SEJA BEM VINDO - NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Ampliar o corpo pode reduzir a dor

O tamanho percebido da mão afeta o quão intensamente se sente dor, de acordo com um novo estudo. [5 fatos surpreendentes sobre a Dor]

Um artigo publicado em março na revista Neuropsychology detalhou os resultados de uma experiência em que cada participante foi submetido a uma sensação de picada de agulha num dedo.

Os investigadores usaram uma lente para modificar o tamanho da mão que recebia os estímulos dolorosos para parecer maior ou menor do que o normal em algumas das experiências.

Eles compararam essas respostas com a resposta de dor na mão sem modificações dos participantes. [Conheça as 7 condições mais dolorosas]

Enquanto isso, uma máquina monitorizou uma propriedade elétrica na pele conhecida como a condutância na resposta - também chamado de resposta galvânica - medindo a variação na produção de suor.

"A resposta da condutância da pele é um mecanismo bastante antigo", que mede a excitação em humanos, disse Daniele Romano, psicólogo experimental da Universidade de Milano-Bicocca em Milão, Itália e principal autor do estudo.

Quando alguém é estimulado, a pele produz mais suor salgado, o que aumenta a sua condutividade elétrica. A excitação pode indicar muitas coisas: medo, ansiedade, antecipação, de ameaças, de emoção, etc.

Quando os participantes viram a mão sob uma lupa, eles responderam com menor intensidade à dor real na sua mão do que quando viram a mão sem modificação. No entanto, eles anteciparam mais a dor quando a mão era ampliada.

Romano acredita que a mão maior chama mais atenção do que no tamanho normal. Ele especulou que a atenção faz com que eles antecipem a agulha e diminuam a sensação de dor, pois o participante está mentalmente preparado para isso.

É difícil saber com certeza, porque todas as pessoas sentem a dor de forma diferente - especialmente as pessoas com dor crónica.

Lorimer Moseley, professor de ciência da dor da Universidade do Sul da Austrália, realizou uma experiência semelhante em pessoas com dor crónica. A experiência exigia que os participantes realizassem movimentos que normalmente induziam dor. Expandir visualmente a mão piorava a dor.

Embora os resultados pareçam contraditórios, tanto Moseley como Romano pensam que os seus estudos representam a maneira variada e cheia de nuances de como o cérebro interage com o corpo e a forma como as pessoas percebem a dor.

"Os cérebros dos voluntários saudáveis ​​são diferentes dos cérebros de pessoas com, por exemplo, a síndrome crónica de dor regional complexa", disse Moseley. " lgumas das rupturas ou as diferenças entre os cérebros relacionam-se com a forma como o cérebro representa o corpo e mapeia as superfícies do corpo".

O exemplo mais famoso de uma interrupção na capacidade do cérebro para criar um mapa mental do corpo é a síndrome do membro fantasma. Pacientes com síndrome do membro fantasma perderam um membro mas muitas vezes sentem a dor como se o seu braço ou perna ainda estivesse ligado ao corpo.

Síndrome do membro fantasma demonstra como a dor é uma experiência complexa e subjetiva. As pessoas podem sentir dor terrível, mesmo quando não existe uma causa física. [Nova teoria explica porque amputados sentem dor fantasma]

Moseley admira o rigor do estudo de Romano, mas advertiu que é difícil ser mais preciso sobre a dor medindo a resposta de condutância da pele. De igual forma, Moseley também lamentou a dificuldade de pesquisar acerca da dor.

Ainda assim, os resultados da Romano ainda podem ter algumas aplicações práticas. De fato, se você sabe que alguma coisa vai ser dolorosa - como levar um tiro ou fazer uma tatuagem - você pode beneficiar ao ampliar a visão, ao invés de olhar para longe. 


http://www.ciencia-online.net/2014/05/ampliar-o-corpo-pode-reduzir-dor.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+ciencia-online+%28Ci%C3%AAncia+Online%29

Siga este Blog

Postagem em destaque

Agora é real, NIBIRU está chegando, e já é visto a olho nu.

Olá amigos, desculpem a ausência. Estou muito mais ativo no meu mural Facebook, e também no nosso grupo do Facebook também, mas vamos lá...

NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

POSTAGENS MAIS VISITADAS

Disso Você Sabia ? no Facebook