não traduzir a realidade, também atinge o inconsciente coletivo, de forma subliminar, uma vez que insinua que o governo cumpriu com tudo que foi prometido e que a organização do evento transcorreu sem problemas. (Diário do Poder)
O MPF destaca ainda -  “tempo suficiente para executar planos de investimento que efetivamente investissem e corrigissem as mazelas da infraestrutura e dos serviços públicos, principalmente nas cidades-sede. No entanto, segundo levantamento realizado pelo jornal Folha de São Paulo no início deste mês de maio, o país tinha concluído menos da metade daquilo que se comprometeu fazer”.
Na ação, com pedido de liminar, o MPF pede para que a campanha seja retirada de todas as mídias imediatamente e pede também para que o governo seja proibido de fazer qualquer campanha para a Copa que não tenha fim exclusivamente educativo, informativo ou de orientação social. Pede ainda que a União pague multa diária de R$ 5 milhões e multa diária pessoal de R$ 1 milhão aos agentes do governo, caso descumpra a determinação.
Veja os 3 vídeos da campanha:

NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO