NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Alimentos que interferem na eficácia dos remédios

Tudo o que comemos tem ação direta em nosso organismo, provocando reações que podem estar diretamente ligadas ao nosso humor, nossa saúde e nosso desempenho físico e mental. 
Por isso a alimentação é tão importante na hora de tratar um sintoma ou uma doença.
Ela pode até ser a solução de alguns problemas de saúde, substituindo a ingestão de remédios. 
Porém, em alguns casos, a ingestão de medicamentos é necessária e, o que poucos sabem, é que determinados alimentos podem interferir na eficácia desses medicamentos.
nutrientes provenientes deles alteram o funcionamento de nosso metabolismo, aumentando ou diminuindo hormônios e mudando nossa capacidade de absorção ou imunidade, o que pode prejudicar alguns tratamentos. 
Segundo o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo, a associação de medicamentos com determinados alimentos pode ocasionar a redução do efeito de remédios 
ou retardar o início de sua ação.
Por isso, é importante que você esteja sempre atento. 
Confira abaixo uma lista com alguns alimentos que interferem na eficácia de remédios:
Folhas verdes
Folhas verde-escuras, como couve, brócolis e acelga, são fontes de vitamina K, que estimula a coagulação sanguínea. 
Pessoas que tomam remédios anticoagulantes, como em casos de problemas no coração, podem ter o tratamento comprometido pela ingestão em grande quantidade desses alimentos.
Dica para esses pacientes é sempre ter em mãos um 
monitor cardíaco para manter um acompanhamento constante.
Eles são baratos, práticos e tão discretos que podem ser utilizados no dia a dia tranquilamente graças a seu estilo adaptável, integrados a relógios de pulso.
Sua utilização diária é fundamental, pois é necessário saber se sua alimentação está interferindo no tratamento e alterando o ritmo de seu coração.
Laticínios
Os alimentos derivados de leite, como queijos, requeijão e iogurtes, são ricos em cálcio, um mineral essencial para a vida saudável.
Porém, se consumidos em média ou grande quantidades, podem dificultar a absorção de antibióticos pelo nosso organismo. 
Além dos laticícios, feijão-branco e preto, nozes, damasco e gergelim são outros alimentos ricos em cálcio que causarão o mesmo efeito.
Cafeinados
Alimentos como chás, cafés, chocolates e alguns refrigerantes, costumeiramente ricos em cafeína, quando ingeridos em excesso, aumentam os ricos de efeitos colaterais de diversos medicamentos. 
Não são recomendados para quem faz tratamentos contra asma, ansiedade, coagulação sanguínea e a utilização de medicamentos com estrogênio.
Embutidos
Salame, presunto e queijos como o parmesão, os chamados embutidos, são ricos em uma sustância conhecida como tiramina. Ela é normalmente produzida por nosso organismo, mas, quando ingerida em grande quantidade, pode gerar ineficácia de remédios para tratamento de 
depressão.
Como saber o que comer durante seu tratamento?
Consulte sempre seu médico.
Além disso, é importante seguir as orientações sobre como e com quais alimentos - leite, suco, chá ou apenas água - se deve ingerir os medicamentos.
Isso também é importante e pode potencializar ou 
prejudicar seu tratamento.
Fique atento.

http://www.curapelanatureza.com.br/2014/05/alimentos-que-interferem-na-eficacia.html
NÃO DEIXE DE CLICAR NOS ANÚNCIOS DESTE, VOCÊ ESTARA AJUDANDO A PERMANENCIA DO MESMO. OBRIGADO

Disso Você Sabia ? no Facebook